Pular para o conteúdo principal

Uso abusivo da Internet



Fonte:
SAFERNET. ACESSO EM 02-07-2020

"Uso excessivo ou patológico?


COMPORTAMENTO ONLINE / USO EXCESSIVO
Compartilhar




Uso excessivo é uma doença?

O uso excessivo não é um transtorno em si, nem uma doença descrita na CID 10 (classificação internacional das doenças) ou DSM IV (manual de diagnóstico e estatístico de transtornos mentais). Ele pode ser um sintoma, uma forma de revelar outros problemas ou sofrimentos.

Ver o uso excessivo como uma patologia tem sido uma discussão entre os profissionais de psiquiatria e psicologia. A corrente que defende o comportamento como patologia associa o excesso de uso da Internet a tratamentos para transtorno compulsivo e dependência. Veja aqui Mas é preciso problematizar essa visão psicopatológica, pois quando há algum sofrimento ou transtorno, o uso excessivo pode ser consequência e não causa. Ou seja, um transtorno de ansiedade, depressão ou uma inibição podem estar associados ou contribuindo para o uso patológico da Internet e deve ser tratado integralmente nas disfunções que provoca.

Além disso, se cada vez há mais mobilidade para a tecnologia e os dispositivos estão incorporados em nossas vidas, permitindo que fiquemos sempre online, como identificar que o uso está exagerado? Para identificar o uso excessivo é importante considerar não apenas o tempo de uso da Internet, mas especialmente a qualidade desse uso.

Criança e adolescente não conseguem sair da internet e resistem a atividades que incluem hábitos diários, como tomar banho e se alimentar. Além disso, o uso excessivo se caracteriza por ser uma atividade repetitiva e muito pouco criativa. Ou seja, não é só o tempo de uso, mas o modo como ele navega na rede e o impacto na vida do usuário como um todo. O uso excessivo não é um transtorno em si, ele pode ser uma forma de revelar outros problemas ou sofrimentos.



Uso Excessivo


Para identificar o uso excessivo é importante considerar não apenas o tempo de uso da Internet, mas especialmente a qualidade desse uso. Aqui você encontra orientações de como lidar com esse hábito nocivo que pode prejudicar a criança ou o adolescente em diversos aspectos de sua vida.

Como agir para evitar o uso excessivo da internet?

FONTE:
ACESSO: 02-07-2020



O uso da Internet por tempo prolongado preocupa pais e educadores. Mas o uso excessivo se caracteriza, além do tempo prolongado, por uma ausência de controle.

Nem sempre quem desenvolve o uso exagerado da Internet, percebe que está se prejudicando. A família e as pessoas mais próximas é que identificam o problema e cabe a elas chamar a atenção e estabelecer limites mais saudáveis. Veja algumas atitudes que podem ajudar.
Proibir o uso não educa, nem previne. Diálogo e negociação são palavras-chave para estabelecer regras e limites.
Faça um acordo estipulando horários para que o uso não atrapalhe outras atividades
Lembre-se que quanto menor for a criança, menor deve ser o tempo de uso. Um desenvolvimento saudável é aquele rico de oportunidades de aprendizagem e lazer, diversifique as oportunidades que oferece ao seu filho.
Incentive a busca de soluções criativas dos próprios adolescentes e jovens, envolvê-los no problema.
Em caso de adolescentes, perguntar como pode ajudá-los pode ser o primeiro passo para mudanças, pois abre oportunidade para eles se colocarem e participarem das escolhas também nas soluções.
Lembre-se: Internet não é babá eletrônica! Os pais precisam acompanhar a navegação dos filhos, especialmente nos primeiros anos.





Currículo de Segurança e Cidadania Digital




Google - InterLand (Jogos Educativos para Crianças)

Como encontrar o psicólogo certo ❖ Psicologa Vila Mariana SP

Como encontrar o psicólogo certo Where to begin  How to Find the Right Therapist For You Escrito port Esther Perel Texto original: https://estherperel.com/blog/how-to-find-the-right-therapist-for-you A auto-entrevista Responda a estas perguntas primeiro. Por que terapia e por que agora? Em que você gostaria de trabalhar? Qual é o resultado desejado? O que você está preparado para fazer para alcançar esse objetivo? O que você espera do seu terapeuta? Quais foram as suas experiências em terapia até agora e o que foi útil? O que não foi? Quais são as lições que você aprendeu? Seja terapia individual, de casal ou familiar, o tipo de terapeuta que eu sempre recomendo é aquele que é desafiador e direto, mas não julga; tem a mente aberta e está disposta a permitir que as pessoas explorem opções na vida muito diferentes das suas. Alguém que não se apressa em diagnosticar e patologizar, e que tem um profundo entendimento dos meandros da intimidad

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

ARTIGOS SOBRE RELACIONAMENTOS

Agradeço a sua leitura e sua atenção e disponibilizo alguns textos que talvez possam te ajudar.


07 dicas para a relação amorosa dar certo.

08 fatores que dificultam uma relação

09 formas de estragar um relacionamento.

09 sinais que o amor acabou

11 passos para identificar Relacionamentos abusivos

A blindagem contra apego

A dificuldade de relacionamento

A dificuldade em mostrar sentimento

Abra-se ao amor sem medo de ser feliz

Amor = Paixão + intimidade + comprometimento

Amor correspondido - Amor não correspondido

Amor custa caro

Amor desgastado: quando a relação afetiva está desigual

Amor Patológico - Amor doente

Amor sem limites

Apegados e Desapegados:

As emoções são contagiantes

Como agem as pessoas apaixonadas?

Como conquistar um amor

Como esquecer alguém?

Como manter um relacionamento saudável

De quem é a culpa pelo fracasso da relação?

Diferença entre: atração, desejo, paixão e amor.

Declarações de Amor

Dificuldade nos relacionamentos afetivos

Infidelidade no amor: como lidar e superar

Não brinque com o sentimento alheio

Não carregue uma culpa que não é sua

Não Idealize

O amor correspondido

Os Amores do Passado

Pessoas com dificuldade de relacionamento

Pessoas românticas

Por que algumas "ficadas" não se transformam em namoro?

Por que dizer "EU TE AMO" é tão difícil

Porque algumas pessoas se apegam demais enquanto outras não conseguem se apegar a nada?

Quando o amor termina

Reconciliações

Você sabe amar?

Você sabe dar e receber afeto?

Você tem medo de amar?


Tratamento depressão, tratamento para Ansiedade Psicóloga em SP zona sul, psicoterapia Bradesco, psicóloga Amil vila mariana, psicóloga Sulamérica em sp.. Terapia infantil, Casal, Individual, terapia sp, psicologo barato, terapia de casal preço, clinicas de psicologia em sp, psicologos em sp, psicoterapia de casal, psicologos sao paulo, site psicologo, whatsapp psicóloga online, ajuda emocional, dificuldade de relacionamento conjugal, consulta psicológica online, psicologo zona sul, terapia para adultos, Psicóloga Sulamérica, PSICÓLOGA Saúde Bradesco, Psicóloga Amil, psicologia online, psicólogo SP, Psicologa sp, Psicóloga Bradesco Amil Sulamérica São Paulo SP vila mariana, Psicologa online, psicólogos gratuitos, melhores psicólogos de sp, terapia de casal, terapia para adolescentes, terapia de luxo, terapia cessível, peço de terapia acessível, psicólogo bons em sp, psicólogos baratos, psicólogos formados pela USP, psicólogos formados pela puc, psicólogos de celebridades, psicólogos para estresse no trabalho.

    Você precisa de terapia?


    Existem algumas regras para saber se você precisa ou não de terapia:

    Todos precisamos de terapia. Porém não precisa ser a todo momento. Existem situações que é possível atravessar sozinho(a), mas em outras a ajuda emocional oferecida por um psicólogo pode ser muito bem vinda.

    • Quando a ansiedade, o estresse, a depressão, ou a dificuldade de relacionamento estiverem provocando muitos danos emocionais;
    • Quando você estiver perdido em seus pensamentos, sem conseguir achar uma direção, uma resposta para sua vida;
    • Quando o medo estiver maior que a coragem de enfrentar as dificuldades;
    • Quando estiver com vergonha de ser quem você é;
    • Quando a dor da for muito insuportável;
    • Quando seu sono, seu apetite e seu desejo sexual estiver comprometidos;
    • Quando você for vítima de abuso psicológico....
    • Sim, Talvez seja a hora de buscar Terapia.
    Leia mais sobre Terapia




    Nunca Passou na Psicóloga?

    Você nunca passou na Psicóloga? Se gostaria de passar, fique tranquilo porque é normal que você tenha muitas dúvidas.

    Algumas pessoas que nunca passaram por consulta com psicólogos tendem a idealizar a consulta as vezes de forma negativa e isto causa bastante ansiedade.
    Relaxe e venha. Traga para a Psicóloga apenas o que achar válido, afinal o momento é seu. O Psicólogo é um ego auxiliar, alguém que vai te ajudar a pensar nas questões da tua vida.
    A primeira Consulta psicológica dura de 30 a 50 minutos, tempo que o paciente tem para expor seus pensamentos, suas dúvidas, seus anseios, suas dores, etc.

    Se você nunca passou na psicóloga e gostaria de passar agende uma consulta psicológica gratuita