O MITO DA CAVERNA DE PLATÃO


O mito da Caverna de Platão


psicóloga Bradesco, psicóloga spImagine uma caverna grande, úmida e escura. Nessa caverna vivem algumas milhares de pessoas.

 Essas pessoas desde que nasceram, vivem com correntes nos braços, pescoço e pés, em cadeiras enfileiradas de modo que na frente dessas pessoas há um imenso paredão fino. 

Semelhante ao cinema moderno. Por trás das fileiras de cadeiras, há uma fogueira. 

a Caverna de Platão


Entre a fogueira e as cadeiras passam algumas pessoas com objetos 
e animais. 

Os sons dessas pessoas, objetos e animais ecoam pela caverna até chegar ao grande paredão e por fim chegar aos acorrentados. 

A luz que a fogueira emiti bate nessas pessoas, animais e objetos e nas demais pessoas acorrentadas fazendo surgir sombras no grande paredão. 

Essas pessoas acorrentadas vêem essas sombras como se fossem reais. Pois esse é o único mundo que conhecem. 

Mais acima da caverna, como se fosse os camarotes, vive os chamados amos da caverna. São eles que controlam todo o esquema. 

No topo da caverna, existe uma pequena saída pelo qual o sol emite um pequeno feixe de luz que chega até lá embaixo, próximo às pessoas acorrentadas. 

Porém, entre a fogueira e o topo da caverna existe um imenso paredão bem íngreme, cheio de obstáculos, difícil de escalar. 

Do lado de fora da caverna existe árvores, rios, o sol... enfim, a natureza e alguns sábios. 

As sombras mais diferenciadas são eleitas pelos acorrentados para serem os líderes. Em diversas áreas. 

Enquanto as pessoas acorrentadas discutem entre si sobre o mundo em que vivem, os amos da caverna riem e caçoam deles. 

Uma das características desses amos é que eles não costumam aparecer. Não gostam de aparecer.

Só que uma dessas pessoas, que chamaremos de Sócrates, começa a se questionar sobre toda essa situação. 

Quanto mais se questiona mais ele vai percebendo que há algo de errado nele e no mundo em que vive. 

As outras pessoas acorrentadas mais próximas já começam a olhar diferente pra ele. Sócrates não liga e começa a se remexer da cadeira. 

Quanto mais se remexe da cadeira, mais ele sente que há algo de estranho com ele. 

Até que um dia percebe que está acorrentado. Se você está dormindo, acorda e vê que está acorrentado, qual a sua reação, leitor? Pois bem, Sócrates não é diferente, e quer se libertar das correntes. 

Depois de muita luta, consegue se livrar das correntes. Primeiramente de braços e pescoço. 

Livre das correntes do pescoço ele pode olhar de lado e pra trás e vê, as pessoas acorrentadas, a fogueira, enfim, ter uma visão da caverna e perceber que esse mundo é uma ilusão. 

Depois, consegue se livrar das correntes dos pés. 

Analise bem: ele nasceu e cresceu nessa situação, nunca andou. 

Quando se levanta e começa a andar tem extrema dificuldade. Já está desgastado pelo imenso esforço que teve pra se livrar das correntes. 

Mas consegue se adaptar e andar. Sócrates tenta alertar os outros acorrentados, inclusive os amigos, porém, sem sucesso. Pois esses acorrentados se julgam viver em um relativo "conforto" e tomam esse mundo como real. 

Quando vêem o estado de Sócrates, todo desgastado fisicamente e até psicologicamente, dizendo que o mundo em que vivem não é real, que vivem numa caverna úmida e escura, e etc... alguns acorrentados chegam até a chamá-lo de louco. 

Sócrates vê que não vai obter sucesso e vê um pequeno feixe de luz vindo do topo da caverna, ele decide ir em direção a essa luz. Mas para isso é preciso escalar um grande paredão íngreme, cheio de obstáculos. Na escalada, de vez em quando escorrega, cai, e volta a escalar. 

Depois de muita luta, ele chega ao topo da caverna, e consegue sair da caverna. Vê o sol pela primeira vez, e nesse momento quase fica cego, pois nunca havia visto tanta luz. Depois de um tempo, ele consegue se adaptar a luz do sol, mas ainda com a vista não muito boa. 

Ele vê a natureza, os sábios e etc. Conversa com alguns sábios e vê que este é o mundo real. Porém, bate um sentimento de misericórdia: e os amigos e todas as outras pessoas acorrentadas, vivendo nesta caverna achando que vivem num mundo real? Ele decide voltar. 

A descida foi tão difícil quanto à subida do paredão. Chegando nos amigos acorrentados, com a vista ruim, todo arrebentado, ele vai tentar liberta alguns acorrentados. Porém a recepção foi pior do que antes, quando ele tentou alerta-los antes de subir. 

Vê que alguns até são capazes de lutar ferozmente para proteger as correntes. 

A interpretação do mito


Então, Sócrates chega a conclusão que o segredo é contar aos poucos, começando inicialmente a dizer que estão com os braços acorrentados, por exemplo. 

Observa também que existe algumas pessoas que começam a se questionar e tem uma certa disposição a ouvi-lo. Essas pessoas são os idealistas. Uma dessas pessoas solta os braços e o pescoço, e como esse está numa condição parecida com o amigo acorrentado ao lado, este amigo acorrentado vai está mais disposto á ouvi-lo. 

Outro que consegue perceber que está acorrentado e começa a se remexer da cadeira, conta pro amigo ao lado que aquele mundo é uma ilusão e é preciso acordar. 

Assim uns vão se soltando, ajudando os mais próximos e também, caminhando em direção ao feixe de luz. 

Criando assim uma corrente discipular de mestre e discípulos. O que se solta é o filósofo. A luz do sol é a verdade. O que desce para ajudar os outros acorrentados é o político. As sombras, o mundo da ilusão. 

A luz da fogueira, os nossos desejos. As correntes, a ignorância. Os amos são aqueles que controlam e mantém o mundo da ilusão tirando proveito da situação. 

Os acorrentados são a humanidade. O caminho de escalada até a luz do sol está cheio perigos: diversas crenças estranhas, ideologias confusas, materialismo e/ou misticismo em excesso, armadilhas etc. Esses são os obstáculos. 

A filosofia vem pra proteger esse idealista que está se remexendo da cadeira, mostrar atalhos seguros na escalada, até chegar ao topo da caverna e voltar.

Esse é um resumo do Mito da Caverna, o capítulo VII do livro A República, que é de autoria do filósofo grego Platão. Mesmo escrito no século IV a.C., continua atual. Aliais, existem várias obras que se referem a esse mito como o filme Matrix e o livro Alice no País das Maravilhas.

Questione-se: será que os muitos líderes do presente e do passado, não são as sombras do Mito da Caverna? Ou são os amos? Será que não está faltando filósofos na política? Não só na política como em outras áreas? E como distinguir a verdadeira filosofia da falsa filosofia? São muitas as perguntas. 

Os antigos já diziam que a filosofia é a mãe de todas as ciências, e que a reposta está dentro de nós. É só procurarmos nos tornar, verdadeiramente, o que somos: seres humanos. Assim sendo, reconheceremos facilmente, quem é quem e qual caminho seguirmos. Como diria Sócrates: "Conhece-te a ti mesmo".





Se você ou alguém que você conhece está passando por um problema psicológico, saiba que a Psicoterapia  (realizada por psicólogos credenciados) pode ajudar bastante na compreensão de problemas emocionais como este. 

A Terapia serve para que as pessoas tenham ajuda emocional, apoio psicológico para lidar com problemas da vida em geral, como ansiedade, depressão, fim de relacionamento, luto, amor patológico, etc. 

Entenda como funciona uma sessão de terapia.

Quem pode se beneficiar da Psicoterapia: pessoas em geral, não necessariamente pessoas com transtornos mentais,



Convido você a vir conhecer meu trabalho, ou indicar a quem precisa. Meu objetivo como Psicologa e Psicoterapeuta é ajudar as pessoas a entenderem melhor a si mesmas, colaborando para que tenham qualidade de vida afetiva e emocional.

Meu consultório de Psicóloga fica na Vila Mariana, Zona Sul de SP

Agende uma consulta Gratuita psicológica
Pelo link
 Agenda OnLine
Por Whatsapp
(11-99984-9910)
Por Email
agendamento@psicologiasemfronteiras.com.br
Endereço
Psicologa em SP
Zona sul
Vila Mariana
Rua Domingos de Moraes, 770
Bloco 01 - Sala 05 - Sobreloja (SL)
Metrô Ana Rosa 
Em frente ao McDonalds
Horário de atendimento
Seg-sexta:
Sábado:
7:00 - 23:00
7:00 - 21:00

Psicóloga online

Tenho credenciamento do CRP-SP para realizar terapia  online

Outros Sites de Psicologia

·              ♦Preço acessível de Terapia
·              10 motivos para fazer terapia
·              Ajuda Emocional
·              Blog de Psicologia
·              Como escolher Bons PSICÓLOGOS
·              Como Funciona uma sessão de terapia
·              Convênios
·              Nunca passou na Psicóloga?
·              O que é Psicoterapia?
·              O que faz um Psicólogo?
·              Psicologa online
·              Psicólogos em São Paulo
·              Quando a terapia funciona
·              Será que você precisa de terapia?
Leia também






_____________________________________

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A dificuldade em mostrar sentimento ❖Psicologa SP

Psicóloga que atende convênio Bradesco

Diferença entre: atração, desejo, paixão e amor.

Psicóloga por Whatsapp: sempre com você

Como lidar com o rompimento de uma relação afetiva

Mecanismos de defesa nas relações afetivas

Será que você é amado (a) de verdade?

A necessidade de aceitação na Psicologia

05 fases do luto afetivo

Relações afetivas adoecidas: como lidar com relacionamentos difíceis.

Postagens mais visitadas deste blog

A dificuldade em mostrar sentimento ❖Psicologa SP

Psicóloga que atende convênio Bradesco

Diferença entre: atração, desejo, paixão e amor.

Psicóloga por Whatsapp: sempre com você

Como lidar com o rompimento de uma relação afetiva

Mecanismos de defesa nas relações afetivas

Será que você é amado (a) de verdade?

A necessidade de aceitação na Psicologia

05 fases do luto afetivo

Relações afetivas adoecidas: como lidar com relacionamentos difíceis.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Você precisa de terapia?


Existem algumas regras para saber se você precisa ou não de terapia:

Todos precisamos de terapia. Porém não precisa ser a todo momento. Existem situações que é possível atravessar sozinho(a), mas em outras a ajuda emocional oferecida por um psicólogo pode ser muito bem vinda.

  • Quando a ansiedade, o estresse, a depressão, ou a dificuldade de relacionamento estiverem provocando muitos danos emocionais;
  • Quando você estiver perdido em seus pensamentos, sem conseguir achar uma direção, uma resposta para sua vida;
  • Quando o medo estiver maior que a coragem de enfrentar as dificuldades;
  • Quando estiver com vergonha de ser quem você é;
  • Quando a dor da for muito insuportável;
  • Quando seu sono, seu apetite e seu desejo sexual estiver comprometidos;
  • Quando você for vítima de abuso psicológico....
  • Sim, Talvez seja a hora de buscar Terapia.
Leia mais sobre Terapia




Nunca Passou na Psicóloga?

Você nunca passou na Psicóloga? Se gostaria de passar, fique tranquilo porque é normal que você tenha muitas dúvidas.

Algumas pessoas que nunca passaram por consulta com psicólogos tendem a idealizar a consulta as vezes de forma negativa e isto causa bastante ansiedade.
Relaxe e venha. Traga para a Psicóloga apenas o que achar válido, afinal o momento é seu. O Psicólogo é um ego auxiliar, alguém que vai te ajudar a pensar nas questões da tua vida.
A primeira Consulta psicológica dura de 30 a 50 minutos, tempo que o paciente tem para expor seus pensamentos, suas dúvidas, seus anseios, suas dores, etc.

Se você nunca passou na psicóloga e gostaria de passar agende uma consulta psicológica gratuita