Redes Sociais

09/04/2018

As máscaras que usamos

O Objetivo da psicoterapia é levar o indivíduo a se colocar de forma autêntica no seu meio social.
*Psicologa que atende sulamérica*

Porém, isso nem sempre é possível, pois a cada mudança de contextos somos cobrados (as) a adotar uma postura diferente.



É praticamente impossível (e porque não dizer, inviável) ser a mesma pessoa a todo instante; é inadequado falar o que pensamos; fazer o que temos vontade.



Desta forma passamos a vida criando "máscaras", ou seja, novos papéis sociais para cada circunstância.



 No trabalho - (salvo algumas exceções) os indivíduos precisam usar a máscara da falsa cordialidade, da submissão (máscara que raramente serve), a máscara da tolerância.



Na vida afetiva - Alguns indivíduos usam a máscara do falso amor, do romantismo barato e exagerado, para disfarçar interesses obscuros ou florear desinteresse. Até mesmo a máscara do perdão (muito incômoda para alguns) é utilizada para que os interesses da vida conjugal sejam mantidos.



Na vida familiar - Alguns usam poucas máscaras, o que pode causar dor e sofrimento para os outros.



De modo geral,muitos usam as máscaras de heróis, buscando solucionar todos os problemas a sua volta.




Avalie este conteúdo