Você sabe amar?

psicologa, psicologa bradesco saúde, psicologa amil, psicologa sulamerica, psicologa barata, clinica de psicologia em são paulo, psicologa vila mariana
Será que você sabe amar?
Especialmente se você já viveu diversas relações amorosas fracassadas, creio que seja o momento de apertar o botão "pause" da sua vida afetiva, refletir, mudar e retomar, para que aprender a amar verdadeiramente.







  • Estou me impondo demais ao outro, tentando fazer com que ele aceite minhas exigências absurdas?

  • Estou respeitando os limites do outro?

  • Estou deixando claro quais são os meus limites, dentro de uma relação?

  • Estou baseando minha relação em aparência física e/ou em bens materiais e conforto, esquecendo da pessoa?

  • Estou permitindo que a relação caia na banalização?

  • Estou contribuindo para que o outro cresça tanto dentro, quanto fora da relação?

  • Estou dando espaço para o outro? Estou respeitando o espaço que o outro me dá dentro da relação? Sei negociar estes espaços?

  • Faço uma análise crítica de mim mesmo (a), quando o outro reclama de algo? 

  • Sei pedir desculpas?

  • Sei desculpar?

  • Respeito os sentimentos do outro? sei exigir que respeitem meus sentimentos?

Estes são alguns pontos que podem colaborar para que você faça uma reflexão mais apurada sobre a forma como manifesta seu amor. Lembre-se que é mais fácil mudar do que lidar com o rompimento de uma relação afetiva.









Leia também

8 fatores que dificultam um relacionamento


7 dicas para a relação amorosa dar certo





*Psicólogo Online**depressão**ansiedade**Psicologo Bradesco SAÚDE *,*Psicologo Amil*, *Psicologo Sulamérica*, *Psicologa Bradesco Saúde*,*Psicologa Amil*, *Psicologa INTERMÉDICA*, *Psicologa Allianz*,*Psicologo Vila Mariana**Terapia de casal bradesco sp*


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carência afetiva: o que é e como lidar?

O normal e o patológico

A dificuldade em mostrar sentimento

Pessoas românticas

O que é Inveja e como se manifesta

Psicóloga em SP

Devemos nos importar com o que pensam a nosso respeito?

Como lidar com o rompimento de uma relação afetiva

Preço Acessível | Preço Especial para Reembolso

A síndrome do Super-Herói