A Necessidade Psicológica de férias



A Necessidade Psicológica de férias: Neste ritmo alucinado que trabalhamos, estudamos ou produzimos algo, nunca temos tempo de olhar para nós mesmos. Fica difícil, as vezes, parar até mesmo para tomar um cafezinho. 

As horas dos nossos dias são organizada cronologicamente, e cada segundo que perdemos faz muita falta, uma vez que temos sempre muita coisa pára fazer.

A Necessidade Psicológica de fériasOs nossos dias são muito movimentados, porém, quando visto de longe, são sempre iguais, embora pareçam diferentes.

Trabalhar é ótimo. E se for naquilo que se gosta, melhor ainda. Mas este amor pode se tornar estresse, ódio e as vezes em doenças como depressão, ansiedade ou fobias específicas.

O acúmulo de frustrações, somado ao excesso de obrigações que acumulamos dificultam muitas vezes que tenhamos qualidade de vida. 

Somo orientados a ganhar dinheiro, guardar dinheiro, economizar, investir, aplicar, empreender, mas não somos orientados a viver bem.


Pra que tirar férias? 

Daí a importância de tirar férias, pelo menos uma vez por ano.

Quando digo tirar férias, não estou dizendo que você deva se ausentar da empresa com o celular ligado, notebook conectado no seu departamento e o alerta de mensagem acionado.

Também não é para tirar férias e carregar sentimento de culpa pelo trabalho que não está sendo feito (por você). 

Tenha certeza que seu trabalho pode esperar até sua volta, ou alguém o fará. 

Ninguém é insubstituível neste ponto, embora criamos a ilusão de que somos indispensáveis. Não somos. 

Acreditar nisso é romantizar excessivamente uma relação que deveria ser vivida  com mais racionalidade e menos afetividade.


Dar uma pausa faz bem


Precisamos de tempo para sermos nós mesmos. E o nome deste tempo é Férias.

E elas começam no momento em que você termina seu último Job, ou tranca a porta do seu escritório.

Durante este período seja você mesmo!

Se pode viajar, ótimo.

Se não pode, viaje na sua mente, faça coisas que gostaria de fazer. Vá visitar uma pessoa querida, tome seu sorvete preferido, assista seus filmes e séries prediletos; ouça suas músicas favoritas; assista shows, exposições e eventos; leia um bom livro; vá à praia, ao campo; ande de bike, de skate, de patins; brinque com seus filhos; converse com seus pais, seus avós; faça coisas leves.

Se pode viajar aproveite a viagem ao máximo: faça um bom roteiro de viagens, tire muitas fotos; colecione micos (quem nunca pagou mico em viagem que atire a primeira pedra); visite museus exposições, eventos; veja o movimento das pessoas nas ruas; saboreie pratos típicos da região. Relaxe

Tire férias e volte renovado. Para o trabalho e para a vida!

Iniciar uma Psicoterapia no período de férias também pode ser uma ótima opção.
A Necessidade Psicológica de férias 

Postagens mais visitadas deste blog

Como lidar com mágoas

O que é depressão e como tratar?

"Cadê minha alma gêmea?" - A busca pelo relacionamento perfeito

A dificuldade em mostrar sentimento

O que tratar com uma Psicóloga? ❖Psicóloga São Paulo sp

Preço Acessível | para Reembolso

Psicólogo que atende Bradesco Saúde por reembolso de consultas

Ser otimista é melhor para a saúde do coração,

Psicóloga que atende convênio Bradesco

Diferença entre: atração, desejo, paixão e amor.

Postagens mais visitadas deste blog

Psicóloga que atende convênio Bradesco

A dificuldade em mostrar sentimento

Como lidar com o rompimento de uma relação afetiva

Mecanismos de defesa nas relações afetivas

Será que você é amado (a) de verdade?

A necessidade de aceitação na Psicologia

05 fases do luto afetivo

Relações afetivas adoecidas: como lidar com relacionamentos difíceis.

07 sinais de amor patológico ❖Psicóloga sp

A blindagem contra apego na psicologia