Missão, Visão e Valores Éticos

Aviso: 
O conteúdo deste site não visa substituir o Processo psicoterapêutico. 
Conteúdo voltado para o público em geral. 
Os assuntos são abordados de forma não-acadêmica.
Em caso de dúvida, entre em contato ou procure um Psicólogo credenciado.
Psicólogo ético| Psicóloga Ética



A atuação do psicólogo é pautada pelo Código de Ética Profissional, que compreende, dentre outras coisas:

  • O sigilo profissional
  • Levar em conta a justa retribuição aos serviços prestados e as condições do usuário ou beneficiário;
  • Assegurar a qualidade dos serviços INDEPENDENTE dos valores pagos;
  • Prolongar desnecessariamente os atendimentos;
  • Realizar diagnósticos pelos meios de comunicação pública, expondo pessoas;
  • Fazer previsão taxativa de resultados;
  • Induzir a convicções políticas, filosóficas, morais, ideológicas, religiosas, de orientação sexual ou a qualquer tipo de preconceito, quando do exercício de suas funções profissionais;

Missão
Proporcionar ao cliente condições para a manutenção ou recuperação de sua saúde emocional (tratamento), estabilidade para lidar com novas demandas e prevenção de recaídas (fortalecimento psíquico).

Visão
Neste sentido, busco aprimorar meus conhecimentos constantemente, para garantir formas atualizadas e efetivas de atendimento que adequadas: ao momento de vida do cliente; à sua demanda atual; e a seu contexto social.

Valores
Atender com ética, transparência e responsabilidade, demonstrando um genuíno interesse pelas pessoas e compreensão de sua história de vida.

Ética
 
Sobre atendimento de indivíduos da mesma família, o 

CRP-SP responde:

77 - Posso atender pessoas que se conhecem ou que são parentes, em atendimentos individuais?A decisão pelo atendimento é do(a) psicólogo(a), que considerará se o atendimento interferirá negativamente nos objetivos do serviço prestado, uma vez que não há nada na regulamentação que proíba especificamente o atendimento de familiares e/ou conhecidos(as).78 - Devo tomar algum cuidado quando optar por atender familiares e/ou conhecidos(as)?Sim. Além do conhecimento e consentimento das pessoas atendidas, o(a) psicólogo(a) deverá estar atento(a) em relação ao sigilo profissional. As informações de um atendimento não podem, em nenhuma hipótese, ser reveladas ou utilizadas no outro atendimento.