Depressão e ansiedade aumentariam risco de morte após um infarto

Depressão e ansiedade aumentariam risco de morte após um infarto
Publicado originalmente no site https://saude.abril.com.br/mente-saudavel/




Efeito seria pior anos depois do ataque cardíaco – no curto prazo, uma dose moderada de tristeza até ajudaria na recuperação. Entenda

Pessoas que infartaram e se sentem tristes ou deprimidas por longos períodos têm maior risco de morrer em até quatro anos após o ocorrido. Na contramão, quando o baixo astral ocorre por pouco tempo, o efeito na recuperação pode ser até positivo.
A descoberta vem de um estudo recente, publicado no European Journal of Preventive Cardiology, que avaliou mais de 57 mil indivíduos que tiveram uma pane cardíaca. O estresse emocional foi medido dois e 12 meses após o ataque. Além disso, houve um acompanhamento da saúde em geral por uma média de quatros anos.
Mais de 20% deles caíram na categoria “estresse emocional persistente”, pois se sentiam mal nas duas análises. Comparados aos pacientes que não exibiam problemas de humor, os depressivos apresentaram um risco de mortalidade 46% maior e, nos ansiosos, o perigo de morte aumentou 54%.
De acordo com outros trabalhos citados nessa pesquisa, o estado de espírito está mais associado a fatores sociais do que clínicos: jovens, mulheres, estrangeiros e desempregados são mais acometidos pela tristeza intensa pós-infarto.

O lado positivo da tristeza

Investigações anteriores já haviam mostrado que as emoções influenciam no prognóstico do ataque cardíaco. Mas o novo estudo foi o primeiro a levar em conta a duração do estresse. Cerca de 15% dos participantes se sentiram deprimidos ou ansiosos nos dois primeiros meses pós-infarto, mas se recuperaram com o tempo.
Nesse caso, a tristeza temporária não impactou negativamente a saúde. “Alterações passageiras de humor, quando não frequentes ou exageradas, são parte comum da vida”, explicou à imprensa Erik Olsson, psicólogo da Universidade Uppsala, na Suécia, autor do trabalho.
“Estar um pouco deprimido após um infarto pode até ser bom, pois o humor regula nosso comportamento e faz com que você saia um pouco de circulação e descanse”, comentou o pesquisador, que ressaltou mais uma vez o aspecto socioeconômico por trás da retomada do humor. “Provavelmente essas pessoas tinham um status social mais alto e, assim, contavam com recursos melhores para lidar com a situação”, ressaltou.
A chateação e o desânimo constantes, por outro lado, dificultam a adoção de mudanças de estilo de vida que melhoram a reabilitação da pane cardíaca, como parar de fumar, ser fisicamente ativocomer bem e tomar direitinho os medicamentos.

Como se recuperar do infarto

Não é fácil superar um evento tão marcante quanto um ataque cardíaco, claro. Mas há estratégias que ajudam a lidar melhor com o baque.
A primeira dica é buscar fazer as mesmas coisas de antes – ao menos as positivas. “Alguns pacientes evitam sexo e exercícios porque têm medo de que a atividade seja gatilho para um novo evento. Isso não é bom”, exemplificou Olsson.
Para quem nunca foi de ficar cabisbaixo antes, é preciso um pouco de paciência e aceitação. Ora, é normal se sentir derrubado: trata-se de uma reação em parte biológica a um evento que colocou a vida em risco.
O ideal é procurar auxílio de um especialista quando sentimentos como tristeza e angústia passam a ocupar a maior parte dos dias, impedindo a manutenção da rotina. Parte das clínicas cardiológicas já oferece suporte psicológico. Basta pedir ajuda – outro aspecto desafiador dessa história.
Veja também





Se você ou alguém que você conhece está passando por um problema psicológico, saiba que a Psicoterapia  (realizada por psicólogos credenciados) pode ajudar bastante na compreensão de problemas emocionais como este. 

A Terapia serve para que as pessoas tenham ajuda emocional, apoio psicológico para lidar com problemas da vida em geral, como ansiedade, depressão, fim de relacionamento, luto, amor patológico, etc. 

Entenda como funciona uma sessão de terapia.

Quem pode se beneficiar da Psicoterapia: pessoas em geral, não necessariamente pessoas com transtornos mentais,


Convido você a vir conhecer meu trabalho, ou indicar a quem precisa. Meu objetivo como Psicologa e Psicoterapeuta é ajudar as pessoas a entenderem melhor a si mesmas, colaborando para que tenham qualidade de vida afetiva e emocional.

Meu consultório de Psicóloga fica na Vila Mariana, Zona Sul de SP

Agende uma consulta Gratuita psicológica

Pelo link

 Agenda OnLine

Por Whatsapp

(11-99984-9910)

Por Email

contato@psicoterapia-sp.com.br

Endereço


Rua Domingos de Moraes, 770
Bloco 01 - Sala 05 - Sobreloja (SL)
Metrô Ana Rosa 
Em frente ao McDonalds

Horário de atendimento

Seg-sexta:
Sábado:
7:00 - 23:00
7:00 - 21:00

Psicóloga online Tenho credenciamento do CRP-SP para realizar terapia  online



Leia Também

Tratamento para


Leia também

Psicóloga em SP zona sul, psicoterapia Bradesco, psicóloga Amil vila mariana, psicóloga Sulamérica em sp. Tratamento depressão, tratamento para  Ansiedade. Terapia infantil, Casal, Individual, terapia sp, psicologo barato, terapia de casal preço, clinicas de psicologia em sp, psicologos em sp, psicoterapia de casal, psicologos sao paulo, site psicologo,  whatsapp psicóloga online, ajuda emocional, dificuldade de relacionamento conjugal,  consulta psicológica online, psicologo zona sul, terapia para adultos, Psicóloga Sulamérica, PSICÓLOGA Saúde Bradesco, Psicóloga Amil, psicologia online, psicólogo SP, Psicologa sp

Saiba mais sobre Psicoterapia



Informações sobre atendimento Psicológico por meio de Plano de Saúde (Bradesco Saúde, Amil, Sulamérica, Intermédica Notredame)


Para você quer faz Psicoterapia, ou ainda não começou e não sabe exatamente o que esperar do psicólogo, aqui vão algumas dicas.  O Psicólogo é um profissional que vai te acolher com brandura, sem que isso seja pesado para o paciente psicológico

O que é um atendimento psicológico? Quais os tipos de atendimentos psicológicos que existem? Saiba mais

Saiba de que forma a psicoterapia pode te ajudar: Favorecendo o autoconhecimento; diminuindo a ansiedade, controlando e tratando os sintomas da depressão


O valor cobrado por uma sessão de Psicoterapia em são Paulo, é uma média do preço praticado na cidade de São Paulo, mais precisamente, na zona sul de sp.
Os preços são fracionados de acordo com a duração de cada sessão, para que todos as pessoas tenham acesso aos atendimentos


São atendimentos voltados para pessoas que estão em situação de alto risco psicológico, que estão atravessando situação traumática na última semana.


Pessoas que amam demais precisam fazer terapia para que aprendam a amar de maneira menos dolorosa e mais feliz; a Psicoterapia pode ajudar pessoas com quadro de dependência afetiva a se amarem mais e em primeiro lugar.

A Terapia Cognitivo Comportamental é um modelo de tratamento psicológico de curta duração e efeitos mais rápidos, pois busca tratar um problema de cada vez. Indicada para casos de depressão, ansiedade, dificuldade de relacionamento, estresse e para quem quer perder peso.


Terapia para que os casais possam compreender melhor a si mesmos, buscando a compreensão do relacionamento e resgatando os motivos que os uniram.


Saiba mais sobre Psicoterapia

Transtorno de Humor



Ansiedade

Ansiedade crônica, Ansiedade generalizada, transtorno do estresse, estresse pós-traumático transtorno obsessivo compulsivo (TOC).

Fobias

Fobias em geral, síndrome do pânico.


Relacionamentos





Vícios

Compulsões por comida, trabalho, compras e outras. Vício em celular, FOMO e dependência química.


Problemas de Sono


Insônia e Hipersonia.


Personalidade


Transtorno de personalidade: Bipolar, Borderline, Esquiva, Paranóide.


Desenvolvimento pessoal

Necessidade de aceitação, Baixa autoestima, desmotivação, estresse, dificuldade em tomar decisões, sentimento crônico de vazio, pensamentos obsessivos, ideação suicida, comportamento de automutilação, dificuldade de se expressar, insegurança, indecisão, auto cobrança excessiva e instabilidade emocional.


Sentimentos

Lidar com sentimento de culpaSentimentos reprimidos, Dificuldade de demonstrar afeto, Carência afetiva, Dependência emocional e afetiva,


Trabalho e Carreira

Estresse   Dificuldades de relacionamento no trabalho, desenvolvimento e/ou escolha da carreira, problemas no trabalho, 


Estudos


Dificuldade de aprendizagem, TDAH


Terapia de casal

Indicada para compreender a dinâmica e o comportamento do casal, e solucionar Problemas conjugais, para manter um relacionamento feliz, Dificuldades sexuais



Terapia crianças, adultos, idosos, casais e grupos, ajuda emocional, orientações e aconselhamentos. Primeira consulta grátis

 

psicólogos da zona sul de sp,
Psicologa Clínica em São Paulo SP,
Psicóloga Online,
Psicóloga e terapia infantil,
Psicóloga em SP
*Psicologo Vila Mariana*
*Psicólogo zona sul sp*
*Psicóloga em sp zona sul*
*terapia de casal*
*Psicólogo Online*

Psicologa Clínica em São Paulo SP,

*Terapia de Casal*,

*Terapia Individual*,

*Terapia Infantil*,

*Psicóloga Zona sul SP*

*Psicóloga Online*,

*Psicóloga em SP, Zona sul SP*

*Tratamento depressão e Ansiedade*,

*Problemas de Relacionamentos*

*ajuda Emocional*
*Psicologo Vila Mariana*
*Psicólogo zona sul sp*
*Psicóloga em sp zona sul*
*terapia de casal*
*Psicólogo Online*

Terapia de Casal, Terapia Individual, Terapia Infantil
Os psicólogos  acessíveis em São Paulo.
Procurando indicação de bons psicólogos em SP,
Tratamento depressão e Ansiedade,
Problemas  e dificuldade de de relacionamento
agende uma consulta com psicólogo cognitivo comportamental
Psicólogos em Vila Mariana com plano BRADESCO SAÚDE
Psicólogos em Vila Mariana com plano SULAMÉRICA SAÚDE













Postagens mais visitadas deste blog

A dificuldade em mostrar sentimento ❖Psicologa SP

Psicóloga que atende convênio Bradesco

Diferença entre: atração, desejo, paixão e amor.

Psicóloga por Whatsapp: sempre com você

Como lidar com o rompimento de uma relação afetiva

Mecanismos de defesa nas relações afetivas

Será que você é amado (a) de verdade?

A necessidade de aceitação na Psicologia

05 fases do luto afetivo

Relações afetivas adoecidas: como lidar com relacionamentos difíceis.

Postagens mais visitadas deste blog

A dificuldade em mostrar sentimento ❖Psicologa SP

Psicóloga que atende convênio Bradesco

Diferença entre: atração, desejo, paixão e amor.

Psicóloga por Whatsapp: sempre com você

Como lidar com o rompimento de uma relação afetiva

Mecanismos de defesa nas relações afetivas

Será que você é amado (a) de verdade?

A necessidade de aceitação na Psicologia

05 fases do luto afetivo

Relações afetivas adoecidas: como lidar com relacionamentos difíceis.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Você precisa de terapia?


Existem algumas regras para saber se você precisa ou não de terapia:

Todos precisamos de terapia. Porém não precisa ser a todo momento. Existem situações que é possível atravessar sozinho(a), mas em outras a ajuda emocional oferecida por um psicólogo pode ser muito bem vinda.

  • Quando a ansiedade, o estresse, a depressão, ou a dificuldade de relacionamento estiverem provocando muitos danos emocionais;
  • Quando você estiver perdido em seus pensamentos, sem conseguir achar uma direção, uma resposta para sua vida;
  • Quando o medo estiver maior que a coragem de enfrentar as dificuldades;
  • Quando estiver com vergonha de ser quem você é;
  • Quando a dor da for muito insuportável;
  • Quando seu sono, seu apetite e seu desejo sexual estiver comprometidos;
  • Quando você for vítima de abuso psicológico....
  • Sim, Talvez seja a hora de buscar Terapia.
Leia mais sobre Terapia




Nunca Passou na Psicóloga?

Você nunca passou na Psicóloga? Se gostaria de passar, fique tranquilo porque é normal que você tenha muitas dúvidas.

Algumas pessoas que nunca passaram por consulta com psicólogos tendem a idealizar a consulta as vezes de forma negativa e isto causa bastante ansiedade.
Relaxe e venha. Traga para a Psicóloga apenas o que achar válido, afinal o momento é seu. O Psicólogo é um ego auxiliar, alguém que vai te ajudar a pensar nas questões da tua vida.
A primeira Consulta psicológica dura de 30 a 50 minutos, tempo que o paciente tem para expor seus pensamentos, suas dúvidas, seus anseios, suas dores, etc.

Se você nunca passou na psicóloga e gostaria de passar agende uma consulta psicológica gratuita