Pular para o conteúdo principal

O que é perdoar?

O que é perdoar. O que deve ser entendido como PERDÃO?

psicologa em são paulo, psicologa saude bradesco, psicologa amil, psicologa sulamerica, psicologa omintNa verdade, este conceito não é fechado e dá margens à várias interpretações. 



Uma destas formas se relaciona com o esquecimento de um ultraje, mas como sabemos isto não é algo que se consiga somente com a boa vontade, pois exige ressignificação do ocorrido, ou seja, é necessário interpretar os acontecimentos sob outro viés, buscando compreender também os motivos que levaram alguém a agir de forma destrutiva. 



Naturalmente existem agravos de todos os níveis e quanto maior a ofensa, maior a dificuldade de ressiginificar e perdoar. Porém, sempre que possível, é útil repensar os acontecimentos deixando de lado as emoções, focalizando o fenômeno em si. Será que a mudança de contexto não poderia oferecer outra visão dos fatos?



O grande aliado do perdão é o tempo. Aquilo que hoje pode parecer impossível de se perdoar, daqui algum tempo poderá ser algo minúsculo.



Outro ponto que vale a pena se destacar é que o perdão não pressupõe o resgate da confiança nem do vínculo. Perdoar pode também ser entendido como a ausência de motivação para retaliação.



A magnitude da ocorrência pode deixar marcas duradouras na memória, acionando algumas partes do cérebro sempre que o indivíduo se deparar com circunstâncias que o remetam ao ocorrido, portanto não é a ocorrência em si que determina a gravidade, mas a forma como o indivíduo a percebeu.



Por isso, pra que o perdão ocorra de fato, é fundamental que haja motivação, coragem para enfrentar os novos riscos e desejo de ressignificar as relações. 



É possível perdoar, porém é muito difícil resgatar os vínculos da mesma forma. A relação "perdoada" será quase sempre, uma relação costurada, fragmentada, marcada por dissidências. Porém é necessário dar outro status a este tipo de relacionamento, considerando sempre que as pessoas podem errar de novo.



Se você acredita que não será possível conviver com a pessoa que o magoou, não tente restabelecer o vínculo. O simples fato de não desejar retaliação já pode ser considerado uma forma de perdão. 



Mas se você entender que a relação pode ser resgatada, mesmo com ressalvas, e que os ganhos oriundos do vínculo podem superar a dissidência, pode ser uma boa alternativa.



Abraços!






Psicologa Bradesco, qual o valor da consulta com psicóloga? Agende sua consulta, agendamento consulta sulamérica, Onde encontrar psicólogo baratos? Psicóloga preço acessível, Psicologa Sulamérica, Psicologa Allianz, como ser mais assertivo,  Psicologa Barata, Psicologa Experiente, como vender o medo, como tratar fobias? Como lidar com ciúme? Como superar traição? Traição tem perdão?  tratamento ansiedade, depressão,  Psicologos Unimed,são, dificuldade de relacionamento, como superar traição? psicologo consulta , psicólogo sp, psicóloga sp, insegurança psicologia,  terapia de casal sp, terapia infantil, Como tratar dificuldade de relacionamento? Terapia para emagrecimento, avaliação para bariátrica, psicologia online, psicóloga clínica,  terapia matrimonial, psicologo online, psicologia consulta, psicologia on line, terapia para idosos, psicóloga para emagrecimento, psicoterapia online, psicoterapia infantil, terapia para casal, psicoterapia e psicologia, psicoterapeuta São Paulo,  site de psicologia, blog psicóloga, paginas de psicologia, sites de comportamento humano, coach de relacionamentos,  artigos de psicologia, psicologia virtual, oscilação de humor, ajuda emocional, psicologo sp, site psicologia, terapia psicologica online, psicologia sp, o que acontece na primeira consulta psicológica? Quais os melhores psicólogos de são Paulo? terapia sp, psicologo barato, terapia de casal preço, insegurança emocional, clinicas de psicologia em sp, psicologos em sp, psicoterapia de casal, psicologos sao paulo, site psicologo, aconselhamento de casal, consulta psicológica online, psicologo zona sul



psicologa sp

1ª Sessão de Terapia: como funciona

Se você nunca passou na Psicóloga, ou por algum motivo precisou interromper e gostaria de retomar sua Psicoterapia, fica aqui um convite para vir conhecer meu trabalho, expondo suas queixas e fazendo um pré-diagnóstico. Algumas pessoas têm medo de vir à Psicóloga. Isto é normal, mas não é "legal". O ideal seria passar em um Psicólogo, pelo menos uma vez na vida, para inferir seu estado emocional, para conhecer o Trabalho dos psicólogos, desabafar, e para colocar em dia suas variáveis emocionais, aquelas que, quando acumulam, geram depressão, ansiedade, dificuldade de relacionamento. Psicólogos não existem apenas para tratar de "pessoas com problemas". Oras, todos nós temos problemas a resolver, afinal a vida é um desafio constante. Os Psicólogos existem justamente para favorecer o enfrentamento destes problemas emocionais, que todos atravessamos. Trata-se de uma escuta imparcial, acolhedora e humanizada, sem julgamentos, sem preconceitos de qualquer natureza. Observ