"Ele não está tão a fim de você" ❖Psicóloga sp


Ele não está tão a fim de você.......que pena....Pra ele. 

Não sabe valorizar o que está perdendo
Lembre-se daquela frase "quem não me tem, não me merece".

Quando alguém sai da nossa vida, não nos quer e nos rejeita devemos comemorar, afinal, está saindo de nossa vida alguém que não soube nos compreender, valorizar e que não fez o mínimo esforço para conviver conosco.

Isso vale para todas as relações (Familiares, amorosas, profissionais, sociais, etc).

Por isso, nem sempre vale a pena lutar por alguém que não soube nos acolher.

É melhor seguir adiante.

Nem sempre a perda de interesse afetivo em alguém é sinalizada de forma inequívoca, diferente da forma como agem as pessoas apaixonadas.


Como saber se ele não está a fim de você


 As vezes, o desinteressado emite alguns comportamentos ambíguos que tendem confundir a outra parte, gerando falsas esperanças. 


Dentre eles podemos elencar:


1) Comportamento de fuga/esquiva;

Não atender as ligações; mudar de calçada, pegar outro elevador, mudar o local e horário do cafezinho para não encontrar aquele que está rejeitando.

2) Passa a te tratar (na melhor das hipóteses) como um amigo (ou uma amiga), com alguma cordialidade, mas sem o afeto de antes;
Quando for impossível se esquivar de alguém, a cordialidade pode servir para sinalizar ao outro que o status da relação está mudando, indicando que, embora não haja mais interesse afetivo, outras formas de relacionamento ainda são possíveis.


3) Deixa a intimidade afrouxar, ou seja, não te permite mais fazer parte da vida dele (ou dela);
Quando estão presentes em um mesmo ambiente onde a cordialidade é exigida (por exemplo em ambientes acadêmicos ou de trabalho),e  onde não é possível esquivar-se fisicamente, a esquiva ocorre pela quebra da intimidade. 

Aos poucos, o desinteressado deixa de dar notícias, compartilhar experiências, ou seja, ele (ou ela) fecha as portas da sua vida, de modo a não permitir o acesso daquele (a) que está rejeitando.

4) O desinteresse é marcado pela falta de vontade de obter noticias suas;
Em contrapartida, ele (ou ela) não demonstra interesse em obter notícias suas, exceto naquilo que lhe diz respeito diretamente. Não há mais interesse em participar da vida do outro.
psicologa bradesco| Psicóloga amil| psicóloga sul américa| Psicóloga São Paulo

O desinteresse afetivo


Em outras ocasiões, o desinteressado demonstra certa ambiguidade na forma de agir, o que gera bastante confusão. Estes comportamentos ambíguos visam preservar o outro do choque de realidade, na esperança de que não se magoe tanto. Mas nem sempre  isto ocorre: quando percebem a rejeição, os indivíduos tendem a sentir raiva (sentimento colateral à frustração), e podem, as vezes, reagir de forma agressiva, promovendo estragos na vida do outro, e acarretando prejuízos a si mesmo.




Como lidar com o choque de realidade.

Embora seja doloroso para a autoestima reconhecer a rejeição, é importante compreender que cada um de nós é senhor de si, com direito a fazer escolhas, e se o outro não lhe escolheu, deve ter motivos particulares.

Quando não houver mais dúvidas que ele (ou ela) "não está mais tão a fim de você", é importante lidar com a frustração de forma madura, e isso inclui não forçar a barra, nem forjar situações que provoquem alguma reação no outro, como por exemplo, provocações, intrigas ou escândalos.

Voltar a atenção para si mesmo pode ser uma saída boa, desde que isso não seja feito para atingir o outro. 

Na prática, focar em si, significa buscar novos interesses, conhecer novos lugares, novas pessoas, etc. Sempre há alguma coisa boa acontecendo em algum lugar e você sai perdendo ao olhar somente para trás.




Saiba mais sobre Psicoterapia
Informações sobre atendimento Psicológico por meio de Plano de Saúde (Bradesco Saúde, Amil, Sulamérica, Intermédica Notredame)
Para você quer faz Psicoterapia, ou ainda não começou e não sabe exatamente o que esperar do psicólogo, aqui vão algumas dicas.  O Psicólogo é um profissional que vai te acolher com brandura, sem que isso seja pesado para o paciente psicológico
O que é um atendimento psicológico? Quais os tipos de atendimentos psicológicos que existem? Saiba mais
Saiba de que forma a psicoterapia pode te ajudar: Favorecendo o autoconhecimento; diminuindo a ansiedade, controlando e tratando os sintomas da depressão
O valor cobrado por uma sessão de Psicoterapia em são Paulo, é uma média do preço praticado na cidade de São Paulo, mais precisamente, na zona sul de sp.
Os preços são fracionados de acordo com a duração de cada sessão, para que todos as pessoas tenham acesso aos atendimentos
São atendimentos voltados para pessoas que estão em situação de alto risco psicológico, que estão atravessando situação traumática na última semana.

Pessoas que amam demais precisam fazer terapia para que aprendam a amar de maneira menos dolorosa e mais feliz; a Psicoterapia pode ajudar pessoas com quadro de dependência afetiva a se amarem mais e em primeiro lugar.
A Terapia Cognitivo Comportamental é um modelo de tratamento psicológico de curta duração e efeitos mais rápidos, pois busca tratar um problema de cada vez. Indicada para casos de depressão, ansiedade, dificuldade de relacionamento, estresse e para quem quer perder peso.
Terapia para que os casais possam compreender melhor a si mesmos, buscando a compreensão do relacionamento e resgatando os motivos que os uniram.

*Psicologa amil
*psicologa online*
*psicologa em sp*






















Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas deste blog

A dificuldade em mostrar sentimento

O que é a dificuldade de relacionamento?

Diferença entre: atração, desejo, paixão e amor.

Psicóloga que atende convênio Bradesco

Chantagem emocional: o que é e como lidar na Psicologia

Sulamérica Psicólogos Recomendados em São Paulo

Plano de saúde cobre psicólogo

Psicóloga Clínica na Vila Mariana, São Paulo, SP

Dificuldade de Relacionamento - Psicologa sp

A ♥ romantização do trabalho