Pular para o conteúdo principal

Mitos e Verdades sobre Psicoterapia, Psicólogos e Psicanálise

Mitos e Verdades sobre Psicoterapia, Psicólogos e Psicanálise

PSICÓLOGOS EM SÃO PAULO

PSICOLOGA VILA MARIANA
PSICOLOGA PAULISTA


Como todo campo do saber, a Psicologia (e suas variantes,Psicólogos, Psicanálise, etc) é recheada e de mitos e verdades.

Quando algumas informações caem no senso comum (com a ajuda da indústria midiática), sofrem distorções quase impossíveis de reverter.



As informações mais distorcidas estão relacionadas ao processo psicoterápico. Alguns mitos encobrem as verdades, o que dificulta o trabalho do psicólogo.

Nós, Psicólogos tentamos reverter estas distorções a fim de que as pessoas possam usufruir do nosso trabalho,que visa ajudar as pessoas a viverem com mais qualidade de vida emocional.

Vou tentar esclarecer alguns mitos.

Mito sobre Psicólogos

  •  O psicólogo deve mudar a "cabeça" das pessoas.

Jamais.
O psicólogo deve verificar junto ao seu paciente, quais os comportamentos excessivos ou deficitários devem ser modulados.


Para isto é preciso levar o paciente a modificar alguns pensamentos.
Isto se consegue por meio de técnicas como o questionamento socrático, role-play, atividades reflexivas, etc. Saiba mais


O executor da mudança é o PACIENTE. O psicólogo só instrumentaliza.

  • psicólogo apenas ouve o paciente
Depende da abordagem: Os psicanalistas tendem a ouvir mais e intervir menos; os humanistas e comportamentais as vezes falam um pouco mais. Tudo depende da formação de cada um.

Saiba mais

  • "Psicólogo não pode atender parentes"

De fato: não pode atender OS SEUS parentes. Não podemos atender nossos irmãos, tios, primos, filhos, pois nosso vínculo transcende o profissional. 


Sobre atendimento de indivíduos da mesma família, o CRP-SP responde:

77 - Posso atender pessoas que se conhecem ou que são parentes, em atendimentos individuais?
A decisão pelo atendimento é do(a) psicólogo(a), que considerará se o atendimento interferirá negativamente nos objetivos do serviço prestado, uma vez que não há nada na regulamentação que proíba especificamente o atendimento de familiares e/ou conhecidos(as).

78 - Devo tomar algum cuidado quando optar por atender familiares e/ou conhecidos(as)?

Sim. Além do conhecimento e consentimento das pessoas atendidas, o(a) psicólogo(a) deverá estar atento(a) em relação ao sigilo profissional. As informações de um atendimento não podem, em nenhuma hipótese, ser reveladas ou utilizadas no outro atendimento.

  • "Psicólogo não pode ter problemas pessoais"
Se isto fosse verdade,poucas pessoas poderiam ser psicólogos,não é mesmo? Quem não tem lá seus conflito que atire a primeira pedra.
Seria bom se não tivéssemos problemas, que pudéssemos ficar para sempre numa redoma contemplando a vida, mas isto não acontece.
Quando o psicólogo está com muitos conflitos,sentindo-se incapacitado para ajudar os outros, geralmente ele pede uma licença para resolver suas questões; outros usam suas dores para compreender melhor a dor do outro. Mas sempre estamos buscando melhorar,por isso estamos sempre em terapia e supervisão.

Mitos sobre Psicoterapia

  • "Psicoterapia é para a vida toda"

Nem sempre. Existem casos que algumas sessões podem ajudar o paciente a se ajustar ao seu meio. Neste caso, o paciente viria  para a terapia apenas para a "manutenção cognitiva". Claro que em ALGUNS casos, a psicoterapia é necessária por longos períodos. se as pessoas são diferentes, o tempo de terapia também o é.

  •  "Custo Psicoterapia "

A Psicoterapia mais barata não é necessariamente ruim. Existem bons psicólogos que oferecem um preço justo, a fim de que todos possam contam com os serviços do psicólogo

Se você procurar com calma,sempre encontrará um profissional que aceite o que você pode pagar. Basta conversar. É obrigação do psicólogo estar aberto ao diálogo.

  •  Psicoterapia: Substitui a medicação.

Não.
E o pressuposto contrário também é falso.
A medicação (ansiolíticos,antidepressivos e antipsicóticos) também não substituem a Psicoterapia.

São tratamentos complementares, como o trabalho do dentista e do protético. É necessária uma avaliação bem feita para saber quando entrar com medicação, quando pedir a suspensão, a redução, etc.

Leia também



Psicóloga em SP, psicóloga Bradesco, psicóloga Amil, psicóloga Sulamérica. Tratamento depressão e Ansiedade. Terapia infantil, Casal, Individual, terapia sp, psicologo barato, terapia de casal preço, clinicas de psicologia em sp, psicologos em sp, psicoterapia de casal, psicologos sao paulo, site psicologo, aconselhamento de casal, consulta psicológica online, psicologo zona sul, terapia para adultos, Psicóloga Sulamérica, PSICÓLOGA Saúde BradescoPsicóloga Amil, psicologia online, psicólogo SP, Psicologa sp
com psicologa , conversa com psicóloga, dependência afetiva, dependência afetiva psicologia, desejo de ser aceito, diferença ent

Nunca Passou na Psicóloga?

Você nunca passou na Psicóloga? Se gostaria de passar, fique tranquilo porque é normal que você tenha muitas dúvidas.

Algumas pessoas que nunca passaram por consulta com psicólogos tendem a idealizar a consulta as vezes de forma negativa e isto causa bastante ansiedade.

Relaxe e venha. Traga para a Psicóloga apenas o que achar válido, afinal o momento é seu.

Se você nunca passou na psicóloga e gostaria de passar agende uma consulta psicológica



Destaques

Como encontrar o psicólogo certo ❖ Psicologa Vila Mariana SP

Como encontrar o psicólogo certo Where to begin  How to Find the Right Therapist For You Escrito port Esther Perel Texto original: https://estherperel.com/blog/how-to-find-the-right-therapist-for-you A auto-entrevista Responda a estas perguntas primeiro. Por que terapia e por que agora? Em que você gostaria de trabalhar? Qual é o resultado desejado? O que você está preparado para fazer para alcançar esse objetivo? O que você espera do seu terapeuta? Quais foram as suas experiências em terapia até agora e o que foi útil? O que não foi? Quais são as lições que você aprendeu? Seja terapia individual, de casal ou familiar, o tipo de terapeuta que eu sempre recomendo é aquele que é desafiador e direto, mas não julga; tem a mente aberta e está disposta a permitir que as pessoas explorem opções na vida muito diferentes das suas. Alguém que não se apressa em diagnosticar e patologizar, e que tem um profundo entendimento dos meandros da intimidade

ARTIGOS SOBRE RELACIONAMENTOS

Textos sobre relacionamentos, namoro, casamento, sentimentos e emoção, escritos pela Psicóloga Maris V Botari


07 dicas para a relação amorosa dar certo.

08 fatores que dificultam uma relação

09 formas de estragar um relacionamento.

09 sinais que o amor acabou

11 passos para identificar Relacionamentos abusivos

A blindagem contra apego

A dificuldade de relacionamento

A dificuldade em mostrar sentimento

Abra-se ao amor sem medo de ser feliz

Amor = Paixão + intimidade + comprometimento

Amor correspondido - Amor não correspondido

Amor custa caro

Amor desgastado: quando a relação afetiva está desigual

Amor Patológico - Amor doente

Amor sem limites

Apegados e Desapegados:

As emoções são contagiantes

Como agem as pessoas apaixonadas?

Como conquistar um amor

Como esquecer alguém?

Como manter um relacionamento saudável

De quem é a culpa pelo fracasso da relação?

Diferença entre: atração, desejo, paixão e amor.

Declarações de Amor

Dificuldade nos relacionamentos afetivos

Infidelidade no amor: como lidar e superar

Não brinque com o sentimento alheio

Não carregue uma culpa que não é sua

Não Idealize

O amor correspondido

Os Amores do Passado

Pessoas com dificuldade de relacionamento

Pessoas românticas

Por que algumas "ficadas" não se transformam em namoro?

Por que dizer "EU TE AMO" é tão difícil

Porque algumas pessoas se apegam demais enquanto outras não conseguem se apegar a nada?

Quando o amor termina

Reconciliações

Você sabe amar?

Você sabe dar e receber afeto?

Você tem medo de amar?


    Postagens mais visitadas

    Você precisa de terapia?


    Existem algumas regras para saber se você precisa ou não de terapia:

    Todos precisamos de terapia. Porém não precisa ser a todo momento. Existem situações que é possível atravessar sozinho(a), mas em outras a ajuda emocional oferecida por um psicólogo pode ser muito bem vinda.

    • Quando a ansiedade, o estresse, a depressão, ou a dificuldade de relacionamento estiverem provocando muitos danos emocionais;
    • Quando você estiver perdido em seus pensamentos, sem conseguir achar uma direção, uma resposta para sua vida;
    • Quando o medo estiver maior que a coragem de enfrentar as dificuldades;
    • Quando estiver com vergonha de ser quem você é;
    • Quando a dor da for muito insuportável;
    • Quando seu sono, seu apetite e seu desejo sexual estiver comprometidos;
    • Quando você for vítima de abuso psicológico....
    • Sim, Talvez seja a hora de buscar Terapia.
    Leia mais sobre Terapia