Relacionamento aberto pode dar certo?



Relacionamento aberto pode dar certo?
Tenho acompanhado a movimentação dos relacionamentos afetivos, nos últimos dez anos, e percebido que existe uma tendência maior ao relacionamento aberto.



Porém, é um assunto bastante polêmico, que exige muita reflexão.


Vamos falar sobre relacionamento aberto?



Na sua opinião, relacionamento aberto pode dar certo?

Quais os aspectos positivos e negativos de uma relação aberta?
Como a Psicologia estuda o relacionamento aberto e o Poliamor?
Poliamor é a mesma coisa que relacionamento aberto?
Poliamor e relacionamento aberto podem eliminar comportamentos de traição?



O que é um relacionamento aberto?



a melhor definição que encontrei foi na Wikipedia:


Relacionamento aberto é a relação afetiva em que os parceiros envolvidos concordam com uma forma de não-monogamia,[1] de modo que relações afetivas/sexuais com terceiros possam não ser consideradas traição ou infidelidade. Isso significa que eles concordam que uma relação íntima ou romântica com terceiros é aceito, permitido ou tolerado.[2]O conceito tem sido reconhecido desde a década de 1970.[3]

É defendido por seus adeptos como uma alternativa ao modelo monogâmico tradicional, alternativa preocupada com os efeitos do tolhimento do desejo no indivíduo e no casal. Ainda segundo seus defensores, o uso do termo para referir-se ao ficar é inapropriado por este último ter por essência a ausência de compromissos, o que não acontece nos casamentos abertos e namoros abertos.

Sartre e Simone de Beauvoir são a mais conhecida referência neste tema. Com seu relacionamento iniciado nos idos dos anos 20 (mais precisamente em 1929), início marcado por conhecida frase de Sartre: "entre nós, trata-se de um amor necessário: convém que conheçamos também amores contingentes" (inspirada na concepção filosófica de verdade necessária e verdade contingente), tornou-se qüinquagintária, findando apenas com a morte de Sartre, em 1980.


Fonte:

Acesso em 7-11-2019

Alguns mitos sobre relacionamento aberto

Segundo o site Medium, O escrito Yuri Hollanda, descreve com muita propriedade 10 verdades que pouca gente sabe:




1.  Você não precisa ser graduado/a na ‘Lei do Desapego’ para estar em uma relação aberta.



2. Discussões com seu/sua parceiro/a poderão ser mais constantes e intensas.


3. Pode ser do jeitinho que você quiser.


4. Uma vez que entrou, não é obrigado a ficar para sempre.


5. A intimidade pesa.


6. Não é fácil.


7. As pessoas vão julgar.


8. Não existe ‘Corno Gourmet’.


9. Relacionamentos abertos não são tentativas de salvar uma relação ruim.


10. É mais sobre liberdade, menos sobre sexo.






Relacionamentos abertos podem dar certo?



Podem, sem dúvida.

Leia aqui sobre os casos em os relacionamentos abertos funcionaram.


No entanto, em 08 anos de experiência clínica, e em mais de 25 anos trabalhando com o pessoas,  nunca presenciei nenhum que funcionasse. Alguns se tornaram relacionamentos fechados, outros se romperam depois de alguns meses de funcionamento caótico, onde imperavam o ciúme, o despeito, a inveja e a baixa auto estima.



Quer saber se você se daria bem em um relacionamento aberto? Faça o teste.



Para dar certo é preciso que todas os envolvidos estejam com a autoestima sempre fortalecida, a fim de não cobrar do outro uma atenção que soaria inadequada; é preciso uma dose extra de desprendimento, deixar de lado a inveja que surge quando o parceiro "se dá bem"; superar toda a idealização de contos de fadas, e manter a cabeça ocupada com outros interesses que não sejam o amor.






Nunca passou na Psicologa?  Não tem problema, fique tranquilo(A). Se você nunca passou por psicólogos, ou por algum motivo precisou interromper sua *psicoterapia, e sente que precisa de ajuda emocional, para lidar com ansiedade depressão, fobias, pânicos, Transtorno de personalidade, entre em contato.



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas deste blog

A dificuldade em mostrar sentimento

O que é a dificuldade de relacionamento?

Diferença entre: atração, desejo, paixão e amor.

Psicóloga que atende convênio Bradesco

Chantagem emocional: o que é e como lidar na Psicologia

Sulamérica Psicólogos Recomendados em São Paulo

Plano de saúde cobre psicólogo

Psicóloga Clínica na Vila Mariana, São Paulo, SP

Dificuldade de Relacionamento - Psicologa sp

A ♥ romantização do trabalho