psicologa sp , Psicóloga perto de mim, consulta com psicologa, psicologa preço, psicologa valor, psicóloga preço, psicólogo valores, consulta psicólogo valor, psicólogo preço, psicologa perto de mim,psicologo perto de mim, Psicóloga perto de mim, psicólogo presencial sp, psicóloga São Paulo, psicólogo consulta, psicólogo zona sul sp, Psicólogo Zona Leste sp, melhores psicólogos de sp, Psicóloga Av. Paulista, Indicação de Psicóloga SP, poderá agendar uma consulta com psicologa presencial.

Qual a melhor terapia para você? Psicóloga SP

Qual a melhor terapia para você? 

Qual a melhor terapia para você? Psicóloga SP



Online ou presencial? 

Terapia individual ou de casal? 

Semanal, mensal ou quinzenal? 

Longe ou perto de casa? 


Uma história fictícia sobre Psicoterapia



Há alguns anos, S. estava passando por uma fase difícil em sua vida. Ele havia acabado de sair de um relacionamento conturbado e estava lutando para lidar com suas emoções. 

Após uma conversa com um amigo, ele decidiu que era hora de procurar ajuda profissional, mas S.  não sabia ao certo qual seria a melhor opção.


Foi então que ele marcou uma consulta com a psicóloga Maristela. 


Qual a melhor terapia para você?



No primeiro encontro, ela explicou a ele sobre os diferentes tipos de terapia, como a psicanálise, comportamental e humanista. 

Ela também falou sobre a diferença entre a terapia individual e de casal, bem como a frequência das sessões e se seria melhor fazer a terapia online ou presencial.


S. pensou cuidadosamente sobre todas essas opções e acabou optando pela terapia individual presencial, uma vez por semana, com abordagem humanista. 

Ele gostou da ideia de estar em um ambiente seguro e confortável para conversar sobre seus problemas.


Com o tempo, S. começou a notar uma grande diferença em sua vida. 

Ele estava lidando melhor com suas emoções e aprendeu muitas técnicas para ajudá-lo a enfrentar os desafios do dia a dia. 

Ele agradeceu a psicóloga Maristela por ajudá-lo a encontrar a melhor terapia para ele e por guiá-lo nessa jornada de autodescoberta e crescimento pessoal.





Qual a Melhor terapia para mim?

Você já deve ter perguntado isso e ouviu muitas respostas diferentes, não é mesmo?

Não basta apenas escolher bons Psicólogos; é fundamental escolher um bom Psicólogo, que além de ter muita experiência em casos como o teu, também consiga oferecer o tipo de terapia que se ajuste ao seu perfil.

O importante é encontrar um terapeuta qualificado e experiente que possa ajudar a abordar os problemas emocionais e comportamentais do paciente de maneira eficaz e colaborativa.

O que considerar quando escolher Psicoterapia

Certamente, o tipo de terapia mais eficaz para você, será aquele que ajudará a produzir os resultados que você busca, para romper com padrões limitantes de pensamentos e comportamentos.

Existem vários tipos de terapia disponíveis, incluindo terapia cognitivo-comportamental, terapia psicodinâmica, terapia comportamental, terapia humanista, terapia sistêmica, entre outras. Cada uma delas tem suas próprias abordagens e técnicas.

A Psicanálise 


É uma abordagem terapêutica focada em compreender o inconsciente do paciente por meio da fala. 
Nessa abordagem, o Psicólogo geralmente assume uma postura mais passiva e ouve atentamente o paciente, analisando a relação do discurso com possíveis conteúdos inconscientes. 

Dessa forma, o paciente é encorajado a falar livremente sobre seus pensamentos, sentimentos e experiências, sem medo de julgamentos ou censuras.

Durante as sessões, o Psicólogo utiliza diversas técnicas para auxiliar na compreensão do inconsciente do paciente, como a livre associação, a interpretação dos sonhos e a análise da transferência. 

A livre associação consiste em permitir que o paciente fale livremente sobre o que vem à sua mente, sem censura ou direcionamento. 

Já a interpretação dos sonhos visa compreender os possíveis conteúdos inconscientes que se manifestam nos sonhos do paciente. 

Por fim, a análise da transferência busca identificar possíveis padrões de comportamento do paciente em relação ao Psicólogo, que possam revelar aspectos do seu inconsciente.

Embora a Psicanálise seja uma abordagem mais tradicional, ainda é amplamente utilizada na prática clínica e pode ser eficaz para tratar diversos transtornos emocionais e psicológicos. 

No entanto, é importante ressaltar que essa abordagem pode demandar um tempo maior de terapia e um investimento financeiro mais alto do paciente.

A terapia psicodinâmica

A psicodinâmica é uma abordagem terapêutica que tem como base a teoria psicanalítica e enfatiza a exploração do inconsciente e dos processos emocionais para entender e resolver problemas psicológicos. 

Ela se originou a partir dos estudos do médico e psicanalista austríaco Sigmund Freud, que propôs uma nova maneira de entender o comportamento humano.

Freud desenvolveu a teoria psicanalítica a partir da observação de seus pacientes e da análise de seus próprios sonhos e fantasias. 

Ele acreditava que a mente humana é dividida em três partes: o consciente, o pré-consciente e o inconsciente. 

O consciente é o que está presente na nossa consciência em um determinado momento, o pré-consciente é o que pode ser lembrado ou trazido para a consciência com facilidade, e o inconsciente é a parte da mente que contém memórias, desejos e emoções reprimidos.

A psicodinâmica propõe que muitos problemas psicológicos são causados por conflitos internos inconscientes e que a resolução desses conflitos pode levar a uma mudança significativa no comportamento e no bem-estar emocional. 

Para isso, o terapeuta psicodinâmico utiliza técnicas como a livre associação, a interpretação dos sonhos e a análise do comportamento não verbal para explorar o inconsciente do paciente e ajudá-lo a entender seus pensamentos e emoções.

Além disso, a psicodinâmica também enfatiza a importância das relações interpessoais e do relacionamento terapêutico para o processo de cura. 

A ideia é que o terapeuta ajude o paciente a desenvolver uma relação de confiança e empatia, para que ele se sinta seguro o suficiente para explorar questões emocionais profundas e trabalhar para mudar comportamentos e pensamentos negativos.

Em resumo, a psicodinâmica é uma abordagem terapêutica que busca compreender e resolver problemas psicológicos a partir da exploração do inconsciente e dos processos emocionais, além de enfatizar a importância da relação terapêutica e das relações interpessoais na busca pelo bem-estar emocional.

A terapia cognitivo-comportamental, 

A Terapia Cognitivo Comportamental é um tratamento psicológico de curta duração e efeitos mais rápidos, pois busca tratar um problema de cada vez. Indicada para casos de depressão, ansiedade, dificuldade de relacionamento, estresse, etc.

Seu foco primordial é a identificação e mudança de padrões de pensamentos e comportamentos disfuncionais que contribuem para problemas emocionais e comportamentais. 

A terapia comportamental concentra-se na mudança do comportamento problemático e no desenvolvimento de habilidades sociais e de comunicação. 

Na clínica psicológica, os primeiros atendimentos visam o estabelecimento de vínculo, pois não existe a menor possibilidade de trabalho se não houver aliança entre o terapeuta e o cliente. Deixo o cliente a vontade para falar de si mesmo e suas queixas.


A Psicoterapia cognitivo comportamental é focada na identificação

  • de Pensamentos disfuncionais, 
  • de crenças - sobre si mesmo, o mundo, e o futuro,
  • de comportamentos que lhe trazem prejuízos,
  • Como material de apoio utilizo a música, os filmes, leituras, desenhos, pinturas, etc.

A terapia cognitiva comportamental  trabalha basicamente para identificar estruturas disfuncionais de pensamentos, que geram sentimentos ruins e posteriormente depressao e ansiedade.

 Aaron Beck chamou de tríade cognitiva, os pensamentos distorcidos sobre si mesmo, o mundo e o futuro:
  • Si mesmo (a): as distorçōes aparecem por meio de comentários e pensamentos autodepreciativos: " Eu sou um incopetente"
  • O mundo :  quando há uma clara tendência a generalizar e amplificar os aspectos negativos da sociedade: Exemplo: “Nenhuma pessoa merece confiança, todas são más"
  • O futuro:  As crenças de desamor e desamparo levam os indivíduos a ignorar os aspectos favoráveis do futuro, concebendo-o como algo ruim“nada do que eu fizer dará certo”.

Psicoterapia Humanista: 


A terapia humanista tem como objetivo promover o crescimento pessoal e o desenvolvimento do potencial humano.


Prioriza o acolhimento do paciente.

A Psicologia Humanista é uma abordagem que surgiu na década de 1950 como uma resposta crítica à Psicanálise e ao Behaviorismo, que eram as principais correntes da psicologia na época. 

Ela se concentra na compreensão do ser humano como um todo e enfatiza a importância da experiência subjetiva e da liberdade de escolha.


A terapia humanista é centrada na pessoa e visa ajudar o paciente a alcançar seu potencial máximo de crescimento e autodesenvolvimento. 

O Psicólogo fornece um ambiente seguro, acolhedor e não julgador, onde o paciente é incentivado a explorar seus sentimentos, emoções e pensamentos mais profundos.


Na terapia humanista, o terapeuta não é visto como um especialista em diagnosticar ou tratar doenças mentais, mas sim como um facilitador do processo de crescimento pessoal do paciente. 

O objetivo é ajudar o paciente a se tornar mais consciente de si mesmo, a compreender melhor suas emoções e a desenvolver habilidades para lidar com seus problemas.


Algumas das técnicas comuns usadas na terapia humanista incluem a escuta ativa, a reflexão, a empatia, a validação e a atenção plena. 

O psicólogo pode encorajar o paciente a escrever ou desenhar para explorar seus pensamentos e sentimentos, ou usar jogos de interpretação de papéis para ajudar o paciente a expressar suas emoções de forma mais clara.

Em resumo, a terapia humanista é uma abordagem centrada na pessoa que enfatiza a importância da experiência subjetiva, do crescimento pessoal e da liberdade de escolha. 

Ela busca fornecer um ambiente seguro, acolhedor e não julgador, onde o paciente pode explorar seus pensamentos, sentimentos e emoções mais profundos, e desenvolver habilidades para lidar com seus problemas.


Como a terapia pode te ajudar?

Defina o que você espera das sessões de terapia: quer mudar pensamentos, crenças, suposições, deixar alguns hábitos, ser mais assertivo, ser menos compulsivo? 

O que mais te atrapalha? 
Que comportamentos novos poderiam te ajudar? 
Quais as crenças que você gostaria de mudar?

Definir o que se espera das sessões de terapia é um passo importante no processo de autoconhecimento e mudança. 

Ao iniciar a terapia, é importante refletir sobre o que te motiva a buscar ajuda psicológica e quais são os objetivos que você deseja alcançar.

Você pode querer mudar pensamentos, crenças e suposições limitantes que te impedem de alcançar suas metas e viver de forma mais plena. 

Ou talvez queira abandonar hábitos que te prejudicam e adotar comportamentos mais saudáveis e positivos.

Talvez a dificuldade em ser assertivo esteja atrapalhando sua vida pessoal e profissional, e você deseja aprender a se posicionar de forma mais firme e clara. 

Ou pode ser que você esteja enfrentando comportamentos compulsivos e queira aprender a lidar melhor com eles.

Ao refletir sobre essas questões, é possível identificar quais são os comportamentos novos que podem te ajudar a alcançar seus objetivos. 

Por exemplo, pode ser que você precise aprender a lidar melhor com suas emoções, a estabelecer limites saudáveis em seus relacionamentos, a se comunicar de forma mais efetiva ou a desenvolver habilidades sociais.

Por fim, é importante questionar quais são as crenças que estão te limitando e que você gostaria de mudar. 

Essas crenças podem estar relacionadas a sua autoimagem, capacidade de lidar com desafios, relacionamentos ou outras áreas da vida. Identificar essas crenças e trabalhar nelas é fundamental para o processo de transformação pessoal e crescimento emocional.

Em resumo, definir o que se espera das sessões de terapia é um passo fundamental para obter os melhores resultados. 

Ao refletir sobre suas necessidades, objetivos e limitações, você pode direcionar o trabalho com o psicólogo de forma mais assertiva e efetiva.


Como escolher bons Psicólogos:


Escolher um bom psicólogo pode ser uma tarefa desafiadora, mas algumas dicas podem ajudar nesse processo:


Quando procurar psicólogos, verifique a missão, visão e valores éticos do profissional. 

Os bons psicólogos disponibilizam vídeos falando sobre seu trabalho, o que ajuda a identificar qual a melhor terapia para você.


Verifique a formação do profissional: certifique-se de que o psicólogo escolhido possui formação reconhecida em uma universidade credenciada pelo Conselho Federal de Psicologia.

Cheque a regularidade do profissional: confirme se o psicólogo escolhido está registrado no Conselho Regional de Psicologia do estado onde atua e se está em dia com suas obrigações éticas e legais.

Verifique a abordagem terapêutica: pesquise e informe-se sobre a abordagem terapêutica utilizada pelo psicólogo e veja se ela está alinhada com suas necessidades e expectativas.

Converse com o psicólogo: agende uma conversa inicial para conhecer o profissional e tirar suas dúvidas sobre o processo terapêutico.


Embora as avaliações nas redes sociais possam ser úteis para obter uma visão geral sobre a qualidade dos serviços prestados por um psicólogo, é importante não confiar exclusivamente nessas avaliações.

Muitas vezes, as avaliações nas redes sociais são subjetivas e baseadas nas experiências individuais de cada paciente. Além disso, algumas avaliações podem ser falsas ou manipuladas por terceiros.

Além disso, é importante que o psicólogo seja formado em uma instituição reconhecida pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP) e que possua registro ativo no Conselho Regional de Psicologia (CRP) de sua região. 

Isso garante que o profissional tenha recebido uma formação adequada e esteja em conformidade com as normas éticas e técnicas da profissão.

Ao entrar em contato com um psicólogo, é recomendável marcar uma primeira consulta para avaliar se o profissional atende às suas expectativas e necessidades. 

Durante a consulta, é importante observar se o psicólogo demonstra empatia, escuta ativamente e oferece um ambiente seguro e acolhedor para o paciente.


Lembre-se de que a escolha de um psicólogo é pessoal e depende das suas necessidades e expectativas, portanto, dedique um tempo para avaliar suas opções antes de tomar uma decisão.


Psicólogos são todos iguais?

Não. Apenas recebem a mesma formação.

Depois da faculdade, cada um vai escolher uma linha de trabalho; uma ideologia, e tende a trabalhar em áreas que tenha mais facilidade de atuação, ou mais familiaridade.

Por isso é fundamental que você escolha um Psicólogo que tenha um tipo de abordagem que faça com que você sinta-se acolhido(a) e além disso, seja um bom profissional de saúde mental.


Horários.

A terapia exige tempo de reflexão. É fundamental que você escolha um consultório que atenda suas necessidades de tempo.

A duração do atendimento também é relevante.
Em geral, trabalhamos com uma média de 50 minutos por sessão, pois é o tempo médio que um cérebro precisa para elucidar ideias.

Porém, você pode negociar este tempo para mais ou para menos, dependendo da sua capacidade particular e da disponibilidade do Psicólogo.

Localização do Consultório de Psicologia


Este detalhe parece pequeno, mas se considerarmos a dimensão do seu compromisso com a terapia, passa a ser um detalhe importante.

Certamente, você não vai gostar de perder sessão, por causa de dificuldade com deslocamento. 

E a maioria dos psicólogos atende com hora marcada e raramente conseguem "estender" ou modificar um horário, em função de outros compromissos posteriores.

E você também tem outros compromissos, certamente.

Por isso, é importante escolher um consultório que fique na sua linha de acesso, para garantir da melhor forma que você não perca seu atendimento, pois a falta de regularidade pode impactar negativamente nos resultados.


Referências:

GABBARD, O. Gleen. Psiquiatria Psicodinâmica. Porto Alegre. Artmed, 1999







Consultório da Psicóloga Maristela em SP. 

Av. Paulista, 2001 Bela Vista,
São Paulo/SP CEP 01311-000 



Obrigada pela leitura. 

Texto produzido pela:

Psicóloga SP: 
CRP-SP 06-121677.

Acolhimento humanizado online ou presencial

com mais de 12 anos de experiência profissional   

Não existe distância entre a Psicologia e você.
Psicóloga SP:  Maristela Vallim Botari  CRP-SP 06-121677.  Mais de 12 anos de experiência em Psicologia Clínica e Psicoterapia.



1ª sessão de Psicoterapia Online

Caso a agenda não mostre um horario adequado às suas necessidades, você pode entrar em Contato direto e agendar sua sessão de terapia direto com a Psicóloga.

Psicóloga, psicóloga sp, psicologa zona sul, psicologa perto de mim, psicologa preço, terapia de cas



Em todos os casos, é dever do psicólogo acolher e escutar toda e qualquer queixa da mesma forma, sem julgamentos, e com a verdadeira intenção de ajudar, pautando seu trabalho pelos princípios da Ética Profissional

Postar um comentário

0 Comentários

Como agendar uma consulta com a Psicóloga em São Paulo, SP .

Quero cuidar da minha saúde mental 

Para agendar sua consulta com a Psicóloga e receber acolhimento humanizado, você pode optar pela Psicóloga online ou presencial.
Clique nos botões abaixo.
 
psicologa sp, Psicóloga SP, psicóloga perto de mim. Psicóloga em São Paulo, Psicóloga online,  psicóloga preço, consulta com psicóloga, Psicóloga Bela vista, psicólogo zona sul sp, psicólogo centro sp, psicólogo online, psicólogos em são Paulo, Psicologo SP.


Caso a agenda não mostre um horàrio adequado às suas necessidades, entre em contato e agende direto com a Psicóloga sp.

WhatsApp - (11) 95091-1931- Email: contato@psicologa-sp.com.br
Agende consulta psicológica . psicologa, psicologa preço, consulta com psicologa valor, psicologa sp, psicologa perto de mim, psicologa online, psicologa presencial, Psicóloga Bela Vista, Psicólogos perto de mim, 

Quem leu estes artigos, se interessou por: