Transtorno de Ansiedade Generalizada


Transtorno de ansiedade generalizada
O Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG) é uma condição que que impossibilita o relaxamento do organismo, e dificulta as tomadas de decisões, trazendo prejuízos de ordem afetiva e social.
Em linhas gerais, todos sentimos ansiedade em algum momento:
Há circunstâncias práticas sob as quais é útil saber que uma pessoa se comportará de uma dada maneira mesmo que não precisemos saber o que ela irá fazer. Ser capaz de prever, por exemplo, que uma proposta será "recebida favoravelmente" é útil, mesmo que a forma específica de recepção permaneça desconhecida. Sob certas circunstâncias tudo o mais acerca do comportamento pode ser irrelevante, e assim uma descrição em termos de traços é altamente econômica. (Skinner, 1953, p.212)
No entanto, as pressões da vida moderna fazem com que o sentimento de estar sempre em desvantagem ampliam a ansiedade, ocasionando,muitas vezes o TAG (transtorno de Ansiedade Generalizada).
De acordo com o DSM-V a ansiedade generalizada seria uma persistente e excessiva preocupação que gera sintomas físicos e atrapalha as atividades cotidianas, causando sensação potencializada de cansaço,dores musculares e outros sintomas físicos.

Ansiedade normal


Pode ser considerada como a expectativa que antecede ocorrências relevantes. Tais ocorrências podem ser boas ou ruins, dependendo da forma que o individuo adotou para representá-las. Por isso, não falamos sobre ansiedade, mas sim "ansiedades".
Portanto, sentir ansiedade é normal. sentimos ansiedade o tempo todo. É o significado que atribuímos a ela que pode dar um cunho adaptativo ou disfuncional.
A ansiedade torna-se adaptativa quando nos impulsiona a ação produtiva, por exemplo: quando perdemos o sono para produzir um trabalho, ou algo que possa trazer alguma gratificação relevante, como um casamento, batizado, um encontro amoroso, etc. Mas torna-se disfuncional quando impede a realização de atividades desprazerosas como um depoimento, uma audiência, um veredicto, etc..
Como lidar:
Quando assume tais proporções é útil consultar um psiquiatra e fazer também tratamento medicamentoso, aliado à psicoterapia, porque a medicação trata os sintomas, mas a psicoterapia é que trata as causas.
Saiba Mais sobre Transtorno de Ansiedade Generalizada e entenda como pode ser o tratamento

Referências

ARAUJO, Álvaro Cabral e LOTUFO NETO, Francisco. A nova classificação Americana para os Transtornos Mentais: o DSM-5. Rev. bras. ter. comport. cogn. [online]. 2014, vol.16, n.1 [citado 2019-08-06], pp. 67-82 . Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-55452014000100007&lng=pt&nrm=iso>. ISSN 1517-5545.
Home | APA DSM-5. Developed by© 2012 American Psychiatric Association. Disponível em <http://www.dsm5.org/>
Skinner, B. F. Ciência e Comportamento Humano, 11ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003. (obra original publicada em 1953)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carência afetiva: o que é e como lidar?

O normal e o patológico

A dificuldade em mostrar sentimento

Pessoas românticas

O que é Inveja e como se manifesta

Como lidar com o rompimento de uma relação afetiva

Devemos nos importar com o que pensam a nosso respeito?

Psicóloga em SP

Amor Idealizado: Será que você é amado (a) de verdade?

Terapia de Casal: