Pular para o conteúdo principal

Cisne negro - Análise Psicológica


Este artigo tem a intenção de analisar o filme "Cisne Negro" na abordagem da Psicanálise Kleiniana e da Psicopatologia



Estrelado por Natalie Portman, o filme retrata a história de Nina Sayers uma bailarina, solteira, que vive com a mãe.

O filme, Cisne Negro (Black Swan, EUA, 2010), do diretor Darren Aronofsky, constrói a trama de Nina Sayers, protagonizada por Natalie Portman.


Nina Sayers é “garota doce” filha de uma bailarina aposentada que deposita em sua filha todas as suas ambições, cobrando da filha um perfeccionismo quase inatingível.


Assim, Nina passa a se dedicar aos ensaios de forma integral e acaba sendo escolhida pelo diretor Thomas como a bailarina principal na apresentação da temporada de “O Lago dos Cisnes”.


Na história original, o espetáculo trata de uma estória em que  duas irmãs são enfeitiçadas e aprisionadas, uma  no corpo de um cisne branco e a outra no corpo de um cisne negro. 
“Ela deseja liberdade, mas só poderá encontra-la no amor”. 
Ambos conhecem um príncipe que o cisne branco não consegue conquista pois é meigo e angelical.  
Mas o cisne negro, que esbanja sensualidade consegue seduzi-lo, levando o cisne Branco ao suicídio.


Nina vive o desafio de representar os dois cisnes numa apresentação “Visceral e verdadeira”, em substituição à perfeita  Beth, que está se aposentando.
Sua técnica de dança é perfeita, mas falta-lhe a sensualidade necessária para dar vida ao cisne negro. 
Assim, é preciso que passe a treinar cada vez mais para atingir a perfeição que o personagem exige.
 Assim, acaba por desenvolver uma psicopatologia que já estava latente, ora pelas pressões de sua mãe, ora pelas pressões da carreira.
Nina busca a perfeição em seu trabalho na companhia de balé e em função disso é chamada para dançar o balé “Cisne Negro”.

Este trabalho exige muito treino, habilidade e sensualidade especialmente para viver o cisne negro, mas Nina não tem esse poder de sedução.

Abrindo um parênteses: a história do Cisne negro que é vivida no palco se desenrola  dessa forma: uma garota tímida vivia no corpo de um cisne branco, esperando um beijo do seu amado para voltar a ser mulher. Porém sua irmã gêmea o seduz, o que provoca muita tristeza no cisne branco, o que faz com cometa suicídio.

Voltando ao filme: Nina tem uma concorrente, a bailarina Lilly (Milla Kunis) que é a expressão da sensualidade, ideal para o papel do Cisne Negro, porém, carece de técnica, que Nina tem de sobra. Assim Nina se vê às voltas com uma rival, um diretor exigente e uma mãe controladora e invejosa.

A busca pela perfeição no Cisne Negro faz com que Nina treine dia e noite, levando-a a histeria, e desencadeando alguns surtos esquizofrênicos. 

Ela passa a ter alucinações de toda natureza, inclusive bissexuais. Suas alucinações são povoadas de fantasia com cisne negro: ela se imagina bela, poderosa, sedutora. Porém sente um medo paranoico de ser substituida pela rival Lilly.

Sua relação com a mãe, num primeiro momento parece tranquila, mas o observador atento vai notar que logo de início essa mãe tem uma atitude de cuidado extremo, ao ajudar a filha vestir o casaco (Ninna tem 30 anos!!). 

Essa mãe trata a filha como se ela tivesse 5 anos de idade, se considerarmos que dentre outras coisas, chama-a de “menina doce”, decora seu quarto com ursinhos de pelúcia,  papel de parede rosa, e põe ao lado da sua cama uma caixinha de música com uma bailarina....

Quando essa filha é escolhida para o personagem Cisne Negro, a mãe compra um enorme bolo confeitado, que a filha rejeita e a mãe ameaça jogá-lo no lixo. Considerando que a bailarina não deve engordar, esse bolo pareceu uma sabotagem.

Em outra cena, essa mãe liga para a secretaria da companhia, para reclamar de uma atitude que prejudicou sua filha, tomando a dianteira de uma situação que poderia facilmente ser resolvida pela própria Nina.

A situação começa a se complicar quando Nina sai pra se divertir com a rival Lilly: a mãe não suporta dividir a filha com a amiga e passa a sabotá-la abertamente, deixando de despertá-la no horário certo. Aí as brigas começam entre as duas começam pra valer.

Mas Nina não se dá por vencida: no dia da apresentação ela encanta a platéia ao interpretar os dois cisnes, o branco com a sutileza que o momento exige, e o negro com toda voracidade que pode colocar no personagem. O final eu não vou contar (sinto muito, rsrs).

Conceituação Kleiniana.


Inveja e Gratidão

Quando é muito intensa, pode interferir nos mecanismos esquizoides, pois dificulta do processo de divisão (splitting) onde surge um objeto bom e um objeto perseguidor. Ao ser danificado este objeto bom origina-se a inveja e isso conduz a “confusão entre o bom e o mau” (Segall, p. 53)
A fim de não se sobrepor à mãe que foi no passado uma bailarina medíocre, Nina vive o dilema de ser a melhor estrela da companhia ou não se sobresair para preservar a mãe. (confusão entre o bom e o mau).

Essa atitude assemelha-se ao que Klein chama de INVEJA E GRATIDÃO, pois Nina demonstra inveja da mãe ao querer se tornar uma bailarina também, e sua gratidão está implícita no fato de não querer se sobresair, vivendo timidamente, o que a prejudica na desenvoltura do papel de Cisne Negro.

Porém ela se sobresai. E a situação se inverte. A mãe passa a sentir inveja da filha que foi mais longe do que ela própria havia conseguido (pois jamais saiu do corpo de baile). A reparação é feita a partir do bolo confeitado, mencionado acima, mas essa reparação tem um certo “sabor” de inveja pois a filha não deve comer doces, especialmente às vésperas da apresentação.

A mãe é a personificação da Inveja e do ciúme, percebendo que a filha pode obscurer sua modesta carreira, fica apavorada quando percebe que esta se destaca e passa a ter  atitudes destrutivas em relação à filha, numa tentativa de destruir esse objeto bom, gerador de vida e talento, que a mãe se recusa a aceitar.

Splitting

A principal realização dessa fase é o splitting, ou divisão do ego que permite a este ordenar suas experiências e classificar os objetos em bons ou maus. Mais tarde este splitting será responsável pelo discernimento no adulto e também a base para a repressão (Segall, p. 46).
A partir do rompimento interno com a mãe, expresso numa cena em que Nina quebra a caixinha de música e joga fora seus ursinhos, ela poderia estar revivendo a A Posição depressiva. Somente nesse momento Nina percebe que ela é um ser independente dessa mãe castradora, que a controla de todas as formas possíveis. Quando se desfaz dos brinquedos, está se desfazendo dessa mãe internalizada que há 30 anos habita dentro de si.

Identificação projetiva

A leitura que se aproxima dos conceitos Kleinianos é feita a partir da identificação projetiva que conforme aponta Segall, “da-se quando as partes do self são expelidos e projetados num objeto externo, que se torna controlados por partes projetadas, identificando-se com elas (p. 39) e tem inicio quando a posição esquizoparanoide é estabelecida em relação ao seio, [...] Este mecanismo de defesa produz [...]o medo da retaliação por parte do objeto atacado; ansiedade por dar-se conta de que partes de si mesmo estão no objeto. (Segall, p. 42).
No filme essa identificação projetiva se dá quando Nina, em suas alucinações percebe os quadros pintados pela mãe se mexendo, perseguindo-a (ansiedade persecutória). Seu pavor fica evidente pela forma apressada que deixa o recinto onde os quadros estão expostos.

Voracidade.

Segall postula que a voracidade “consiste em extrair toda bondade do objeto sem considerar as consequências, o que pode resultar na destruição deste objeto e de sua bondade”. (Segall, p. 52)

Esta voracidade é pontuada de diversas formas no decorrer do filme, mas apenas para citar alguns passagens:
·         Nina afana objetos pessoais da bailarina Betty, considerada até então a mais perfeita;

  • ·         A destruição do Cisne Branco;
  • ·         A destruição da mãe em suas alucinações;
  • ·         A destruição da rival em suas alucinações;
·         Dentre outras

Todas essas personagens mencionadas deram á Nina algo de bom, mesmo que sutilmente: amor, amizade, exemplo. Nas suas alucinações Nina se vê ameaçada por estas pessoas, como se fossem objetos maus e persecutórios e sempre os destrói. A única excessão aqui é a destruição do Cisne Branco que esta incorporada nela mesma. (Quem assistiu o filme vai entender, eu não posso falar nada...)

Apenas para concluir....
A inveja é um conceito que devemos aplicar no cotidiano com muita cautela.  A inveja que atribuimos aos outros, pode estar dentro de nós (projeção). Por isso, sempre que houver um “invejoso” por perto é sempre bom questionar “ o que ele tem que eu não tenho?”. 

Conheci pessoas que achavam que o mundo inteiro tinha inveja de si e que no entanto não conseguiam conceber a alegria alheia, não aprenderam a desejar o bem, não aprenderam a viver em paz, nem desfrutar da felicidade alheia.

Outros negam-se a enxergar as qualidades alheias, numa atitude de destruição ao objeto bom, atitude típica da inveja. Essa destruição internalizada lhes traz algum conforto? Aqui precisamos  Precisamos de bom senso e muita reflexão!




Sinais e sintomas:

Alterações sensoperceptivas:


Analgesia – Incapacidade de sentir dor ou estímulos. (Dalgalarrondo, 2008).

Dermatilomania (picking) - consiste em repetição crônica de coçar, tocar, cutucar, arranhar, furar ou escoriar determinadas regiões da pele, de modo tão intensivo ou repetitivo que acaba provocando o aparecimento de feridas, cicatrizes ou mudanças na pigmentação da pele (MENTALHELP, 2010). 

Nina escolheu dois locais em seu corpo para fazer o picking: peles em volta das unhas  pele das costas por isso usa sempre um casaquinho não mostrar as suas costas.


Alucinação cinestésica



A medida que o comprometimento de Nina com as personagens (Cisne Branco e Cisne Negro) aumenta ela passa a  desenvolver alucinações (como perceber a existência de penas em seu corpo), pernas entortando-se, olhos tornam-se vermelhos. Para Dalgalarrondo estas alucinações são “fantasmas pessoais inconscientes do alucinado.” (Dalgalarrondo, p. 131, 2008).


Alucinação Autoscópica.



Num dado momento do filme, Nina vê a si mesma passando por um estreito corredor.


Alucinação visual/ auditiva.



No camarim Nina  tem uma conversa imaginária com outra colega. Nesta conversa a colega diz pode interpretar o cisne negro em seu lugar. Com um cão de espelho, Nina ataca a colega, mas fere a si mesma.


Delírio



Seus delírios estão podem ser caracterizados como persecutórios, pois em alguns momentos acredita que Lilly quer tomar seu posto de bailarina principal, Isto compromete sua vida social, uma vez que via a todas como ameaça em potencial.


Em dado momento delirante, Nina vê Lily vestida como Cisne Negro, afirmando que irá dançar em seu lugar. Neste momento, Nina solta todo seu sentimento reprimido e ataca sua colega com um pedaço de espelho. Esta vitória delirante lhe permite fazer uma brilhante apresentação.


Entretanto, Nina não ataca Lily de fato, afinal trata-se de um delírio. Nina ataca a si mesma e sangrando interpreta a morte do Cisne Branco.





Referências:

Dalgalarrondo, Paulo (2008). Psicopatologia e semiologia dos transtornos mentais. 2ª ed, Porto Alegre: Artmed, 2008.


DSM-IV-TR (2000). Manual Diagnóstico e estatístico de transtornos mentais. Tradução Claudia Dornelles, 4ª ed., Porto Alegre: Artmed, 2002.


Miná, Camila Schorr ; Oliveira, Aline Sardin Padilla.  Cisne Negro . [Online] Disponível em . Acesso em 21 de abril de 2012

SEGALL, Hanna. Introdução a obra de Melanie Klein. Imago. Rio de Janeiro, 1975

Postagens mais visitadas deste blog

A dificuldade em mostrar sentimento - Psicóloga SP

A dificuldade em mostrar sentimento - Psicóloga SP Artigo escrito por Psicologa sp     Maristela Vallim Botari   - CRP/SP 06-121677. Psicóloga Clínica. Porque algumas pessoas têm dificuldade em mostar sentimento?  Vou contar uma história sobre um personagem fictício chamado L., que tinha dificuldade em demonstrar seus sentimentos.  Desde a infância, L. sempre foi muito introvertido e retraído, tendo dificuldades em se conectar emocionalmente com as pessoas ao seu redor. Ele era um bom aluno na escola e se dedicava aos estudos, mas nunca se destacava nos esportes ou nas atividades sociais. Quando L. começou a trabalhar, percebeu que tinha ainda mais dificuldades em demonstrar seus sentimentos.  Se fechava em si mesmo e evitava o contato com os colegas de trabalho, muitas vezes sendo visto como antipático e arrogante.  Ele até tentou se aproximar de algumas pessoas, mas sempre que tentava express

As 05 fases do luto afetivo | Psicologa sp

Psicóloga sp    Maristela Vallim Botari As 5 fases do luto:  Negação, raiva, barganha, depressão e aceitação. As propostas apresentadas por Elisabeth Kübler-Ross em seu livro Elisabeth Kübler-Ross   (Bióloga que estuda as relações afetivas). "Sobre a Morte e o Morrer", publicado em 1969, são consideradas fundamentais para a compreensão dos diferentes estágios que as pessoas atravessam ao lidar com a perda e o processo de luto. Suas ideias revolucionaram a maneira como a sociedade encara o tema da morte e oferecem insights valiosos sobre a experiência humana diante da perda de entes queridos. Ilustrando com uma história Fictícia: Há alguns anos, J e P namoravam há cinco anos e planejavam se casar em breve. No entanto, um dia P acabou o relacionamento de forma abrupta, de

Quanto custa um Psicólogo

Para quem busca informações sobre  quanto custa um psicologo . Neste artigo são apresentados os preços da  consulta com a  Psicóloga sp   Maristela Vallim Botari A  Psicologia  tem muito a oferecer, independente do q uanto custa um Psicólogo. Psicóloga preço sp,  psicóloga preço, quanto custa um psicólogo Quanto custa uma consulta com a Psicóloga sp  CRP-SP 06-121677   A 1ª sessão com a Psicóloga SP R$ 98,00 Psicoterapia  Individual para adultos R$ 109,00 Consulta avulsa -  R$ 75,00 Psicologa   Infantil  (+10 anos) R$ 109,00 Psicoterapia  Casal R$ 218,00 Terapia para Idosos R$ 109,00 Psicologa   Infantil  (+10 anos) R$ 109,00 Formas de pagamento: Pix, boleto, ou cartōes de débito ou crédito parcelado, tranferências Bancárias. Se optar por fazer seu agendamento pel o site , terá a opção de realizar seu pagamento na mesma plataforma. Caso prefira fazer o agendamento via WhatsApp (11) 95091-1931, poderá pagar com cartão, no consultório (Psicoterapia presencial), ou PIX (psicoterapia O

Psicologa SP - Acolhimento Humanizado perto de você

Psicologa SP - Maristela V. Botari CRP-SP 06-121677



O objetivo do atendimento psicológico é promover a saúde mental e emocional, reduzindo o sofrimento causado pela ansiedade, depressão e estresse.

Experiência profissional

A Psicóloga SP Maristela, com mais de 12 anos de atendimento em Psicologia Clínica, oferecendo atendimento humanizado, garantindo excelencia e comprometimento ético, visando o bem-estar dos pacientes. 

Isto é apenas um reflexo de sua paixão pela Psicologia e desenvolvimento humano.

Ao longo dos anos, ela atende com abordagens quem ajudam as pessoas a enfrentarem desafios e dificuldades e alcançarem seu potencial máximo.

A prática do atendimento psicológico abrange diversas abordagens terapêuticas, incluindo a Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC). 

Esta abordagem é uma das mais utilizadas por psicólogos devido à sua eficácia em tratar uma ampla gama de problemas emocionais e comportamentais. 


Psicologa sp, psicóloga SP, psicólogos em São Paulo, psicologo sp, psicólogo SP, psicóloga perto de mim, consulta com psicóloga, agendar consulta cm psicólogos, psicólogos em são Paulo, onde encontrar psicólogos Bradesco, convenio reembolso de consultas psicológicas, terapia casal sp, atendimento psicológico online, atendimento online, psicólogo apoio, psicológico online, site de psicologia online, psicologa zona norte sp, melhores psicólogos de sp, consulta com psicóloga online, neuropsicologo online, psicólogo online preço, psicologo online whatsapp, onde encontrar psicóloga acessível, psicóloga barata, psicóloga grátis, preço acessível de terapia

Formação Acadêmica

A formação acadêmica da Psicologa SP Maristela Vallim Botari inclui renomadas universidades como PUC, Mackenzie, UNIP, USP e UFAC. 

Durante sua trajetória acadêmica, estudou de diversas áreas da psicologia, incluindo Neurociências, Psicologia Escolar, Psicologia do Trabalho, Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC), Psicanálise e Humanismo.

Essa diversidade permite à Psicóloga sp Maristela uma abordagem integrativa e personalizada em seu trabalho como psicologa clinica.



Psicologa sp, Psicologa sp, psicóloga SP, psicólogos em São Paulo, psicologo sp, psicólogo SP, psicóloga perto de mim, consulta com psicóloga, agendar consulta cm psicólogos, psicólogos em são Paulo, onde encontrar psicólogos Bradesco, convenio reembolso de consultas psicológicas, terapia casal sp, atendimento psicológico online, atendimento online, psicólogo apoio, psicológico online, site de psicologia online, psicologa zona norte sp, melhores psicólogos de sp, consulta com psicóloga online, neuropsicologo online, psicólogo online preço, psicologo online whatsapp, onde encontrar psicóloga acessível, psicóloga barata, psicóloga grátis, preço acessível de terapia


Quem pode passar na consulta Psicológica?

Quem passa por momentos difíceis, sentindo-se incompreendido, desamparado(a) e isolado(a).

Público: Acima de 10 anos, com ou sem encaminhamento médico.

Psicóloga SP oferece um atendimento personalizado para cada paciente.

A consulta com psicologa online é uma modalidade que tem ganhado cada vez mais popularidade.

Atualmente, milhares de pessoas recebem atendimento online, beneficiando-se da conveniência e acessibilidade que essa forma de terapia oferece. 

Desde março de 2020, a Psicóloga Sp Maristela atendeu mais de 1.200 pacientes online. E este número não para de crescer. 

A consulta com psicologa individual e o acompanhamento psicológico realizados de forma virtual permitem que as sessões de terapia sejam acessíveis mesmo para aqueles que possuem restrições de tempo ou mobilidade. 

Além da terapia individual, a terapia de casal é outra modalidade importante. 
Nesses casos, o foco está em melhorar a comunicação e resolver conflitos dentro do relacionamento.

A Psicóloga SP atende pacientes em seu consultório localizado na Av. Paulista, 2001 cj 1911- Bela Vista Perto do Metrô Consolação,  

Além disso, para aqueles que não estão perto da Av. Paulista, também oferece a opção de realizar uma consulta individual com a psicologa online.

Todas com horário agendado.

Consulta Psicóloga Valor


O preço sessão de terapia é diferente para casal e infantil mas é o mesmo valor para terapia online ou presencial.

A consulta individual inicial custa R$ 99,00

Psicologa sp Humanizada

A consulta com psicologa sp humanizada pode ser uma alternativa valiosa para aqueles que buscam um atendimento mais coloquial, sem perder a qualidade técnica/teórica.

Embora muitas pessoas possam confundir com um bate-papo casual, na verdade, a Psicóloga sp se concentra em compreender as emoções embutidas na fala e no olhar do paciente.

A prática da psicologia, seja presencial ou online, busca oferecer suporte emocional e psicológico, ajudando os pacientes a enfrentar desafios e alcançar seu potencial máximo. 

Psicóloga SP Maristela Vallim Botari está preparada para oferecer esse suporte, promovendo o bem-estar e o desenvolvimento humano em cada sessão de terapia.


O Conselho Federal de Psicologia regulamenta a prática da profissão e estabelece diretrizes para garantir que o atendimento psicológico seja realizado de maneira ética e eficaz. 

Em breve você poderá receber nossa newsletter semanal, que oferece dicas, informações e atualizações deste site de Psicologia que trata de temas que vão além da Psicoterapia, como dificuldade de relacionamentos, autoestima, luto, etc




Psicóloga perto de mim, saude é,psicologa preço sessão, sessão de terapia valor, psicologa, psicóloga preço sessão, psicologa vila mariana, psicologos perto de mim, psicólogo em são paulo