Pular para o conteúdo principal

Psicóloga explica: a escravidão afetiva.

Psicóloga explica: a escravidão afetiva.

Era uma vez um casal chamado J e M. Eles se conheceram na faculdade e logo se apaixonaram. J era um rapaz bonito e popular, enquanto M era uma garota tímida e reservada. 

Desde o início do namoro, J mostrou-se um pouco ciumento e controlador, mas M achou que era apenas uma demonstração de amor e não deu importância.

Com o tempo, J começou a se tornar cada vez mais possessivo e dominador. 

Ele exigia que M estivesse sempre disponível para ele, controlava suas roupas e amizades, e criticava constantemente suas escolhas e comportamentos. 

M, que não queria perder J e acreditava que poderia mudá-lo, aceitou todas as suas exigências e se submeteu à sua vontade.

Com o tempo, M percebeu que estava presa em uma relação tóxica e sufocante. 

Ela se sentia escravizada emocionalmente por J, que a controlava em todos os aspectos de sua vida. 

Ela não podia expressar suas opiniões, ter amigos ou hobbies que não fossem aprovados por ele. Ela estava em uma relação de escravidão afetiva, onde J mandava e ela obedecia cegamente.

M percebeu que precisava sair daquela relação, mas tinha medo das consequências. 

Ela se sentia presa, sem autonomia para tomar suas próprias decisões e sem saber como se libertar daquele controle. 

Eventualmente, M teve coragem e terminou o relacionamento com J. Foi um processo doloroso, mas ela percebeu que precisava priorizar sua própria felicidade e bem-estar.

A história de J e M é um exemplo de como a escravidão afetiva pode afetar a vida de uma pessoa. 

É importante lembrar que ninguém deve ser controlado ou manipulado em um relacionamento. 

A verdadeira felicidade vem da liberdade de ser quem somos e de fazer nossas próprias escolhas.


A escravidão afetiva.

" É um cuidar que ganha em se perder. É querer estar preso por vontade;. É servir a quem vence, o vencedor;. É ter com quem nos mata, lealdade." (Camões).

Considera-se escravidão afetiva a relação que é mantida por estratégias de dominação de uma parte sobre a outra, impossibilitando a negociação de interesses individuais. 

Em outras palavras, quando alguém aprisiona o outro, em um cadeia de amor e prazeres, de modo que não consiga sair com facilidade dest teia de emoções.

Psicóloga explica: a escravidão afetiva.






Infelizmente, esta prática tem se tornado comum na atualidade. 

É possível verificar que, entre alguns casais, há um dos pares tentando (e conseguindo) dominar a relação.


Um mecanismo muito comum usado para estes fins  é a chantagem emocional, que consiste em um conjunto de estratégias para criar culpa e remorso em alguém que não satisfaz os desejos e anseios dos outros.


Podemos citar como exemplo: 

  1. um marido que não permite que sua esposa volte a estudar por ter medo de ficar sozinho a noite; 
  2. a namorada que não permite que seu parceiro use barba e cabelo longo pois "acha feio e inadequado"; 
  3.  o namorado que exige que a parceira faça academia para perder "alguns quilinhos" e assim "manter a saúde";
  4. a esposa que faz uma série de imposições ao marido para manter relações sexuais.

Estas atitudes são consideradas chantagens emocionais por ocultarem (de forma consciente ou inconsciente) atitudes que visam o benefício de quem as impôs e podem ser ditadas por sentimentos de vergonha, culpa, raiva, complexo de inferioridade, medo de perder o parceiro afetivo, desejo de dominação, tendência sádica, etc.



A consequência disso é que o parceiro "obediente" passa a viver na relação o papel de "escravo afetivo", deixando de lado seus interesses, desejos, anseios para viver em função de alguém que coloca uma série de imposições para que o relacionamento funcione.

 Em geral, os "escravos afetivos" são pessoas que amam demais e que não conseguem se desvincular desta relação de dependência afetiva.


Infelizmente, alguns indivíduos concebem este modelo de relacionamento como normal, o que tende a dificultar as intervenções psicológicas.

Embora estejamos no século XXI, os modelos de subjugação ainda vigoram em algumas famílias, o que leva os seus descendentes a acreditarem que este modelo está correto. 



Outro fator que colabora para a manutenção deste modelo é a tendência a individualização, que é reforçada pela música, pelas revistas, pela internet, pelos filmes e programas de tv. 

Pode-se observar que poucas músicas atuais colocam os relacionamentos como algo saudável, mas ao contrário, divulgam formas adoecidas de se relacionar; os programas de tv mostram casais perfeitos, com finais felizes, onde um dos pares domina a relação e o outro cede; as revistas ensinam a ter um corpo perfeito para que as relações sexuais sejam proveitosas e os orgasmos inesquecíveis, ensinando formas de dominar a relação.



Porém, na vida real, as coisas não funcionam assim: 

As pessoas não são "massinhas de modelar" que podem ser moldadas ao bel-prazer do outro, ao contrário, seus desejos, necessidades, vontades, pensamentos, crenças e comportamentos devem ser respeitados também.



Os relacionamentos saudáveis são aqueles onde há interação é facilidade, a compreensão é exercitada, onde todos cedem e todos sabem como pedir sem fazer exigências absurdas. 

Não é difícil vivenciar um relacionamento assim, mas é necessário destruir muitas crenças sobre a concepção de relacionamentos antes de tentar.

Psicóloga explica: como lidar com a escravidão afetiva.


1. Reconheça a escravidão afetiva: É importante que você perceba e identifique os comportamentos, pensamentos e sentimentos que caracterizam a escravidão afetiva. 

Aprenda a diferenciar amor e Dependência emocional.

2. Identifique os padrões de comportamento: Observe os padrões de comportamento que surgem nas suas relações. 

Analise se está sendo cobrado ou cobrando excessivamente, se há desequilíbrio no relacionamento e se isso é recorrente.

3. Busque autoconhecimento: Procure conhecer a si mesmo, suas necessidades e desejos. Entenda o que é importante para você em um relacionamento e se pergunte se essas necessidades estão sendo atendidas.

4. Estabeleça limites: Aprenda a estabelecer limites saudáveis para você e seu parceiro. Saiba dizer não e se posicionar diante de comportamentos abusivos.

5. Busque apoio: Procure ajuda de um profissional da área de psicologia para aprender a lidar com a escravidão afetiva. Ter alguém que possa orientar você e ajudá-lo a entender suas emoções pode ser muito útil.

6. Amplie seu círculo social: Busque novas amizades e atividades que lhe proporcionem prazer e bem-estar, afastando-se do isolamento e da dependência emocional.

7. Desenvolva sua autoestima: Invista em atividades que promovam a autoestima, como hobbies, práticas esportivas e autoconhecimento.

8. Evite relacionamentos tóxicos: Evite relacionamentos com pessoas que possam ser emocionalmente abusivas e que reforcem a escravidão afetiva.

9. Não se culpe: Não se culpe pelo que aconteceu em relacionamentos anteriores. É importante compreender que a escravidão afetiva é um padrão que pode ser mudado e superado.

10. Tenha paciência: A superação da escravidão afetiva pode levar tempo e requer esforço e dedicação. Tenha paciência consigo mesmo e com o processo de mudança.


Conteúdo protegido por direitos autoriais lei 9610/98. 

Todos direitos reservados.



Obrigada pela leitura. 

Gostou do artigo? Leia mais no Blog da Psicóloga



Quero cuidar da minha saúde mental 


Maristela Vallim Botar CRP-SP 06-121677




Perto do Metrô Consolação
Bela Vista - São Paulo - SP
Brasil - CEP 01311-931

Horários de Funcionamento do Consultório

07:00 - 21:00 (segunda a sexta)
07:00 - 16:00 (sábados)

Contato:

Os agendamentos de consultas psicológicas devem ser feitos pelo site (clique no botão abaixo), ou pelo whatsapp (11) 95091-1931



Obrigada pela visita ao nosso site de Psicologia. 

Se você chegou até aqui, é provável que esteja em busca de informações sobre diversos tópicos relacionados à psicologia e terapia. 

Abaixo, listamos alguns dos principais links que podem te ajudar a encontrar as informações que procura:


Caso tenha alguma pergunta específica ou precise de mais informações, não hesite em entrar em contato conosco. Estamos aqui para ajudar!

Postagens mais visitadas deste blog

A dificuldade em mostrar sentimento - Psicóloga SP

Artigo escrito por Psicologa sp     Maristela Vallim Botari   - CRP/SP 06-121677. Psicóloga Clínica. Porque algumas pessoas têm dificuldade em mostar sentimento?  Vou contar uma história sobre um personagem fictício chamado L., que tinha dificuldade em demonstrar seus sentimentos.  Desde a infância, L. sempre foi muito introvertido e retraído, tendo dificuldades em se conectar emocionalmente com as pessoas ao seu redor. Ele era um bom aluno na escola e se dedicava aos estudos, mas nunca se destacava nos esportes ou nas atividades sociais. Quando L. começou a trabalhar, percebeu que tinha ainda mais dificuldades em demonstrar seus sentimentos.  Se fechava em si mesmo e evitava o contato com os colegas de trabalho, muitas vezes sendo visto como antipático e arrogante.  Ele até tentou se aproximar de algumas pessoas, mas sempre que tentava expressar seus sentimentos , ele se sentia inseguro e se r

As 05 fases do luto afetivo | Psicologa sp

Psicóloga sp    Maristela Vallim Botari As 5 fases do luto:  Negação, raiva, barganha, depressão e aceitação. As propostas apresentadas por Elisabeth Kübler-Ross em seu livro Elisabeth Kübler-Ross   (Bióloga que estuda as relações afetivas). "Sobre a Morte e o Morrer", publicado em 1969, são consideradas fundamentais para a compreensão dos diferentes estágios que as pessoas atravessam ao lidar com a perda e o processo de luto. Suas ideias revolucionaram a maneira como a sociedade encara o tema da morte e oferecem insights valiosos sobre a experiência humana diante da perda de entes queridos. Ilustrando com uma história Fictícia: Há alguns anos, J e P namoravam há cinco anos e planejavam se casar em breve. No entanto, um dia P acabou o relacionamento de forma abrupta, de

Quanto custa um Psicólogo

Para quem busca informações sobre  quanto custa um psicologo . Neste artigo são apresentados os preços da  consulta com a  Psicóloga sp   Maristela Vallim Botari A  Psicologia  tem muito a oferecer, independente do q uanto custa um Psicólogo. Psicóloga preço sp,  psicóloga preço, quanto custa um psicólogo Quanto custa uma consulta com a Psicóloga sp  CRP-SP 06-121677   A 1ª sessão com a Psicóloga SP R$ 98,00 Psicoterapia  Individual para adultos R$ 109,00 Consulta avulsa -  R$ 75,00 Psicologa   Infantil  (+10 anos) R$ 109,00 Psicoterapia  Casal R$ 218,00 Terapia para Idosos R$ 109,00 Psicologa   Infantil  (+10 anos) R$ 109,00 Formas de pagamento: Pix, boleto, ou cartōes de débito ou crédito parcelado, tranferências Bancárias. Se optar por fazer seu agendamento pel o site , terá a opção de realizar seu pagamento na mesma plataforma. Caso prefira fazer o agendamento via WhatsApp (11) 95091-1931, poderá pagar com cartão, no consultório (Psicoterapia presencial), ou PIX (psicoterapia O

Psicologa SP - Acolhimento Humanizado perto de você

Psicologa SP - Maristela V. Botari CRP-SP 06-121677



O objetivo do atendimento psicológico é promover a saúde mental e emocional, reduzindo o sofrimento causado pela ansiedade, depressão e estresse.

Experiência profissional

A Psicóloga SP Maristela, com mais de 12 anos de atendimento em Psicologia Clínica, oferecendo atendimento humanizado, garantindo excelencia e comprometimento ético, visando o bem-estar dos pacientes. 

Isto é apenas um reflexo de sua paixão pela Psicologia e desenvolvimento humano.

Ao longo dos anos, ela atende com abordagens quem ajudam as pessoas a enfrentarem desafios e dificuldades e alcançarem seu potencial máximo.

A prática do atendimento psicológico abrange diversas abordagens terapêuticas, incluindo a Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC). 

Esta abordagem é uma das mais utilizadas por psicólogos devido à sua eficácia em tratar uma ampla gama de problemas emocionais e comportamentais. 


Psicologa sp, psicóloga SP, psicólogos em São Paulo, psicologo sp, psicólogo SP, psicóloga perto de mim, consulta com psicóloga, agendar consulta cm psicólogos, psicólogos em são Paulo, onde encontrar psicólogos Bradesco, convenio reembolso de consultas psicológicas, terapia casal sp, atendimento psicológico online, atendimento online, psicólogo apoio, psicológico online, site de psicologia online, psicologa zona norte sp, melhores psicólogos de sp, consulta com psicóloga online, neuropsicologo online, psicólogo online preço, psicologo online whatsapp, onde encontrar psicóloga acessível, psicóloga barata, psicóloga grátis, preço acessível de terapia

Formação Acadêmica

A formação acadêmica da Psicologa SP Maristela Vallim Botari inclui renomadas universidades como PUC, Mackenzie, UNIP, USP e UFAC. 

Durante sua trajetória acadêmica, estudou de diversas áreas da psicologia, incluindo Neurociências, Psicologia Escolar, Psicologia do Trabalho, Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC), Psicanálise e Humanismo.

Essa diversidade permite à Psicóloga sp Maristela uma abordagem integrativa e personalizada em seu trabalho como psicologa clinica.



Psicologa sp, Psicologa sp, psicóloga SP, psicólogos em São Paulo, psicologo sp, psicólogo SP, psicóloga perto de mim, consulta com psicóloga, agendar consulta cm psicólogos, psicólogos em são Paulo, onde encontrar psicólogos Bradesco, convenio reembolso de consultas psicológicas, terapia casal sp, atendimento psicológico online, atendimento online, psicólogo apoio, psicológico online, site de psicologia online, psicologa zona norte sp, melhores psicólogos de sp, consulta com psicóloga online, neuropsicologo online, psicólogo online preço, psicologo online whatsapp, onde encontrar psicóloga acessível, psicóloga barata, psicóloga grátis, preço acessível de terapia


Quem pode passar na consulta Psicológica?

Quem passa por momentos difíceis, sentindo-se incompreendido, desamparado(a) e isolado(a).

Público: Acima de 10 anos, com ou sem encaminhamento médico.

Psicóloga SP oferece um atendimento personalizado para cada paciente.

A consulta com psicologa online é uma modalidade que tem ganhado cada vez mais popularidade.

Atualmente, milhares de pessoas recebem atendimento online, beneficiando-se da conveniência e acessibilidade que essa forma de terapia oferece. 

Desde março de 2020, a Psicóloga Sp Maristela atendeu mais de 1.200 pacientes online. E este número não para de crescer. 

A consulta com psicologa individual e o acompanhamento psicológico realizados de forma virtual permitem que as sessões de terapia sejam acessíveis mesmo para aqueles que possuem restrições de tempo ou mobilidade. 

Além da terapia individual, a terapia de casal é outra modalidade importante. 
Nesses casos, o foco está em melhorar a comunicação e resolver conflitos dentro do relacionamento.

A Psicóloga SP atende pacientes em seu consultório localizado na Av. Paulista, 2001 cj 1911- Bela Vista Perto do Metrô Consolação,  

Além disso, para aqueles que não estão perto da Av. Paulista, também oferece a opção de realizar uma consulta individual com a psicologa online.

Todas com horário agendado.

Consulta Psicóloga Valor


O preço sessão de terapia é diferente para casal e infantil mas é o mesmo valor para terapia online ou presencial.

A consulta individual inicial custa R$ 99,00

Psicologa sp Humanizada

A consulta com psicologa sp humanizada pode ser uma alternativa valiosa para aqueles que buscam um atendimento mais coloquial, sem perder a qualidade técnica/teórica.

Embora muitas pessoas possam confundir com um bate-papo casual, na verdade, a Psicóloga sp se concentra em compreender as emoções embutidas na fala e no olhar do paciente.

A prática da psicologia, seja presencial ou online, busca oferecer suporte emocional e psicológico, ajudando os pacientes a enfrentar desafios e alcançar seu potencial máximo. 

Psicóloga SP Maristela Vallim Botari está preparada para oferecer esse suporte, promovendo o bem-estar e o desenvolvimento humano em cada sessão de terapia.


O Conselho Federal de Psicologia regulamenta a prática da profissão e estabelece diretrizes para garantir que o atendimento psicológico seja realizado de maneira ética e eficaz. 

Em breve você poderá receber nossa newsletter semanal, que oferece dicas, informações e atualizações deste site de Psicologia que trata de temas que vão além da Psicoterapia, como dificuldade de relacionamentos, autoestima, luto, etc




Psicóloga perto de mim, saude é,psicologa preço sessão, sessão de terapia valor, psicologa, psicóloga preço sessão, psicologa vila mariana, psicologos perto de mim, psicólogo em são paulo