Como reconhecer pessoas bondosas




Primeiro, vamos fazer uma diferenciação:
Pessoas bondosas são diferentes de pessoas "boazinhas".

As "boazinhas" geralmente são aquelas que usam da suposta generosidade como forma de controle sobre o outro, pois ao fazer o bem para as pessoas evitam complicações para si mesmas, ou usam as consequências desta bondade em proveito próprio. Podemos tomar como exemplo as mães que não deixam os filhos crescerem, por medo de ficarem sozinhas.


Pessoas boas
 
Pessoas boas são diferentes: elas se entregam sem medo. Geralmente vêem o lado bom das pessoas, das situações, ajudam os outros sem muito esforço e sem esperar nada em troca. Fazem coisas boas simplesmente porque isto as legitima como pessoas.

Não fazem chantagem emocional para obter benefícios: quando querem algo de alguém, elas pedem. Se seus pedidos são negados elas conseguem compreender os motivos do outro.

Nutrem raiva sim, como todo ser humano normal.
Porém, conseguem compreender os motivos de sua raiva e não fazem disso um pedestal para futuras discórdias. Conseguem transformar sua raiva em aprendizado, para lidar com situações adversas no futuro.

Não guardam rancor, mas guardam o aprendizado. (Tem uma enorme diferença)

Ajudam as pessoas na medida das suas forças.
Não hesitam em pedir ajuda quando precisam de algo.

Evitam juízo de valor. Quando o fazem, certamente tem um propósito maior do que difamar o outro. 

Não reclamam. 
Mesmo diante dos maiores sofrimento, convertem a dor em forças para buscar novas oportunidades.



Pessoas bondosas nem sempre são "boazinhas".

Sabem dizer não, são antipáticas as vezes, podem ser diretas demais, causando perplexidade. Porém agem assim somente quando percebem que são vítimas de abusos e tentam se defender desta forma...

Não são "caridosas".



 

Textos de Psicologia


Canal Youtube