Pular para o conteúdo principal

❖8 sinais de que é hora de consultar um terapeuta

Se você quer fazer Psicoterapia, leia isto

Você certamente já se perguntou se precisa de terapia ou não precisa. E Porque precisaria?
Certamente já passou por momentos difíceis sem sofrer tanto; e superou sozinho(a) outras situações difíceis.

  • Então.....Por que terapia? E por que agora?

Nunca passou por Psicóloga? 


Como seria a sua vida sem a ansiedade, ou a depressão e se você superasse os bloqueio emocionais, as dificuldades de relacionamento que prejudicam muito a sua vida afetiva e a emocional, fazendo você perder muito empo com a indecisão ou decisões erradas?



Quando deve procurar terapia?

Por que devo ir para a terapia?

 8 sinais de que é hora de consultar um terapeuta


Por que devo ir para a terapia? 8 sinais de que é hora de consultar um terapeuta
18 de janeiro de 2019 • Por Crystal Raypole
Texto original


Psicoterapia, terapia de conversa ou terapia de fala, aconselhamento ou simplesmente terapia - não importa o nome pelo qual seja conhecido, o aconselhamento de saúde mental pode beneficiar pessoas que lutam com dificuldades emocionais, desafios da vida e problemas de saúde mental.

A terapia pode ajudar a melhorar os sintomas de muitos problemas de saúde mental. Na terapia, as pessoas também aprendem a lidar com os sintomas que podem não responder ao tratamento imediatamente. A pesquisa mostra que os benefícios da terapia duram mais do que apenas a medicação. A medicação pode reduzir alguns sintomas de problemas de saúde mental, mas a terapia ensina as pessoas a lidar com os sintomas por conta própria. Essas habilidades perduram após o término da terapia e os sintomas podem continuar a melhorar, tornando menos provável que as pessoas precisem de mais tratamento.



Mas apenas cerca de 40% das pessoas com problemas de saúde mental conseguem ajuda. Problemas de saúde mental não tratados geralmente pioram e podem ter outros efeitos negativos. Eles também podem levar a:

    • Incapacidade de trabalhar ou ir à escola
    • Dificuldade de relacionamento ou de cuidar dos filhos
    • Maior risco de problemas de saúde
    • Hospitalização
    • Suicídio



EU “PRECISO” DE TERAPIA?

Dizer a alguém que ela deve ir para a terapia ou que precisa dela pode ser estigmatizante. 

Pode ser difícil ver um ente querido lidando com problemas de saúde mental, mas é importante que as pessoas escolham buscar ajuda por conta própria, desde que não coloquem a si mesmas ou qualquer outra pessoa em perigo.

Incentivar alguém de quem você gosta a examinar possíveis opções de terapia, até mesmo oferecer-se para avaliar terapeutas em potencial com essa pessoa, geralmente é a melhor maneira de mostrar apoio. As pessoas que se sentem forçadas a fazer terapia podem se sentir resistentes e ter mais dificuldade para fazer o trabalho necessário para fazer a mudança.

Embora a terapia possa ajudar as pessoas a resolver problemas que levam a pensamentos suicidas, geralmente não é a melhor opção para pessoas em crise. Se você estiver em crise, pode obter ajuda imediatamente entrando em contato com uma linha de ajuda contra suicídio por telefone, mensagem de texto ou bate-papo online. Você pode ser incentivado a ligar ou visitar o pronto-socorro mais próximo. Um terapeuta pode ajudá-lo a seguir em frente, uma vez que você não esteja mais em crise.

Quando qualquer tipo de saúde mental ou preocupação emocional afetar a vida e as funções diárias, a terapia pode ser recomendada. A terapia pode ajudá-lo a aprender sobre o que está sentindo, por que pode estar sentindo e como lidar com isso.

As pessoas que se sentem forçadas a fazer terapia podem se sentir resistentes e ter mais dificuldade para fazer o trabalho necessário para fazer a mudança.

A terapia também oferece um lugar seguro para conversar sobre os desafios da vida, como separações, tristeza, dificuldades com os pais ou lutas familiares. Por exemplo, o aconselhamento de casais pode ajudar você e seu parceiro a superar os problemas de relacionamento e a aprender novas maneiras de se relacionar. Observe que os recursos para crises, e não o aconselhamento de casais, são normalmente recomendados para relacionamentos abusivos.

DEVO IR PARA A TERAPIA?


Pode levar alguma consideração antes de decidir que está pronto para a terapia. Você pode querer esperar e ver se o tempo, as mudanças no estilo de vida ou o apoio de amigos e familiares melhoram o que quer que esteja enfrentando.

A American Psychological Association sugere considerar a terapia quando algo causa sofrimento e interfere em alguma parte da vida, especialmente quando:

    • Pensar ou lidar com o problema leva pelo menos uma hora por dia
    • O problema causa constrangimento ou faz você querer evitar outras pessoas
    • O problema fez com que sua qualidade de vida diminuísse
    • O problema afetou negativamente a escola, o trabalho ou os relacionamentos
    • Você fez mudanças em sua vida ou desenvolveu hábitos para lidar com o problema

Se você experimentar qualquer uma das seguintes emoções ou sentimentos a ponto de interferir na vida, a terapia pode ajudá-lo a reduzir seus efeitos.

É especialmente importante considerar a obtenção de ajuda se você se sentir controlado pelos sintomas ou se eles puderem causar danos a você ou a outras pessoas.
    • Sobrecarga. Você pode achar que tem muitas coisas a fazer ou muitos problemas com os quais lidar. Você pode sentir que não consegue descansar ou mesmo respirar. O estresse e a sobrecarga podem levar a sérios problemas de saúde física.
    • Fadiga. Este sintoma físico geralmente resulta de ou acompanha problemas de saúde mental. Pode indicar depressão. A fadiga pode fazer com que você durma mais do que o normal ou tenha dificuldade para sair da cama pela manhã.
    • Fúria, raiva ou ressentimento desproporcionais. Todo mundo fica com raiva às vezes. Mesmo a raiva passageira não é necessariamente prejudicial. Buscar apoio para lidar com esses sentimentos pode ser uma boa ideia quando eles não passam, são extremos em comparação com a situação ou se levam a ações violentas ou potencialmente prejudiciais

  • .
    • Agorafobia. Pessoas com agorafobia temem estar em lugares onde possam ter ataques de pânico ou ficar presas. Algumas pessoas podem não conseguir sair de casa.
    • Pensamentos ansiosos ou intrusivos. É normal se preocupar com as coisas de vez em quando, mas quando a preocupação ocupa uma parte significativa do seu dia ou causa sintomas físicos, a terapia pode ajudá-lo a lidar com isso.
    • Apatia. Perder o interesse pelas atividades normais, pelo mundo ao seu redor ou pela vida em geral pode indicar problemas de saúde mental como depressão ou ansiedade.
    • Desesperança. Perder a esperança ou motivação, ou sentir-se como se não tivesse futuro, pode indicar depressão ou outro problema de saúde mental. Sentir-se desesperado de vez em quando, especialmente após um período de dificuldade, não é incomum. Mas quando persistir, pode levar a pensamentos suicidas.
    • Retraimento social. Muitas pessoas se sentem melhor quando conseguem passar pelo menos algum tempo sozinhas. Pessoas introvertidas podem precisar de mais tempo sozinhas do que outras. Mas se você se sente angustiado com outras pessoas ou tem medo de estar com outras pessoas, a terapia pode ajudá-lo a compreender e lidar com esses sentimentos.


E SE EU JÁ TESTEI A TERAPIA E NÃO FUNCIONOU?
      • Às vezes, a terapia não ajuda imediatamente. Mesmo em uma situação de terapia ideal, pode levar algum tempo para os sintomas melhorarem. Ir para a terapia e não ver nenhuma mudança pode causar frustração. Pode parecer perda de tempo e dinheiro. Como resultado, muitas pessoas param de ir à terapia.

      • Às vezes, a terapia não ajuda imediatamente. Mesmo em uma situação de terapia ideal, pode levar algum tempo para que os sintomas melhorem.

      • Outros fatores podem afetar a eficácia da terapia. Não existe uma abordagem única e correta que funcione para todos. Nem todo terapeuta funcionará para todos. Ter uma experiência negativa com um terapeuta específico ou um certo tipo de tratamento pode tornar difícil tentar a terapia novamente, mesmo se você quiser apoio.

      • Pode ajudar procurar um terapeuta que trata o que você está vivenciando. Se você não tiver um diagnóstico, pode conversar com potenciais terapeutas sobre seus sintomas. Um terapeuta ético irá informá-lo se ele for capaz de tratar a sua preocupação. Se não puderem, eles podem recomendar alguém que possa.

      • Lembre-se de que abordagens diferentes podem ser melhores para problemas diferentes. O diagnóstico incorreto pode afetar o funcionamento do tratamento. Se você não se sentiu ouvido na terapia antes, ou se experimentou sintomas diferentes, um terapeuta diferente pode ser uma escolha melhor para você.

    POR QUE DEVO IR PARA A TERAPIA?

    Se você está pensando em fazer terapia, pode estar pensando nas possíveis desvantagens. O custo pode ser uma preocupação para você. Você também deve estar ciente de que a terapia costuma ser difícil. Trauma ou outros eventos dolorosos do passado podem ser assustadores de lembrar, muito menos de discutir com outra pessoa. Mesmo se você não estiver lidando com traumas, superar os desafios não é fácil e a terapia não é uma solução rápida. A terapia também requer honestidade, consigo mesmo e com o terapeuta com quem você trabalha.

    Mas se você estiver disposto a fazer o trabalho, a terapia pode ser recompensadora. É um espaço seguro e sem julgamento onde você pode compartilhar qualquer coisa, com um profissional treinado que está lá para ajudar.

    Aqui estão alguns benefícios da terapia:


    Você aprenderá mais sobre você. Os terapeutas ouvem sua história e ajudam você a fazer conexões. Eles podem oferecer orientações ou recomendações se você se sentir perdido, mas não dizem o que fazer. A terapia pode capacitá-lo a agir por conta própria.

    A terapia pode ajudá-lo a atingir seus objetivos. Se você não tem certeza de quais são seus objetivos, a terapia pode ajudá-lo a esclarecê-los e definir etapas realistas para alcançá-los.


    A terapia pode ajudá-lo a ter relacionamentos mais gratificantes. Quer você seja solteiro ou esteja em um relacionamento, a terapia pode ajudá-lo a lidar com as dificuldades de relacionamento com os outros, como a insegurança nos relacionamentos ou a dificuldade de confiar em seus parceiros.

    Você tem mais chances de ter uma saúde melhor. A pesquisa apóia uma ligação entre o bem-estar da mente e do corpo. Problemas de saúde mental não tratados podem afetar o bem-estar físico. Por outro lado, pessoas com boa saúde emocional podem ser mais capazes de lidar com os problemas de saúde física que surgem.

    A terapia pode levar a melhorias em todas as áreas da vida. Se você sentir que algo o está impedindo de viver a vida como você a imagina, a terapia pode ajudá-lo a resolver isso. Quando você não tem certeza do que o está impedindo de fazer mudanças, a terapia pode ajudá-lo a descobrir a resposta.

    Mesmo se você não tiver certeza de que deseja se comprometer com a terapia, muitos terapeutas oferecem uma sessão e acolhimento com valor reduzido

    Comece sua busca por um terapeuta hoje!


    Tratamentos Oferecidos pela Psicologia


    Transtorno de Humor

    Ansiedade
    Ansiedade crônica, Ansiedade generalizada, transtorno do estresse, estresse pós-traumático transtorno obsessivo compulsivo (TOC).
    Fobias
    Fobias em geral, síndrome do pânico.

    Relacionamentos



    Vícios
    Compulsões por comida, trabalho, compras e outras. Vício em celular, FOMO e dependência química.

    Problemas de Sono

    Insônia e Hipersonia não-orgânica.

    Personalidade


    Desenvolvimento pessoal
    Necessidade de aceitação, Baixa autoestima, desmotivação, estresse, dificuldade em tomar decisões, sentimento crônico de vazio, pensamentos obsessivos, ideação suicida, comportamento de automutilação, dificuldade de se expressar, insegurança, indecisão, auto cobrança excessiva e instabilidade emocional.
    Sentimentos
    Lidar com sentimento de culpaSentimentos reprimidos, Dificuldade de demonstrar afeto, Carência afetiva, Dependência emocional e afetiva,

    Trabalho e Carreira
    Estresse   Dificuldades de relacionamento no trabalho, desenvolvimento e/ou escolha da carreira, problemas no trabalho, 

    Estudos

    Dificuldade de aprendizagem, TDAH

    Terapia de casal

    Indicada para compreender a dinâmica e o comportamento do casal, e solucionar Problemas conjugais, para manter um relacionamento feliz, Dificuldades sexuais




    Se você ou alguém que você conhece está passando por um problema psicológico, saiba que a Psicoterapia  (realizada por psicólogos credenciados) pode ajudar bastante na compreensão de problemas emocionais como este. 

    A Terapia serve para que as pessoas tenham ajuda emocional, apoio psicológico para lidar com problemas da vida em geral, como ansiedade, depressão, fim de relacionamento, luto, amor patológico, etc. 

    Entenda como funciona uma sessão de terapia.

    Quem pode se beneficiar da Psicoterapia: pessoas em geral, não necessariamente pessoas com transtornos mentais,


    Convido você a vir conhecer meu trabalho, ou indicar a quem precisa. Meu objetivo como Psicologa e Psicoterapeuta é ajudar as pessoas a entenderem melhor a si mesmas, colaborando para que tenham qualidade de vida afetiva e emocional.

    Psicólogos em SP | Psicóloga Avenida Paulista, 


    ,

    psicologa sp

    1ª Sessão de Terapia: como funciona

    Se você nunca passou na Psicóloga, ou por algum motivo precisou interromper e gostaria de retomar sua Psicoterapia, fica aqui um convite para vir conhecer meu trabalho, expondo suas queixas e fazendo um pré-diagnóstico. Algumas pessoas têm medo de vir à Psicóloga. Isto é normal, mas não é "legal". O ideal seria passar em um Psicólogo, pelo menos uma vez na vida, para inferir seu estado emocional, para conhecer o Trabalho dos psicólogos, desabafar, e para colocar em dia suas variáveis emocionais, aquelas que, quando acumulam, geram depressão, ansiedade, dificuldade de relacionamento. Psicólogos não existem apenas para tratar de "pessoas com problemas". Oras, todos nós temos problemas a resolver, afinal a vida é um desafio constante. Os Psicólogos existem justamente para favorecer o enfrentamento destes problemas emocionais, que todos atravessamos. Trata-se de uma escuta imparcial, acolhedora e humanizada, sem julgamentos, sem preconceitos de qualquer natureza. Observ