A Questão da gratuidade nos atendimentos psicológicos.

A Questão da gratuidade nos atendimentos psicológicos.

O trabalho do Psicólogo é considerado de grande relevância dentro da saúde suplementar, e no âmbito institucional (Jurídico, hospitalar, escolar, etc), junto com outros trabalhos, de outras áreas.


Nossa finalidade é promover o bem estar emocional dos nossos clientes, para que eles consigam vencer os desafios da vida, de maneira mais assertiva.

O Papel do Psicólogo na sociedade


Nas últimas décadas, o papel do   PSICÓLOGO na sociedade tem se expandido, agregando novas ferramentas de trabalho disponíveis nos variados meios sociais. Encontramos PSICÓLOGO clínico, educacional, organizacional, nas escolas, nas empresas, hospitais, conselhos tutelares, defensorias públicas, etc., Isto significa que o   PSICÓLOGA hoje tem uma função mais ativa na sociedade.


O Papel do Psicólogo na pandemia do COVID-19

Estamos em junho de 2019, atravessando uma dura crise econômica, por causa da pandemia de COVID-19. 

Isto fez com que todos nós repensássemos nossas atitudes tanto pessoais quanto profissionais.
Percebe-se um aumento das buscas por psicólogos em situações extremas como esta. 

Algumas pessoas, realmente, não têm condições de pagar por um atendimento psicológico.

 É justo que fiquem sem atendimento? Claro que não. Todas as pessoas devem contar com o apoio psicológico quando for necessário. 

Para quem busca: por*psicólogos gratuitos*, *terapia gratuita*, Atendimento psicológico gratuito*, etc. Deixo aqui um link com muitos lugares que oferecem *Psicólogos Gratuitos*


*A consulta psicológica gratuita*

No entanto, nem todos os Psicólogos, ou clínicas de Psicologia conseguem oferecer atendimento psicológico gratuito.

Nem todos os profissionais se sentem preparados (tecnicamente, financeiramente, etc...) para atender esta demanda.

E isto ocorre porque um atendimento psicológico envolve diversos custos operacionais: preparo intelectual, alimentação, deslocamento, aluguel de sala, pagamento de internet (para quem faz atendimento online), gasto com materiais (testes, recibos, carimbos, etc).

Portanto, é um trabalho que exige muito mais do que disposição e boa vontade; exige preparo técnico.

Como é feita a divulgação do atendimento psicológico gratuito?

Da forma mais transparente possível.

Se o psicólogo pretende atender gratuitamente durante algum tempo, ou se é apenas algumas sessões, ou se é um tratamento por tempo indeterminado, isto tem de ficar bem claro para o cliente.


" Não há impedimento na legislação profissional em prestar serviços psicológicos de forma voluntária/gratuita. 

Contudo, não deverá haver referências a valores na divulgação do serviço. Caso se trate de uma gratuidade, esta informação deverá ser disponibilizada individualmente.

Ressalta-se, ainda, que as(os) profissionais devem ter uma proposta de trabalho com início, meio e fim, ou que garanta a gratuidade por todo o período da prestação do serviço. 

Salienta-se que deve haver o compromisso profissional estabelecido, com direitos e obrigações, como em qualquer outra situação de sua prática."



Em hipótese alguma, um psicólogo deve usar situações de calamidade pública (acidentes, pandemias, desastres, etc) para se promover, oferecendo serviços gratuitos para cobrar posteriormente.

Se convocado a trabalhar nestas situações, o trabalho deverá ser gratuito. Porém são situações extremas. Vejamos o que o Conselho Regional do Rio Grande do Sul diz a respeito:



"É vedado utilizar-se de um momento de calamidade para ofertar atendimentos gratuitos temporários com o intuito de ampliar o número de pacientes atendidos para depois passar a cobrar por esses atendimentos quando a calamidade terminar. 

Nesse sentido, um cuidado que a/o profissional de Psicologia deve ter se refere à divulgação de atendimentos gratuitos em meio à pandemia como forma de propaganda do seu trabalho e sem o alinhamento com as políticas públicas" 

Fonte: CRPRS

Sobre a Publicidade em Psicologia: 

Faz todo sentido pensar nas práticas de publicidade, quando o assunto é a subjetividade humana, afinal não estamos vendendo um produto pronto, como uma caixa de sabão em pó, cuja propaganda garante que "deixa suas roupas mais limpas".

Primeiro, porque não podemos garantir curas. Podemos garantir acolhimento nos momentos de angústia, é diferente. Esperamos que nossas práticas psicológicas revertam em bem-estar emocional para nossos clientes. Portanto, nossa "publicidade" tem de ser mais esclarecedora e menos apelativa, para evitar que o cliente seja induzido a procurar por psicólogos.

Segundo porque existem muitos mitos, quando o assunto é Psicologia, Psicoterapia, Psicólogos, terapia, etc. Portanto, nossa "publicidade" deve caminhar no sentido de esclarecer a população e desmistificar algumas práticas, para que as pessoas possam saber o que esperar de um psicólogo.

Neste sentido, é importante esclarecer que o sensacionalismo não pode fazer parte da publicidade para psicólogos. Portanto, fique atento (a). 


"A divulgação de serviços psicológicos é importante instrumento de sensibilização e ampliação do acesso da sociedade à ciência e à profissão psicológicas. No entanto, a mesma não pode ser realizada de forma sensacionalista e fora dos parâmetros éticos, indicados no nosso Código de Ética Profissional do Psicólogo, conforme segue:

Art. 20º – O psicólogo, ao promover publicamente seus serviços, por quaisquer meios, individual ou coletivamente:

  1. a) Informará o seu nome completo, o CRP e seu número de registro.
  2. b) Fará referência apenas a títulos ou qualificações profissionais que possua.
  3. c) Divulgará somente qualificações, atividades e recursos relativos a técnicas e práticas que estejam reconhecidas ou regulamentadas pela profissão.
  4. d) Não utilizará o preço do serviço como forma de propaganda.
  5. e) Não fará previsão taxativa de resultados.
  6. f) Não fará auto-promoção em detrimento de outros profissionais.
  7. g) Não proporá atividades que sejam atribuições privativas de outras categorias profissionais.
  8. h) Não fará divulgação sensacionalista das atividades profissionais."







O Conselho Federal de Psicologia fez uma nota esclarecendo alguns pontos sobre os atendimentos voluntários/gratuitos:

Portanto, é necessário atentar aos preceitos do Código de Ética Profissional do Psicólogo e demais normativas do Sistema Conselhos de Psicologia do Brasil, destacando-se:

Art. 1º – São deveres fundamentais do psicólogo:

  1. b) Assumir responsabilidades profissionais somente por atividades para as quais esteja capacitado pessoal, teórica e tecnicamente.
  2. c) Prestar serviços psicológicos de qualidade, em condições de trabalho dignas e apropriadas à natureza desses serviços, utilizando princípios, conhecimentos e técnicas reconhecidamente fundamentados na ciência psicológica, na ética e na legislação profissional.
  3. d) Prestar serviços profissionais em situações de calamidade pública ou de emergência, sem visar benefício pessoal. "



Como lidamos com esta situação?



Evidentemente,  cada profissional saberá a melhor forma de de trabalhar e espera-se que agirá dentro dos princípios éticos que norteiam a profissão.


Eu, por exemplo, ofereço a 1ª sessão sem custo, e sem compromisso algum; deixo meu cliente livre para voltar se quiser.

O Pagamento das demais sessões são negociadas de forma individual e particular.



O Atendimento social em Psicoterapia.

Existe também a modalidade de "Atendimento social", ou seja, onde o valor das sessões de Psicoterapia é cobrada de acordo com as possibilidades do cliente, permitindo uma certa flexibilidade.


















Para quem busca:
 busca por*psicólogos gratuitos*, *terapia gratuita*, Atendimento psicológico gratuito*, etc. Deixo aqui um link com muitos lugares que oferecem *Psicólogos Gratuitos*

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A dificuldade em mostrar sentimento ❖Psicologa SP

Diferença entre: atração, desejo, paixão e amor.

Psicóloga por Whatsapp: sempre com você

O que é a dificuldade de relacionamento? ❖Psicologa SP

Psicóloga que atende convênio Bradesco

❖Terapia Online: uma alternativa excelente

Atendimento com o convênio Bradesco Saúde

A dificuldade de relacionamento

Plantão Psicológico Online 1a. sessão Gratuita ❖Psicologa SP

A síndrome do Super-Herói

Postagens mais visitadas deste blog

A dificuldade em mostrar sentimento ❖Psicologa SP

Diferença entre: atração, desejo, paixão e amor.

Psicóloga por Whatsapp: sempre com você

❖Terapia Online: uma alternativa excelente

Atendimento com o convênio Bradesco Saúde

Psicóloga que atende convênio Bradesco

A dificuldade de relacionamento

Sentimentos reprimidos

O Mito do Amor Romântico

Psicólogo que atende Bradesco Saúde por reembolso de consultas

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Você precisa de terapia?


Existem algumas regras para saber se você precisa ou não de terapia:

Todos precisamos de terapia. Porém não precisa ser a todo momento. Existem situações que é possível atravessar sozinho(a), mas em outras a ajuda emocional oferecida por um psicólogo pode ser muito bem vinda.

  • Quando a ansiedade, o estresse, a depressão, ou a dificuldade de relacionamento estiverem provocando muitos danos emocionais;
  • Quando você estiver perdido em seus pensamentos, sem conseguir achar uma direção, uma resposta para sua vida;
  • Quando o medo estiver maior que a coragem de enfrentar as dificuldades;
  • Quando estiver com vergonha de ser quem você é;
  • Quando a dor da for muito insuportável;
  • Quando seu sono, seu apetite e seu desejo sexual estiver comprometidos;
  • Quando você for vítima de abuso psicológico....
  • Sim, Talvez seja a hora de buscar Terapia.
Leia mais sobre Terapia




Nunca Passou na Psicóloga?

Você nunca passou na Psicóloga? Se gostaria de passar, fique tranquilo porque é normal que você tenha muitas dúvidas.

Algumas pessoas que nunca passaram por consulta com psicólogos tendem a idealizar a consulta as vezes de forma negativa e isto causa bastante ansiedade.
Relaxe e venha. Traga para a Psicóloga apenas o que achar válido, afinal o momento é seu. O Psicólogo é um ego auxiliar, alguém que vai te ajudar a pensar nas questões da tua vida.
A primeira Consulta psicológica dura de 30 a 50 minutos, tempo que o paciente tem para expor seus pensamentos, suas dúvidas, seus anseios, suas dores, etc.

Se você nunca passou na psicóloga e gostaria de passar agende uma consulta psicológica gratuita