Conheça as principais diferenças entre os Psicólogos

Psicóloga. Psicóloga SP. Psicóloga av. Paulista. Psicóloga Bela Vista. Psicóloga Online. Psicóloga Zona sul. Psicólogos.

 

  Psicólogos são todos Iguais? Conheça as principais diferenças entre os Psicólogos


Não.
Psicólogos na verdade são todos diferentes.

Se você busca Psicólogos em São Paulo certamente está buscando psicólogos perto de você, ou com Preços populares. Mas, esta não é a maneira correta de procurar Psicólogos em São Paulo.

Para encontrar o Psicólogo certo, é importante saber que existem diferentes tipos de Psicólogos e nem todos os Psicólogos fazem todos os serviços.

Existem duas modalidades: Online e presenciais.

Alguns podem atender online, alguns de forma híbrida e outros apenas presencial. Depende do tipo de serviço prestado

Compete a você perguntar ao Psicólogo se ele pode atender sua demanda, especialmente se você tem o encaminhamento de algum profissional (médico, advogado ou professor).

Por exemplo: Se o Psicólogo atua no âmbito Forense, dificilmente vai manejar casos de Psicopedagogia; ou seja, depois da faculdade, cada um de nós escolhe onde quer atuar, de acordo com suas aptidões naturais.


O Psicólogo clínico raramente atua em casos do Psicólogo Forense, mas se você precisa de um laudo para qualquer finalidade, certamente precisará de uma avaliação; neste caso, procure um psicólogo especialista em Avaliações Psicológicas.

Vale ressaltar que nenhum Psicólogo sério fará um laudo na primeira consulta, sem conhecer o paciente uma vez que precisará passar por uma bateria de avaliação, que é um procedimento técnico completamente diferente da Psicoterapia.

Isto vale para cirurgia bariátrica, solicitações judiciais, perícias médicas, exame para porte de armas, etc.


Tipos diferentes de Psicólogos

O psicólogo hoje tem uma função mais ativa na sociedade.

É um profissional que oferece ajuda emocional, afetiva e racional; que ajuda as pessoas a entenderem seus medos, suas raivas, seu stress cotidiano; que ensina a expressar sentimentos como amor, raiva, indignação; que ampara na hora da dor; que motiva; que mostra ao outro suas potencialidades, convertendo defeitos em qualidades, medo em coragem, tristeza em alegria, raiva em amor.

Psicólogo Clínico - ou Psicoterapeuta:  Atende no consultório de Psicologia, pessoas que querem conversar sobre si mesmas. 

Abordagem Psicóloga: Basicamente, trabalhamos com 3 abordagens: PsicanáliseComportamental e Humanista.  Não existe melhor ou pior: todas funcionam  bem, pois são pressupostos teóricos cientificamente comprovados.


Se você não tem familiaridade com estes termos, não se prenda a isto: na prática isto não faz muita diferença para nossos pacientes, uma vez que na faculdade de psicologia, aprendemos a manejar todas elas.

  • ·        Psicanalista: pode atender o paciente deitado no divã, priorizando o método de “associação livre”, e a “transferência”, ou seja, o foco de sua atenção é na associação de ideias do paciente e na forma como ele se comporta na presença do profissional. Praticamente tudo é interpretado, desde os atrasos, os gestos, a forma como o paciente se veste, etc.

  • ·        Psicólogo humanista: (ACP – Abordagem Centrada na Pessoa) Embora seja uma abordagem da Psicologia, tende a ser uma inclinação natural da maioria dos Psicólogos, pois nos ensina a ser empáticos e acolhedores (dá pra pensar em algum psicólogo sem estas características? Geralmente, depois de muitos anos clinicando, o natural é que o Psicólogo se torne Humanista, afinal acolher o sofrimento humano torna-se uma prática recorrente. ). Tende-se a tratar o paciente como foco, e não seu problema. O foco aqui é no desenvolvimento e na evolução do ser humano, pois acreditamos que todos ESTAMOS EM EVOLUÇÃO.

  • ·         Psicólogo Cognitivo Comportamental: Foca nas modificações de pensamentos, comportamentos, sentimentos e crenças centrais. Para saber mais sobre a Terapia Cognitiva Comportamental (abordagem que eu ofereço. Clique aqui para saber mais sobre a Terapia Cognitivo-Comportamental




Para conhecer as principais Especializações da Psicologia, clique nos links abaixo

XII – Psicóloga/o especialista em Saúde (Resolução CFP 003/2016)

XIII - Avaliação Psicológica. (Resolução CFP nº 018/2019)   


Psicólogo educacional/ escolar:

Psicólogos Avaliadores: são os especialistas em Avaliação Psicológica, (aplicação de testes para refutar ou confirmar hipóteses diagnósticas)e geralmente NÃO PODEM TER VÍNCULOS com seus testandos, para não interferir negativamente no resultado dos testes.

Psicopedadogo: Psicólogo que atender crianças (e adultos) com dificuldade de Aprendizado.

Neuropsicólogo – Faz avaliações, testes e com reabilitação neuropsicológica.

Psicólogo Forense ou Jurídico – Psicólogo que vai ajudar e orientar pessoas que têm problemas que envolvem justiça, como vítimas de violência, agressão, abusos etc.

Os diferentes preços de serviços Psicológicos:


A última coisa que um cliente em potencial deve levar em conta é o preço do serviço.

O Preço não é um bom indicador:

Eu sei que muitas pessoas escolhem o Psicólogo pelo preço, afinal faz parte da nossa cultura procurar o melhor custo-benefício.

No entanto, o preço acessível ou preço popular de terapia em SP nem sempre indica um trabalho de qualidade inferior, e o pressuposto contrário é verdadeiro.

Seja criterioso(a) ao analisar o preço da consulta; sempre haverá uma que caberá tranquilamente no seu orçamento.

Observe também que a maioria dos convênios reembolsa consultas Psicológicas; ou seja, você pode fazer terapia sem gastar nada. Pergunte ao seu plano de Saúde como funciona o reembolso de consultas Psicológicas.

O CRP-SP disponibiliza uma tabela de valores, a fim de nortear nossos clientes, e nossos serviços, para que possamos alinhar honorários, não ficando muito acima ou abaixo da médica do mercado.

Neste ponto, é fundamental esclarecer que não podemos oferecer “terapia gratuita”, “Terapia a preço popular”. No entanto, podemos oferecer consultas a preços mais acessíveis, neste caso, procure por “PSICÓLOGOS ATENDIMENTO SOCIAL”, que é o termo correto.


O bom psicólogo trata todo mundo como gostaria de ser tratado no nível profissional.

Como toda escolha na vida, escolher um BOM PSICÓLOGO não é uma tarefa fácil.

Existem milhares de Psicólogos excelentes em São Paulo e no Brasil inteiro, e no resto do mundo.

É Justamente este excesso de profissionais, abordagens, posturas e especialidades que dificulta a busca.


Escolher um bom Psicólogo é tão difícil quanto escolher um bom dentista, um bom dermatologista, um bom nutricionista, um bom advogado, um bom cabelereiro, um bom restaurante, etc.



Checamos algumas referências na internet (que na maioria das vezes nos dá uma pálida visão) e arriscamos.
Como escolher Bons PSICÓLOGOS



Localização:

Fica fácil pra você chegar? Não Difícil sair?

Você consegue chegar a tempo para a consulta?

Isto é pertinente porque a maioria dos Psicólogos está sempre com a agenda apertada, e na maioria das vezes fazendo atendimento em série.

Quando em que o paciente se atrasa, não há como prolongar a sessão, pois há sempre um paciente agendado depois depois de você.

Também não é aconselhável chegar muito antes, pois há sempre algum paciente antes de você na sala de atendimento.

E hoje em dia, a maioria dos consultórios não tem sala de espera, nem secretária.

A maioria atende em salas alugadas por hora e não pode terminar depois do horário, pra não pagar multa.

Escolha um Psicólogo que fique em um lugar onde você consiga chegar com pouca antecedência.






Acolhimento.

Todos procuram um Psicólogo acolhedor, simpático e ético, que ofereça acolhimento humanizado.

Eu honestamente não vejo como seria possível ser um Psicólogo sem estas características básicas, da mesma forma que não imagino um dentistas que não saiba manejar um alicate, ou um cozinheiro que não saiba temperar um alimento.
Mas ok, as vezes acontece! Não dá "Match" entre o paciente e o Psicólogo. Acontece.

Se você achou que merecia um acolhimento diferente, tem duas opções: ou tenta uma segunda vez, e pode ser diferente (eu já fiz isso e deu muito certo); ou muda de Psicólogo. Eu nunca aconselho a mudar sem tentar entender os motivos que fizeram o psicólogo adotar aquela postura.

As vezes, a formalidade do Psicólogo pode ser confundida com falta de acolhimento.

Não se trata disso, e sim, da postura profissional sóbria e técnica.

Alguns Psicólogos preferem adotar uma postura mais séria, pois acreditam que isto transmite mais profissionalismo.

Outros preferem ser mais acolhedores, o que as vezes, pode pode ser confundida com excesso de proximidade

Observe o profissionalismo dele já no primeiro contato: O contato inicial não pode ser rude, frio, distante, nem próximo demais.. 

Um bom Psicólogo vai te responder algo como : "Olá boa tarde, em que posso ajudar?", ou programará as respostas automáticas de seu Whatsapp para que forneçam pistas de como é o seu trabalho. 

Jamais deverá responder como se fosse um amigo: "Oi querida, oi querido, que bom que você me procurou, fico muito feliz em falar com você". O uso de emoticons também deve ser evitado, afinal nunca sabemos em que estado emocional se encontra a pessoa do outro lado, nem quem ela é, nem como irá interpretar abordagens muito íntimas.

Geralmente é o paciente que procura o Psicólogo; raramente o psicólogo vai pressionar  paciente para começar seu tratamento, porque isso pode parecer coercitivo (induzir o paciente a pensar que está mais grave do que realmente está). 

Se o Psicólogo está te pressionando, desista, e procure outro

7) Pontualidade.


Pode parecer exagero, mas eu aprecio demais a pontualidade, e sou pontualíssima, tanto para começar, quanto para terminar as sessões. Acredito que a visa seja feita de tempo, portanto cada minuto é uma dádiva. sendo assim, verifique se o Psicólogo está respeitando o horário.
É claro que alguns atrasos ocorrem, faz parte, afinal estamos em São Paulo, mas não pode ser regra.

Conclusão

Mas como saber se o PSICOLOGO  é bom? 

A Dica é: procure referências na Internet, leia seu currículo, verifique se o CRP está ativo e se a proposta de atendimento dele atende suas demandas, pois cada PSICÓLOGO atende de um jeito particular, embora todos os PSICÓLOGOS tenham a mesma formação básica.
O que torna um psicólogo realmente bom é a forma como atua, suas referências, sua inovação, sua autenticidade. 

A boa formação é importante, porém, por si só, não representa muita coisa. 

O rapport, ou seja, a forma como ele te trata sim, é relevante. 

Precisamos ter uma boa base de conhecimento teórico: a formação do Psicólogo exige no mínimo 05 anos de faculdade e mais alguns anos de pós, especialização, etc.


O Psicólogo atualizado


E por mais que estudemos muito, nunca sabemos o suficiente: precisamos sempre de novas fontes de conhecimento, afinal estamos lidando com pessoas que mudam o tempo todo.

Precisamos conhecer o nosso paciente e isso exige muito estudo e muita, muita, muita reflexão....

Caso seja do seu interesse, podemos agendar uma consulta psicológica  para que você venha conhecer meu trabalho como PSICÓLOGA, minha missão, visão e valores.






Comentários

Postagens recentes