Pular para o conteúdo principal

A dificuldade em iniciar relacionamentos




Quando falamos em iniciar novos relacionamentos, parece que estamos tratando de um assunto muito natural, e que todos os indivíduos são capazes. Mas, na prática, não é bem assim....




Este artigo tem como finalidade explorar o assunto sem o esgotar. Trata-se de uma tentativa de reflexão sobre o tema.

Estamos na era da tecnologia,que supostamente serve pra que possamos nos comunicar melhor. A informação viaja de um canto a outro do planeta numa velocidade impensada há décadas atrás. Desenvolveram-se inúmeros aparelhos e aplicativos com a finalidade básica de promover a aproximação entre as pessoas em tempo real, e mesmo assim, o número de pessoas com dificuldade em estabelecer novas relações vêm aumentando consideravelmente. 

Não podemos falar em falta de vontade, pois os indivíduos não medem esforços para se tornarem pessoas bonitas e agradáveis: frequentam acadêmias de ginástica em busca de um corpo saudável; frequentam ambientes onde podem encontrar lazer, informação e cultura, praticam esportes; cuidam da aparência, etc. Ou seja, buscam tornarem-se pessoas aceitáveis.

Se temos os "meios de comunicação adequados" e "pessoas adequadas", onde mora a dificuldade para estabelecer novos relacionamentos?

Resposta: mora dentro de cada um. Falta a coragem para o start inicial.

Percebe-se que as pessoas estão se preparando para os relacionamentos apenas na parte exterior, esquecendo-se de que irão se relacionar com outras pessoas que buscam algo parecido. Vou elencar alguns fatores que dificultam o start para novos relacionamentos:

1. Desejo de ser cultuado(a)



Alguns indivíduos cuidam da aparência externa com esmero, acreditando que basta ter um corpo bonito para se relacionar. Neste caso, pode existir um desejo de ser cultuado (a) por sua beleza, o que dificulta o start de um relacionamento, uma vez que a relação afetiva deve ser marcada pela troca, e não pela unilateralidade.

2. Medo excessivo da rejeição.

Alguns indivíduos sofrem com o medo da rejeição e tendem a não se arriscar, esperando que o "amor caia de paraquedas". Em geral são pessoas com autoestima fragilizada e que dependem da aceitação alheia para sentirem-se pessoas plenas. Isto precisa ser revertido com a ajuda de psicoterapia, pois a necessidade de aceitação deve ter limites e não pode limitar o curso natural da existência.


3. Desejo de preservação

Relacionar-se é uma via de mão dupla, e exige que os dois doem e recebam na mesma proporção.  É preciso dispor de tempo, paciência, tolerância no trato com outra pessoa. Para alguns indivíduos, a dificuldade é justamente em dar algo de si para o outro e receber cobranças. Em geral são pessoas muito focadas em seus interesses e com pouca disponibilidade para partilhar algo. 

4. Timidez excessiva

A Timidez excessiva pode fazer parte de um quadro de Personalidade introvertida, que segundo Ballone (2009): "Na pessoa introvertida os eventos exteriores, ao contrário da pessoa extrovertida, não são a causa e o fim do pensamento, pois seu raciocínio começa e termina sempre no sujeito e não no objeto, na pessoa e não na coisa."
Vendo por este ângulo, podemos compreender que o introvertido não consegue mudar o foco de seu pensamento para o outro.

Iniciando relacionamentos:



Observe que para haver interações sociais é importante que alguém  dê o primeiro passo. As vezes um olhar é suficiente, em outros, é necessário ir além. Se este for o caso, aqui vão algumas dicas:

  • Comece tratando de temas amplos, ou seja fazendo comentários sobre o local, o tempo, etc. e fique atento (a) as reações de seu interlocutor;
  • Se houver abertura da outra parte, passe aos temas específicos, como nome, idade, profissão. Evite perguntas e colocações indiscretas, como posição política, religião, classe social, escolarização, etc., 
  • Evite comentários sobre a aparência no primeiro contato: algumas pessoas (mesmo que sejam muito bonitas) sentem-sem invadidas quando alguém menciona o quanto são bonitas e atraentes, pois não se sentem assim;
  • Fale de si e dê espaço para que o outro faça o mesmo;
  • Evite a aproximação física não permitida;
  • Converse olhando nos olhos do interlocutor;
  • E tente evitar "leituras mentais" sobre o que o outro está pensando a seu respeito. Isto certamente será conhecido no momento oportuno.
No entanto, se a dificuldade for imensa, sugiro que busque ajuda da psicoterapia para compreender melhor os motivos que o levaram a desenvolver esta dificuldade e as melhores formas de interagir, respeitando sua individualidade.




Referências:

Ballone GJ - Personalidade Introvertida (e Timidez), in. PsiqWeb, Internet, disponível em https://www.psiqweb.med.br/site/?area=NO/LerNoticia&idNoticia=178, revisto em 2009.











 Terapia Presencial ou Online - Psicóloga Credenciada do CRP-SP para realizar terapia online


Saiba o que acontece Quando a terapia funciona






Psicologa Clínica, na Vila Mariana, zona sul sp.
Terapia Online e presencial.

Rua Domingos de Moraes, 770

Bloco 01 - Sala 05 - Sobreloja (SL)
Metrô Ana Rosa

Em frente ao McDonalds

Se você ou alguém que você conhece está passando por um problema psicológico, convido a vir conhecer meu trabalho, ou indicar a quem precisa.

A Terapia serve para que as pessoas tenham ajuda emocional, apoio psicológico para lidar com problemas da vida em geral, como ansiedade, depressão, fim de relacionamento, luto, amor patológico, etc. 

Quem pode se beneficiar da Psicoterapia: pessoas em geral, não necessariamente pessoas com transtornos mentais.

Agende uma consulta Gratuita psicológica clicando aqui

 (presencial ou online)
Quando sentir que precisa de um empurrãozinho emocional, ou seja, quando não estiver conseguindo lidar sozinho (a) com algumas coisas. 
 Existem fases da vida que realmente é muito difícil atravessar sozinho (a).
E nestas fases, parece que os amigos somem, o trabalho fica mais difícil e a solidão bate forte.  
Além disso, nossas forças físicas parecem diminuir, o pensamento fica disfuncional e os sentimentos tendem a ficar cada vez mais confusos.


Geralmente as pessoas procuram terapia quando:

Apresentam problemas de relacionamento
Apresentam problemas de autoestima, autoimagem ou autoaceitação
Apresentam sinais e sintomas de transtornos mentais
Apresentam formas disfuncionais de pensar e agir
Buscam uma reforma íntima:
Apresentam problemas de estresse no trabalho
Precisam aprender novas habilidades sociais
Se você busca *Psicólogos de preço acessível*, saiba que eu disponibilizo atendimento acessível em alguns dias. Entre em contato para conhecer as condições.
















O psicólogo hoje tem uma função mais ativa na sociedade. É um profissional que oferece ajuda emocional, afetiva e racional; que ajuda as pessoas a entenderem seus medos, suas raivas, seu stress cotidiano; que ensina a expressar sentimentos como amor, raiva, indignação; que ampara na hora da dor; que motiva; que mostra ao outro suas potencialidades, convertendo defeitos em qualidades, medo em coragem, tristeza em alegria, raiva em amor.


Pode ser que alguns textos da minha autoria lhe interessem:











terapia cognitiva comportamental zona sul,
consulta com bons psicólogos em SP,
psicólogos da zona sul de sp,
psicólogos Amil,
psicólogos Bradesco sp,
Psicologa Clínica em São Paulo SP,
psicólogos Sulamérica,
Psicóloga Online,
Psicóloga e terapia infantil,
Psicóloga sp,
Psicóloga vila mariana,
Psicólogo sp,
Psicóloga paraiso,
Terapia de casal,
Atendimento Via WhatsApp,
Atendimento social em psicologia
terapia cognitiva comportamental zona sul,
psicólogos Amil,
psicólogos Bradesco sp,
Psicologa Clínica em São Paulo SP,
psicólogos Sulamérica,
Psicóloga Online,
Psicóloga e terapia infantil,
Psicóloga sp,
Psicóloga vila mariana,
Psicólogo sp,
Psicóloga paraiso,
Terapia de casal,
Atendimento Via WhatsApp,
Atendimento social em psicologia
terapia cognitiva comportamental zona sul,







Psicologa em SP. Atendemos Adultos e Crianças. Terapia Casal, familiar. Atendo na Zona Sul de SP

Agende uma consulta. Terapia Infantil. Agende uma Consulta. Cognitivo Comportamental. Psicóloga na Zona Sul.

Agende uma consulta gratuita. Tratamento depressão, ansiedade, pânico.  Terapia infantil, Terapia individual e de casal. Psicóloga Vila Mariana SP. At convênio, reembolso.

Psicóloga Vila Mariana SP. Terapia online e presencial. Acolhimento humanizado e acessível.

Tratamento depressão, tratamento para  Ansiedade. Terapia infantil, Casal, Individual, terapia sp.






Terapia Online e presencial,Acolhimento humanizado,Psicóloga SP,terapia cognitiva comportamental para ansiedade,terapia cognitiva da depressão,terapia cognitiva com casais,clinicas de psicologia em sp zona sul,psicologa comportamental sp, Psicóloga em SP zona sul, psicoterapia Bradesco, psicologa online, terapia online, terapia preço acessível,psicóloga Amil vila mariana, psicóloga Sulamérica em sp.   
  1. Sab


Nunca Passou na Psicóloga?

Você nunca passou na Psicóloga? Se gostaria de passar, fique tranquilo porque é normal que você tenha muitas dúvidas.

Algumas pessoas que nunca passaram por consulta com psicólogos tendem a idealizar a consulta as vezes de forma negativa e isto causa bastante ansiedade.

Relaxe e venha. Traga para a Psicóloga apenas o que achar válido, afinal o momento é seu.

Se você nunca passou na psicóloga e gostaria de passar agende uma consulta psicológica



Destaques

Como encontrar o psicólogo certo ❖ Psicologa Vila Mariana SP

Como encontrar o psicólogo certo Where to begin  How to Find the Right Therapist For You Escrito port Esther Perel Texto original: https://estherperel.com/blog/how-to-find-the-right-therapist-for-you A auto-entrevista Responda a estas perguntas primeiro. Por que terapia e por que agora? Em que você gostaria de trabalhar? Qual é o resultado desejado? O que você está preparado para fazer para alcançar esse objetivo? O que você espera do seu terapeuta? Quais foram as suas experiências em terapia até agora e o que foi útil? O que não foi? Quais são as lições que você aprendeu? Seja terapia individual, de casal ou familiar, o tipo de terapeuta que eu sempre recomendo é aquele que é desafiador e direto, mas não julga; tem a mente aberta e está disposta a permitir que as pessoas explorem opções na vida muito diferentes das suas. Alguém que não se apressa em diagnosticar e patologizar, e que tem um profundo entendimento dos meandros da intimidad

ARTIGOS SOBRE RELACIONAMENTOS

Textos sobre relacionamentos, namoro, casamento, sentimentos e emoção, escritos pela Psicóloga Maris V Botari


07 dicas para a relação amorosa dar certo.

08 fatores que dificultam uma relação

09 formas de estragar um relacionamento.

09 sinais que o amor acabou

11 passos para identificar Relacionamentos abusivos

A blindagem contra apego

A dificuldade de relacionamento

A dificuldade em mostrar sentimento

Abra-se ao amor sem medo de ser feliz

Amor = Paixão + intimidade + comprometimento

Amor correspondido - Amor não correspondido

Amor custa caro

Amor desgastado: quando a relação afetiva está desigual

Amor Patológico - Amor doente

Amor sem limites

Apegados e Desapegados:

As emoções são contagiantes

Como agem as pessoas apaixonadas?

Como conquistar um amor

Como esquecer alguém?

Como manter um relacionamento saudável

De quem é a culpa pelo fracasso da relação?

Diferença entre: atração, desejo, paixão e amor.

Declarações de Amor

Dificuldade nos relacionamentos afetivos

Infidelidade no amor: como lidar e superar

Não brinque com o sentimento alheio

Não carregue uma culpa que não é sua

Não Idealize

O amor correspondido

Os Amores do Passado

Pessoas com dificuldade de relacionamento

Pessoas românticas

Por que algumas "ficadas" não se transformam em namoro?

Por que dizer "EU TE AMO" é tão difícil

Porque algumas pessoas se apegam demais enquanto outras não conseguem se apegar a nada?

Quando o amor termina

Reconciliações

Você sabe amar?

Você sabe dar e receber afeto?

Você tem medo de amar?


    Postagens mais visitadas

    Você precisa de terapia?


    Existem algumas regras para saber se você precisa ou não de terapia:

    Todos precisamos de terapia. Porém não precisa ser a todo momento. Existem situações que é possível atravessar sozinho(a), mas em outras a ajuda emocional oferecida por um psicólogo pode ser muito bem vinda.

    • Quando a ansiedade, o estresse, a depressão, ou a dificuldade de relacionamento estiverem provocando muitos danos emocionais;
    • Quando você estiver perdido em seus pensamentos, sem conseguir achar uma direção, uma resposta para sua vida;
    • Quando o medo estiver maior que a coragem de enfrentar as dificuldades;
    • Quando estiver com vergonha de ser quem você é;
    • Quando a dor da for muito insuportável;
    • Quando seu sono, seu apetite e seu desejo sexual estiver comprometidos;
    • Quando você for vítima de abuso psicológico....
    • Sim, Talvez seja a hora de buscar Terapia.
    Leia mais sobre Terapia