Pular para o conteúdo principal

Precisamos mesmo da aprovação alheia? Psicóloga SP

Precisamos da aprovação alheia? Psicóloga SP


“Para se fazer grandes coisas não se deve estar acima dos homens, mas junto deles.” Montesquieu

Vamos refletir:

Precisamos realmente de aprovação alheia? 

Psicóloga Bradesco saúde em sp
Percebe-se que algumas pessoas se movimentam mais do que o necessário para agradar os que vivem à sua volta, sofrendo prejuízos consideráveis na individualidade. 


Em geral, buscam agradar ao outro para: 



a) Que sejam aceitos, recebendo afeto, admiração, carinho e amor;


Algumas pessoas convivem em ambientes áridos, onde não há afeto, ou estes são pouco percebidos. E para contornar ou reverter esta situação, tendem a se sacrificar, emitindo comportamentos, as vezes exagerados, para chamar a atenção alheia, e receber (talvez) uma migalha de afeto, algo que indique que sua presença ali é minimamente bem vinda. Estas pessoas, as vezes abrem mão da sua capacidade crítica, apenas para agradar ao outro, passando a pensar e agir como o outro quer, ou imitando o outro.


b) Que não sofram críticas, punições, retaliações etc.
Algumas  pessoas preservam sua capacidade crítica e sua individualidade, porém o preço é alto demais: geralmente convivem com pessoas inflexíveis, pouco aberta a negociações e para que possam viver com o mínimo de paz, passam a atender os interesses dos outros, em detrimento dos seus.

Mas... será que abrir mão das suas características particulares para agradar o outro é garantia de aceitação?


Na verdade não. Ao contrário, pode parecer "garantia de dominação", pois quanto mais você muda, mais o outro exigirá mudanças.... até que não sobre nada de você em você mesmo!!!

Reflita: Vale a pena mudar tanto para obter o mínimo de aceitação da outra parte? A recompensa é proporcional aos ganhos? Se for, ótimo. 


Caso contrário, está aberto o caminho para o adoecimento psíquico, pois tentar agradar ao outro é abrir mão da sua capacidade crítica, dos seus gostos, necessidades, vontades e desejos para abraçar as imposições alheias. Em resumo é viver como se fosse uma extensão do outro. É deixar de conhecer coisas boas, novas e diferentes para viver numa bolha esperando que o outro o reconheça de alguma forma e lhe forneça migalhas de afeto. 

Para alguns indivíduos, a simples possibilidade de não estar agradando incomoda a ponto de levá-lo a níveis elevados de ansiedade. 

Imaginar que esteja provocando a desaprovação alheia, faz com que seu orgulho sofra um abalo e não medem esforços para recuperar a aprovação. Neste caso, convém rever alguns pensamentos: será que o outro está tão preocupado com o que você faz? 





















 Terapia Presencial ou Online - Psicóloga Credenciada do CRP-SP para realizar terapia online


Saiba o que acontece Quando a terapia funciona







Psicologa Clínica, na Vila Mariana, zona sul sp.
Terapia Online e presencial.
Acolhimento humanizado

Rua Domingos de Moraes, 770
Bloco 01 - Sala 05 - Sobreloja (SL)
Metrô Ana Rosa
Em frente ao McDonalds

Se você ou alguém que você conhece está passando por um problema psicológico, convido a vir conhecer meu trabalho, ou indicar a quem precisa.



Agende uma consulta  psicológica clicando aqui

 (presencial ou online)
Quando sentir que precisa de um empurrãozinho emocional, ou seja, quando não estiver conseguindo lidar sozinho (a) com algumas coisas. 
 Existem fases da vida que realmente é muito difícil atravessar sozinho (a).
E nestas fases, parece que os amigos somem, o trabalho fica mais difícil e a solidão bate forte.  
Além disso, nossas forças físicas parecem diminuir, o pensamento fica disfuncional e os sentimentos tendem a ficar cada vez mais confusos.


Geralmente as pessoas procuram terapia quando:

Apresentam problemas de relacionamento
Apresentam problemas de autoestima, autoimagem ou autoaceitação
Apresentam sinais e sintomas de transtornos mentais
Apresentam formas disfuncionais de pensar e agir
Buscam uma reforma íntima:
Apresentam problemas de estresse no trabalho
Precisam aprender novas habilidades sociais
Se você busca *Psicólogos de preço acessível*, saiba que eu disponibilizo atendimento acessível em alguns dias. Entre em contato para conhecer as condições.






terapia cognitiva comportamental zona sul,
consulta com bons psicólogos em SP,
psicólogos da zona sul de sp,
psicólogos Amil,
psicólogos Bradesco sp,
Psicologa Clínica em São Paulo SP,
psicólogos Sulamérica,
Psicóloga Online,
Psicóloga e terapia infantil,
Psicóloga sp,
Psicóloga vila mariana,
Psicólogo sp,
Psicóloga paraiso,
Terapia de casal,
Atendimento Via WhatsApp,
Atendimento social em psicologia
terapia cognitiva comportamental zona sul,
psicólogos Amil,
psicólogos Bradesco sp,
Psicologa Clínica em São Paulo SP,
psicólogos Sulamérica,
Psicóloga Online,
Psicóloga e terapia infantil,
Psicóloga sp,
Psicóloga vila mariana,
Psicólogo sp,
Psicóloga paraiso,
Terapia de casal,
Atendimento Via WhatsApp,
Atendimento social em psicologia
terapia cognitiva comportamental zona sul,





Nunca Passou na Psicóloga?

Você nunca passou na Psicóloga? Se gostaria de passar, fique tranquilo porque é normal que você tenha muitas dúvidas.

Algumas pessoas que nunca passaram por consulta com psicólogos tendem a idealizar a consulta as vezes de forma negativa e isto causa bastante ansiedade.

Relaxe e venha. Traga para a Psicóloga apenas o que achar válido, afinal o momento é seu.

Se você nunca passou na psicóloga e gostaria de passar agende uma consulta psicológica



Destaques

● Quando procurar terapia? ✦ Psicóloga em SP:

Quando procurar terapia? Se possível, não deixe para buscar terapia quando a situação estiver no auge. Se você em tendência à desenvolver ansiedade generalizada . Procure um Psicólogo, de preferência, quando você estiver em equilíbrio.   (Pode copiar este texto, mas lembre-se de citar a fonte ok ) Quando  procurar terapia? Se você ou alguém que você conhece está passando por um problema psicológico, convido a vir conhecer meu trabalho, ou indicar a quem precisa.  Agende uma consulta psicológica  clicando aqui Quando sentir que precisa de um empurrãozinho emocional, ou seja, quando não estiver conseguindo lidar sozinho (a) com algumas coisas.  Existem fases da vida que realmente é muito difícil atravessar sozinho (a). E nestas fases, parece que os amigos somem, o trabalho fica mais difícil e a solidão bate forte.   Além disso, nossas forças físicas parecem diminuir, o pensamento fica disfuncional e os sentimentos tendem a ficar cada vez mais confusos. Geralmente as pessoas procuram te

ARTIGOS SOBRE RELACIONAMENTOS

Textos sobre relacionamentos, namoro, casamento, sentimentos e emoção, escritos pela Psicóloga Maris V Botari


07 dicas para a relação amorosa dar certo.

08 fatores que dificultam uma relação

09 formas de estragar um relacionamento.

09 sinais que o amor acabou

11 passos para identificar Relacionamentos abusivos

A blindagem contra apego

A dificuldade de relacionamento

A dificuldade em mostrar sentimento

Abra-se ao amor sem medo de ser feliz

Amor = Paixão + intimidade + comprometimento

Amor correspondido - Amor não correspondido

Amor custa caro

Amor desgastado: quando a relação afetiva está desigual

Amor Patológico - Amor doente

Amor sem limites

Apegados e Desapegados:

As emoções são contagiantes

Como agem as pessoas apaixonadas?

Como conquistar um amor

Como esquecer alguém?

Como manter um relacionamento saudável

De quem é a culpa pelo fracasso da relação?

Diferença entre: atração, desejo, paixão e amor.

Declarações de Amor

Dificuldade nos relacionamentos afetivos

Infidelidade no amor: como lidar e superar

Não brinque com o sentimento alheio

Não carregue uma culpa que não é sua

Não Idealize

O amor correspondido

Os Amores do Passado

Pessoas com dificuldade de relacionamento

Pessoas românticas

Por que algumas "ficadas" não se transformam em namoro?

Por que dizer "EU TE AMO" é tão difícil

Porque algumas pessoas se apegam demais enquanto outras não conseguem se apegar a nada?

Quando o amor termina

Reconciliações

Você sabe amar?

Você sabe dar e receber afeto?

Você tem medo de amar?


    Você precisa de terapia?


    Existem algumas regras para saber se você precisa ou não de terapia:

    Todos precisamos de terapia. Porém não precisa ser a todo momento. Existem situações que é possível atravessar sozinho(a), mas em outras a ajuda emocional oferecida por um psicólogo pode ser muito bem vinda.

    • Quando a ansiedade, o estresse, a depressão, ou a dificuldade de relacionamento estiverem provocando muitos danos emocionais;
    • Quando você estiver perdido em seus pensamentos, sem conseguir achar uma direção, uma resposta para sua vida;
    • Quando o medo estiver maior que a coragem de enfrentar as dificuldades;
    • Quando estiver com vergonha de ser quem você é;
    • Quando a dor da for muito insuportável;
    • Quando seu sono, seu apetite e seu desejo sexual estiver comprometidos;
    • Quando você for vítima de abuso psicológico....
    • Sim, Talvez seja a hora de buscar Terapia.
    Leia mais sobre Terapia