Pular para o conteúdo principal

TDAH, Hiperatividade, Dislexia e Desmotivação infantil

O Transtorno do Défict de Atenção e hiperatividade é caracterizado pela dificuldade de focar a atenção em uma atividade (incluindo as não-escolares). A criança muda de atividade constantemente, sem conseguir se concentrar em uma delas

Tenho refletido muito sobre a condição da criança que não aprende a ler e/ou escrever. 
Não é um tema fácil de discorrer, porque trata-se de um problema com múltiplas causas e muitos aspectos mantenedores.

TDAH


psicologa bradesco saudeInfelizmente alguns diagnósticos são feitos de forma equivocadas, pois a maioria das crianças saudáveis não costuma manter a atenção concentrada na escola. A diferença é que a criança com TDAH não se foca em NADA, nem mesmo aquilo que prende a atenção de outras crianças, como cinema, televisão, brincadeiras, etc.

Hiperatividade 

É esperado que toda criança seja ativa.
O que não é esperado é que esta hiperatividade lhe traga prejuízos físicos, emocionais e sociais. Nestes casos estamos diante de um quadro de hiperatividade.
A partir de certa idade, a criança passa a introjetar as normas sociais, compreendendo que em determinados locais e momentos, deve permanecer em silêncio. A criança hiperativa é aquela que compreende estas regras, mas não as segue. E não deixa de segui-las porque "quer": ela simplesmente não consegue ficar parada.







Dislexia:




Dislexia foi dividida em 6 diagnósticos de Desordem de aprendizado distintos e mais específicos:

    TDAH, Hiperatividade, Dislexia e Desmotivação infantil
  • Desordem na leitura de palavras;
  • Desordem na fluência de leitura;
  • Desordem na compreensão da leitura;
  • Desordem na expressão escrita;
  • Desordem no cálculo matemática;
  • Desordem na resolução de problema de matemática
  • (fonte Wikipédia)

A criança que apresenta dislexia geralmente escreve de forma espelhada, trocando letras parecidas, como o b e d, o p e q, etc.



Somente os profissionais especializados (médicos, psicólogos, neuropsicólogos, neurologistas) podem fazer o diagnóstico adequado sobre o TDAH, a Hiperatividade e a dislexia, pois é preciso compreender como o cérebro da criança responde aos estímulos do ambiente, e somente estes profissionais têm os instrumentos corretos.




Criança desmotivada



Mas.. e quando a criança não apresenta nenhum impedimento? o que faz com que deixe de aprender?
Segundos alguns pesquisadores, a falta de motivação poderia estar entre as variáveis que impedem o aprendizado. 


Ok. Mas no que consiste esta "falta de motivação"?

Muitas crianças alegam que a escola é um lugar "chato", que a lição "é difícil" etc. Em alguns casos, esta pode ser a chave do problema, mas ainda não é a resposta definitiva. Se o aluno está apresentando dificuldades em acompanhar a aula, isto pode em alguns casos se relacionar com o ambiente escolar, e vai exigir mais atenção dos pais e dos educadores neste sentido.

Porém, em outros casos, o ambiente escolar é favorável,e ainda assim, a criança não quer ir, e se vai não faz nada, além de "bagunçar o coreto". Nestes casos, convém verificar se:


1) Existem problemas familiares que estejam bloqueando o interesse da criança; Não é regra geral, pois algumas crianças aprendem, mesmo com problemas, enquanto outras não tem problema algum e ainda assim, não aprendem;


2) O ambiente escolar é opressivo. Para algumas crianças a simples troca de escola, ou de horário é suficiente para resolver o problema. Mas é importante conversar com os educadores e a criança conjuntamente.


Outros casos:



Existem casos em que acriança não tem transtorno, não tem problema em casa,tem saúde, está bem alimentada, não é mimada, tem material, e ainda assim, apresenta dificuldades. a dica aqui é que busque avaliação psicopedagógica para que se possa compreender corretamente os motivos,pois pode ser que a criança não entendeu completamente o papel da alfabetização na sua vida.



Se você ou alguém que você conhece está passando por um problema psicológico, saiba que a Psicoterapia  (realizada por psicólogos credenciados) pode ajudar bastante na compreensão de problemas emocionais como este. 

A Terapia serve para que as pessoas tenham ajuda emocional, apoio psicológico para lidar com problemas da vida em geral, como ansiedade, depressão, fim de relacionamento, luto, amor patológico, etc. 

Entenda como funciona uma sessão de terapia.

Quem pode se beneficiar da Psicoterapia: pessoas em geral, não necessariamente pessoas com transtornos mentais,

Nunca Passou na Psicóloga?

Você nunca passou na Psicóloga? Se gostaria de passar, fique tranquilo porque é normal que você tenha muitas dúvidas.

Algumas pessoas que nunca passaram por consulta com psicólogos tendem a idealizar a consulta as vezes de forma negativa e isto causa bastante ansiedade.

Relaxe e venha. Traga para a Psicóloga apenas o que achar válido, afinal o momento é seu.

Se você nunca passou na psicóloga e gostaria de passar agende uma consulta psicológica



Destaques

Como encontrar o psicólogo certo ❖ Psicologa Vila Mariana SP

Como encontrar o psicólogo certo Where to begin  How to Find the Right Therapist For You Escrito port Esther Perel Texto original: https://estherperel.com/blog/how-to-find-the-right-therapist-for-you A auto-entrevista Responda a estas perguntas primeiro. Por que terapia e por que agora? Em que você gostaria de trabalhar? Qual é o resultado desejado? O que você está preparado para fazer para alcançar esse objetivo? O que você espera do seu terapeuta? Quais foram as suas experiências em terapia até agora e o que foi útil? O que não foi? Quais são as lições que você aprendeu? Seja terapia individual, de casal ou familiar, o tipo de terapeuta que eu sempre recomendo é aquele que é desafiador e direto, mas não julga; tem a mente aberta e está disposta a permitir que as pessoas explorem opções na vida muito diferentes das suas. Alguém que não se apressa em diagnosticar e patologizar, e que tem um profundo entendimento dos meandros da intimidade

ARTIGOS SOBRE RELACIONAMENTOS

Textos sobre relacionamentos, namoro, casamento, sentimentos e emoção, escritos pela Psicóloga Maris V Botari


07 dicas para a relação amorosa dar certo.

08 fatores que dificultam uma relação

09 formas de estragar um relacionamento.

09 sinais que o amor acabou

11 passos para identificar Relacionamentos abusivos

A blindagem contra apego

A dificuldade de relacionamento

A dificuldade em mostrar sentimento

Abra-se ao amor sem medo de ser feliz

Amor = Paixão + intimidade + comprometimento

Amor correspondido - Amor não correspondido

Amor custa caro

Amor desgastado: quando a relação afetiva está desigual

Amor Patológico - Amor doente

Amor sem limites

Apegados e Desapegados:

As emoções são contagiantes

Como agem as pessoas apaixonadas?

Como conquistar um amor

Como esquecer alguém?

Como manter um relacionamento saudável

De quem é a culpa pelo fracasso da relação?

Diferença entre: atração, desejo, paixão e amor.

Declarações de Amor

Dificuldade nos relacionamentos afetivos

Infidelidade no amor: como lidar e superar

Não brinque com o sentimento alheio

Não carregue uma culpa que não é sua

Não Idealize

O amor correspondido

Os Amores do Passado

Pessoas com dificuldade de relacionamento

Pessoas românticas

Por que algumas "ficadas" não se transformam em namoro?

Por que dizer "EU TE AMO" é tão difícil

Porque algumas pessoas se apegam demais enquanto outras não conseguem se apegar a nada?

Quando o amor termina

Reconciliações

Você sabe amar?

Você sabe dar e receber afeto?

Você tem medo de amar?


    Postagens mais visitadas

    Você precisa de terapia?


    Existem algumas regras para saber se você precisa ou não de terapia:

    Todos precisamos de terapia. Porém não precisa ser a todo momento. Existem situações que é possível atravessar sozinho(a), mas em outras a ajuda emocional oferecida por um psicólogo pode ser muito bem vinda.

    • Quando a ansiedade, o estresse, a depressão, ou a dificuldade de relacionamento estiverem provocando muitos danos emocionais;
    • Quando você estiver perdido em seus pensamentos, sem conseguir achar uma direção, uma resposta para sua vida;
    • Quando o medo estiver maior que a coragem de enfrentar as dificuldades;
    • Quando estiver com vergonha de ser quem você é;
    • Quando a dor da for muito insuportável;
    • Quando seu sono, seu apetite e seu desejo sexual estiver comprometidos;
    • Quando você for vítima de abuso psicológico....
    • Sim, Talvez seja a hora de buscar Terapia.
    Leia mais sobre Terapia