Pessoas românticas

 Psicologo Bradesco, Psicologo Amil, Psicologo Sulamérica, Psicologa Bradesco, Psicologa Amil, Psicologa Sulamérica, Psicologa Allianz, Psicologa Barata, Psicologa Experiente,  tratamento ansiedade, depressão, dificuldade de relacionamento, psicologo consulta , psicologia online, terapia matrimonial, psicologo online, psicologia consulta, psicologia on line, psicoterapia online, psicoterapia infantil, terapia para casal, paginas de psicologia, sites de psicologia, psicologia virtual, psicologo sp, site psicologia, terapia psicologica online, psicologia sp, psicologo barato, clinicas de psicologia em sp, psicologos em sp, psicoterapia de casal, psicologos sao paulo, site psicologo, aconselhamento de casal, consulta psicológica online, psicologo zona sul, ajuda psicológica, assistencia psicologica endereço, assistencia psicologica localPessoas românticas  tendem a ter muita inspiração, criatividade sensibilidade acima da média. Imaginam um mundo cor-de-rosa onde as coisas obedeçam padrões de bondade, beleza, riqueza impossíveis.

De modo geral estas pessoas não percebem com clareza que estão idealizando um mundo utópico, o que desemboca em incessantes decepções.

Romantismo


Tais pessoas tendem a romantizar todas as áreas da vida, desde as atividades de lazer, os relacionamentos afetivos, até mesmo o trabalho. 

A romantização, por si só não é nociva, ao contrário, é o tempero das nossas atividades. Porém o romantismo em excesso tende a cansar as pessoas em volta, pois de forma inconsciente, o indivíduo romântico faz cobranças,  muitas vezes exigindo que os outros sejam da mesma forma que ele.

Desta forma, você  se decepciona, uma vez que as pessoas não correspondem ao seu ideal de mundo romântico, oque pode levar ao auto engano constante,  amores platônicos e outras situações constrangedoras e/ou autodestrutivas. 

É como se o romântico usasse um óculos de lentes coloridas demais.


Saiba mais sobre o romantismo

Causas do romantismo

psicologa Bradesco| tratamento para amor patológico | tratamento para amor obsessivo| psicologa omint
Geralmente são pessoas que se afundam no romantismo para fugir às responsabilidades  da vida cotidiana, ou das frustrações em outras áreas da vida, afinal, o que pode ser melhor do que sonhar com um mundo ideal?


A autoestima do romântico vive em baixa e por esta razão espera sempre a aceitação dos meios onde vive. Apresenta grande dificuldade em olhar para si mesmo e se dar o devido valor.



Consequências do romantismo


Por esta razão, podem abrir mão dos interesses próprios para viver em função de outras pessoas. E quando a gratificação esperada não vem, tendem a se decepcionar e muitas vezes caem em depressão, ou se afundam nas drogas ou no álcool.



Se você se considera uma pessoa ultraromântca, é hora de avaliar melhor seus anseios, e passar a enxergar a vida sob o seu ponto de vista, e não do outro, afinal cada um de nós deveria ser o centro do nosso próprio universo.










Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carência afetiva: o que é e como lidar?

O normal e o patológico

A dificuldade em mostrar sentimento

O que é Inveja e como se manifesta

Psicóloga em SP

Devemos nos importar com o que pensam a nosso respeito?

Como lidar com o rompimento de uma relação afetiva

Preço Acessível | Preço Especial para Reembolso

A síndrome do Super-Herói