Pular para o conteúdo principal

Psicóloga sp, O medo dos envolvimentos emocionais

Psicóloga sp, O medo dos envolvimentos emocionais
Psicóloga sp, O medo dos envolvimentos emocionais

Introdução

O medo de envolvimentos emocionais pode ser um problema comum para muitas pessoas, e pode ter raízes em diferentes causas, segundo a psicologa sp Maristela V. Botari

Em muitos casos, este medo pode estar associado a experiências passadas que deixaram uma marca emocional negativa, como traumas, rejeições ou relacionamentos anteriores que não deram certo.

O medo dos envolvimentos emocionais frequentemente está entrelaçado com a dificuldade em iniciar relacionamentos. 

Essa interligação revela-se como um ciclo desafiador, onde a apreensão emocional pode atuar como uma barreira significativa para o estabelecimento de conexões pessoais profundas.

Indivíduos que experimentam esse medo muitas vezes carregam experiências passadas de vulnerabilidade e podem ter enfrentado desafios emocionais que deixaram cicatrizes. 

A hesitação em iniciar relacionamentos pode ser uma estratégia de autopreservação, uma tentativa de evitar a dor ou a rejeição que podem surgir ao se envolver emocionalmente.

A dificuldade em iniciar relacionamentos, por sua vez, pode resultar em isolamento emocional e social. A preocupação com as possíveis consequências negativas de se abrir emocionalmente pode levar a uma relutância em buscar ou aceitar novas conexões. 

Essa resistência, embora compreensível, pode limitar as oportunidades de crescimento pessoal e de construção de relações saudáveis.

A abordagem terapêutica para superar esse ciclo pode envolver a exploração cuidadosa das raízes do medo emocional, compreendendo as experiências passadas e os padrões de pensamento que contribuem para essa apreensão. 
A construção gradual de confiança em um ambiente terapêutico permite que o indivíduo se sinta seguro para explorar e desafiar esses medos.

O processo terapêutico também pode incluir o desenvolvimento de habilidades de comunicação e a prática de vulnerabilidade gradual. Ao aprender a expressar emoções de maneira assertiva e a criar conexões emocionais mais profundas, a pessoa pode começar a superar o medo dos envolvimentos emocionais.

Ao integrar essas ideias, percebemos que o medo dos envolvimentos emocionais e a dificuldade em iniciar relacionamentos formam um ciclo complexo que requer uma abordagem holística. A terapia oferece um espaço para desvendar esses desafios, promovendo a autocompreensão e capacitando o indivíduo a construir relações mais significativas e saudáveis.
Sugestão

Quando se trata de dificuldade de relacionamento, a terapia pode ser um farol, iluminando a compreensão e as habilidades necessárias para construir conexões saudáveis.

Psicóloga sp explica o medo dos envolvimentos emocionais


Embora muitas pessoas desejem encontrar uma "alma gêmea" e sonhem com um relacionamento feliz, é comum que elas acabem se blindando contra isso por meio de atitudes inconscientes.

Em alguns casos, quando o indivíduo encontra alguém que parece compatível, ele fica tão feliz que acaba perdendo o bom senso e se deixando levar pela ansiedade. Esse comportamento pode resultar em atitudes de pressão, que acabam afastando o outro.

Causas do medo do envolvimento emocional - psicologa sp


Algumas pessoas podem ter dificuldades em se abrir para outras por medo de serem julgadas, rejeitadas ou abandonadas e podem



Estas pessoas podem ter uma autoestima baixa e insegurança em relação aos seus próprios sentimentos e valores. 

O medo da vulnerabilidade emocional pode ser tão intenso que impede a pessoa de desenvolver relacionamentos significativos e duradouros.

O Medo do envolvimento pode estar relacionado ao: 

  • O medo de perder a liberdade:

Nestes casos, pode ocorrer o oposto: o indivíduo sente-se sufocado com a perspectiva de viver um relacionamento, o que compromete parcialmente a liberdade, afinal um relacionamento exige tempo e dedicação, preço que nem todos estão dispostos a pagar; amor custa caro

  • Medo de sofrer por amor:

Especialmente quem  já sofreu demais na vida afetiva (ou em outras áreas), costuma ser refratário às investidas do amor, e não se entrega com facilidade. Geralmente são as pessoas que amam demais.


  • Baixa autoestima

É muito difícil ser amado (a) quando não nos amamos. Quem se aproxima de nós percebe isso (de maneira consciente ou inconsciente) e acaba se afastando quando percebe estar diante de alguém que não consegue vislumbrar seu próprio valor como pessoa;

  • Síndrome do "Não-merecimento"

Algumas pessoas acreditam que viver um relacionamento feliz é para os outros, não para elas. Acreditam que nasceram para viver sozinhas e quando conhecem alguém interessante, não fazem o mínimo esforço para interagir de maneira construtiva.

  • Idealização excessiva do amor

Aqui é contrário do item anterior: é quando o indivíduo acha que ninguém é bom o suficiente para si, e ao conhecer alguém, faz cálculos mentais, buscando as vantagens que aquele pretende oferece. No final das contas, não acha um pretende à sua altura e se queixa que "encontrar alguém é difícil".

  • Individualismo

Não é ruim ser individualista, desde que isso não traga sofrimento, para nós e/ou para o meio em que vivemos. Mas quando esta dificuldade de partilhar impede que nos relacionemos de forma saudável com as pessoas é hora de repensar.


  •  Autossuficiência emocional

Neste caso, os indivíduos fazem de tudo para deixar o outro livre, evitando cobranças, e não permitindo receber nenhuma cobrança; afirmam não serem ciumentas, nem possessivas, e bem-resolvidas. Ok, existem pessoas que realmente são assim, mas isso acaba por afastar pessoas interessantes que poderiam compreender estas atitudes como frieza ou desinteresse.



  • Medo da perda de controle, 

Especialmente quando se trata de sentimentos. A pessoa pode ter a impressão de que se envolver emocionalmente é uma perda de controle sobre sua própria vida, e que outras pessoas podem prejudicá-la emocionalmente ou fisicamente. Isso pode levar a um isolamento social, para evitar envolvimentos emocionais profundos.

Como tratar o medo de se envolver


A terapia pode ser útil para superar o medo dos envolvimentos emocionais. 

Uma psicóloga experiente em tratamentos emocionais pode ajudar o paciente a identificar as causas do medo e desenvolver estratégias para lidar com elas. 

Isso pode incluir terapia cognitivo-comportamental, terapia de exposição, técnicas de relaxamento e meditação, entre outros. 

A psicoterapia também pode ajudar a aumentar a autoestima e a autoconfiança, permitindo que a pessoa se sinta mais confortável em expor seus sentimentos e emoções aos outros. 

Com o tempo e o trabalho terapêutico, a pessoa pode aprender a desenvolver relacionamentos mais significativos e saudáveis, superando o medo dos envolvimentos emocionais.




Obrigada pela leitura. 

Gostou do Artigo? Leia outros artigos neste  blog da Psicóloga 

Se copiar, cite a fonte. Lembre-se que plágio é crime, conforme a lei 9610/18

Conteúdo protegido por direitos autoriais. Todos direitos reservados.


Artigo criado pela 
CRP-SP 06-121677.  
Formação: Currículo Lattes

Descubra o caminho para o bem-estar emocional com a psicóloga em são paulo 


Pensando em procurar terapia?  Descubra o caminho para o bem-estar emocional com a psicóloga em são paulo  Maristela Vallim Botari - CRP/SP 06-121677




Encontre apoio e orientação em cada sessão de terapia com a Psicóloga, para lidar com seus desafios emocionais.

Postagens mais visitadas deste blog

A dificuldade em mostrar sentimento - Psicóloga SP

Artigo escrito por Psicologa sp     Maristela Vallim Botari   - CRP/SP 06-121677. Psicóloga Clínica. Porque algumas pessoas têm dificuldade em mostar sentimento?  Vou contar uma história sobre um personagem fictício chamado L., que tinha dificuldade em demonstrar seus sentimentos.  Desde a infância, L. sempre foi muito introvertido e retraído, tendo dificuldades em se conectar emocionalmente com as pessoas ao seu redor. Ele era um bom aluno na escola e se dedicava aos estudos, mas nunca se destacava nos esportes ou nas atividades sociais. Quando L. começou a trabalhar, percebeu que tinha ainda mais dificuldades em demonstrar seus sentimentos.  Se fechava em si mesmo e evitava o contato com os colegas de trabalho, muitas vezes sendo visto como antipático e arrogante.  Ele até tentou se aproximar de algumas pessoas, mas sempre que tentava expressar seus sentimentos , ele se sentia inseguro e se r

As 05 fases do luto afetivo | Psicologa sp

Psicóloga sp    Maristela Vallim Botari As 5 fases do luto:  Negação, raiva, barganha, depressão e aceitação. As propostas apresentadas por Elisabeth Kübler-Ross em seu livro Elisabeth Kübler-Ross   (Bióloga que estuda as relações afetivas). "Sobre a Morte e o Morrer", publicado em 1969, são consideradas fundamentais para a compreensão dos diferentes estágios que as pessoas atravessam ao lidar com a perda e o processo de luto. Suas ideias revolucionaram a maneira como a sociedade encara o tema da morte e oferecem insights valiosos sobre a experiência humana diante da perda de entes queridos. Ilustrando com uma história Fictícia: Há alguns anos, J e P namoravam há cinco anos e planejavam se casar em breve. No entanto, um dia P acabou o relacionamento de forma abrupta, de

Quanto custa um Psicólogo

Para quem busca informações sobre  quanto custa um psicologo . Neste artigo são apresentados os preços da  consulta com a  Psicóloga sp   Maristela Vallim Botari A  Psicologia  tem muito a oferecer, independente do q uanto custa um Psicólogo. Psicóloga preço sp,  psicóloga preço, quanto custa um psicólogo Quanto custa uma consulta com a Psicóloga sp  CRP-SP 06-121677   A 1ª sessão com a Psicóloga SP R$ 98,00 Psicoterapia  Individual para adultos R$ 109,00 Consulta avulsa -  R$ 75,00 Psicologa   Infantil  (+10 anos) R$ 109,00 Psicoterapia  Casal R$ 218,00 Terapia para Idosos R$ 109,00 Psicologa   Infantil  (+10 anos) R$ 109,00 Formas de pagamento: Pix, boleto, ou cartōes de débito ou crédito parcelado, tranferências Bancárias. Se optar por fazer seu agendamento pel o site , terá a opção de realizar seu pagamento na mesma plataforma. Caso prefira fazer o agendamento via WhatsApp (11) 95091-1931, poderá pagar com cartão, no consultório (Psicoterapia presencial), ou PIX (psicoterapia O

Psicologa SP - Acolhimento Humanizado perto de você

Psicologa SP - Maristela V. Botari CRP-SP 06-121677



O objetivo do atendimento psicológico é promover a saúde mental e emocional, reduzindo o sofrimento causado pela ansiedade, depressão e estresse.

Experiência profissional

A Psicóloga SP Maristela, com mais de 12 anos de atendimento em Psicologia Clínica, oferecendo atendimento humanizado, garantindo excelencia e comprometimento ético, visando o bem-estar dos pacientes. 

Isto é apenas um reflexo de sua paixão pela Psicologia e desenvolvimento humano.

Ao longo dos anos, ela atende com abordagens quem ajudam as pessoas a enfrentarem desafios e dificuldades e alcançarem seu potencial máximo.

A prática do atendimento psicológico abrange diversas abordagens terapêuticas, incluindo a Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC). 

Esta abordagem é uma das mais utilizadas por psicólogos devido à sua eficácia em tratar uma ampla gama de problemas emocionais e comportamentais. 


Psicologa sp, psicóloga SP, psicólogos em São Paulo, psicologo sp, psicólogo SP, psicóloga perto de mim, consulta com psicóloga, agendar consulta cm psicólogos, psicólogos em são Paulo, onde encontrar psicólogos Bradesco, convenio reembolso de consultas psicológicas, terapia casal sp, atendimento psicológico online, atendimento online, psicólogo apoio, psicológico online, site de psicologia online, psicologa zona norte sp, melhores psicólogos de sp, consulta com psicóloga online, neuropsicologo online, psicólogo online preço, psicologo online whatsapp, onde encontrar psicóloga acessível, psicóloga barata, psicóloga grátis, preço acessível de terapia

Formação Acadêmica

A formação acadêmica da Psicologa SP Maristela Vallim Botari inclui renomadas universidades como PUC, Mackenzie, UNIP, USP e UFAC. 

Durante sua trajetória acadêmica, estudou de diversas áreas da psicologia, incluindo Neurociências, Psicologia Escolar, Psicologia do Trabalho, Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC), Psicanálise e Humanismo.

Essa diversidade permite à Psicóloga sp Maristela uma abordagem integrativa e personalizada em seu trabalho como psicologa clinica.



Psicologa sp, Psicologa sp, psicóloga SP, psicólogos em São Paulo, psicologo sp, psicólogo SP, psicóloga perto de mim, consulta com psicóloga, agendar consulta cm psicólogos, psicólogos em são Paulo, onde encontrar psicólogos Bradesco, convenio reembolso de consultas psicológicas, terapia casal sp, atendimento psicológico online, atendimento online, psicólogo apoio, psicológico online, site de psicologia online, psicologa zona norte sp, melhores psicólogos de sp, consulta com psicóloga online, neuropsicologo online, psicólogo online preço, psicologo online whatsapp, onde encontrar psicóloga acessível, psicóloga barata, psicóloga grátis, preço acessível de terapia


Quem pode passar na consulta Psicológica?

Quem passa por momentos difíceis, sentindo-se incompreendido, desamparado(a) e isolado(a).

Público: Acima de 10 anos, com ou sem encaminhamento médico.

Psicóloga SP oferece um atendimento personalizado para cada paciente.

A consulta com psicologa online é uma modalidade que tem ganhado cada vez mais popularidade.

Atualmente, milhares de pessoas recebem atendimento online, beneficiando-se da conveniência e acessibilidade que essa forma de terapia oferece. 

Desde março de 2020, a Psicóloga Sp Maristela atendeu mais de 1.200 pacientes online. E este número não para de crescer. 

A consulta com psicologa individual e o acompanhamento psicológico realizados de forma virtual permitem que as sessões de terapia sejam acessíveis mesmo para aqueles que possuem restrições de tempo ou mobilidade. 

Além da terapia individual, a terapia de casal é outra modalidade importante. 
Nesses casos, o foco está em melhorar a comunicação e resolver conflitos dentro do relacionamento.

A Psicóloga SP atende pacientes em seu consultório localizado na Av. Paulista, 2001 cj 1911- Bela Vista Perto do Metrô Consolação,  

Além disso, para aqueles que não estão perto da Av. Paulista, também oferece a opção de realizar uma consulta individual com a psicologa online.

Todas com horário agendado.

Consulta Psicóloga Valor


O preço sessão de terapia é diferente para casal e infantil mas é o mesmo valor para terapia online ou presencial.

A consulta individual inicial custa R$ 99,00

Psicologa sp Humanizada

A consulta com psicologa sp humanizada pode ser uma alternativa valiosa para aqueles que buscam um atendimento mais coloquial, sem perder a qualidade técnica/teórica.

Embora muitas pessoas possam confundir com um bate-papo casual, na verdade, a Psicóloga sp se concentra em compreender as emoções embutidas na fala e no olhar do paciente.

A prática da psicologia, seja presencial ou online, busca oferecer suporte emocional e psicológico, ajudando os pacientes a enfrentar desafios e alcançar seu potencial máximo. 

Psicóloga SP Maristela Vallim Botari está preparada para oferecer esse suporte, promovendo o bem-estar e o desenvolvimento humano em cada sessão de terapia.


O Conselho Federal de Psicologia regulamenta a prática da profissão e estabelece diretrizes para garantir que o atendimento psicológico seja realizado de maneira ética e eficaz. 

Em breve você poderá receber nossa newsletter semanal, que oferece dicas, informações e atualizações deste site de Psicologia que trata de temas que vão além da Psicoterapia, como dificuldade de relacionamentos, autoestima, luto, etc




Psicóloga perto de mim, saude é,psicologa preço sessão, sessão de terapia valor, psicologa, psicóloga preço sessão, psicologa vila mariana, psicologos perto de mim, psicólogo em são paulo