Declarações de amor são realmente necessárias?

Neste post, eu gostaria de refletir um pouco sobre o propósito nas declarações de amor.


*psicóloga bradesco*


Alguns indivíduos consideram a declaração de amor como o suprassumo do relacionamento afetivo, pois se trata do momento onde o outro entra em contato com sua emoção, conseguindo expressá-lo.

Este comportamento verbal dá margens a algumas questões pertinentes:

1. Qual  finalidade  das declarações dentro das relações?
2. São realmente necessárias?
3. Têm prazo de validade?
4. Como saber se são falsas ou verdadeiras?

1 -  Qual sua finalidade dentro  das relações?

Vivemos em uma sociedade onde o individualismo dita as regras de convivência social, o que nos leva a não confiar plenamente no outro, e isso se estende aos parceiros afetivos. Neste cenário de desconfiança e insegurança, as relações afetivas tendem a ser construídas sobre bases pouco sólidas. Desta forma, as declarações de amor teriam como finalidade transmitir segurança afetiva ao parceiro.




2. São realmente necessárias?

Depende de vários fatores: a forma como a relação foi construída; os níveis de sensibilidade de quem declara e de quem ouve; o momento da relação; do nível de intimidade do casal; da autoestima de cada um.

São desnecessárias quando os pares conseguem demonstrar seu amor ao outro, de forma que não deixe dúvidas. Mas para isto é importante que ambos consigam compreender que alguns comportamentos substituem as declarações de amor de forma bastante vantajosa.
Um exemplo disso: é quando seu (sua) parceiro (a) passa a noite no hospital cuidando de você, quando poderia delegar esta tarefa a outras pessoas da sua família.

São necessárias em momentos extremos e justamente por isso não devem ser banalizadas, pois perde-se a credibilidade.

3. Têm prazo de validade? 

Certamente. Uma declaração de amor do ano passado talvez não tenha mais o mesmo impacto se for realizada hoje.
Por isso é fundamental observar de que forma o relacionamento está se desenrolando a fim de que se possa validar a declaração.

4. Como saber se são falsas ou verdadeiras? 

É necessário ter sensibilidade suficiente para perceber quando são autênticas, já que não existem regras exatas de identificação.
Importante observar o contexto em que as declarações são feitas: 
  • Podem soar como falsas quando ditas por alguém que acabou de se conhecer; ou quando o parceiro está apresentando comportamento de esquiva e frieza afetiva notória; ou ainda quando algum interesse material está envolvido; ou quando quem declara o faz com bastante frequência.
  • Soam mais verdadeiras quando: a saudade é grande ou durante alguma ocorrência que mobilize emoções, podendo ocorrer em outras ocasiões também.
Conclusão

Não é a declaração de amor que faz com que a relação seja autêntica, e nem sempre uma declaração de amor traduz sentimentos: pode traduzir outros interesses que visam somente o benefício de quem declara.

Os grandes gestos, a troca afetiva autêntica, a sinceridade do olhar, o toque caloroso, o sorriso espontâneo valem muito mais que uma declaração de amor forçada.

Psicologa bradesco sp,  Psicologo bradesco sp, psicóloga saúde bradesco sp, psicólogo saúde bradesco sp, Psicologa bradesco,  Psicologa bradesco Terapia de casal bradesco sp,  Terapia de casal saúde bradesco sp, Terapia de casal bradesco,  Terapia de casal bradesco saúde sp, Psicologa convenio bradesco,  Psicologa convenio bradesco reembolso,   Psicologa Sulamerica sp,  Psicologo Sulamerica sp, psicóloga saúde Sulamerica sp, psicólogo saúde Sulamerica sp, Psicologa Sulamerica, Psicologa Sulamerica, psicóloga Sulamerica saúde sp,  psicólogo Sulamerica saúde sp, Psicologa Sul america sp,  Psicologo Sul america sp, psicóloga saúde Sul america sp, psicólogo saúde Sul america sp, Psicologa Sul america, Psicologa Sul america, psicóloga Sul america saúde sp,  psicólogo Sul america saúde sp, Psicologa convenio Sulamerica sp,  Psicologo convenio Sulamerica sp, psicóloga  convenio saúde Sulamerica sp, psicólogo  convenio  saúde Sulamerica sp, Psicologa convenio  Sulamerica, psicóloga  convenio Sulamerica saúde sp,  psicólogo  convenio Sulamerica saúde sp, Psicoterapia Sulamerica sp,  Psicoterapia saúde Sulamerica sp, Psicoterapia Sulamerica, Psicoterapia Sul america, sp Psicoterapia Sul america, Terapia de casal Sulamerica sp,  Terapia de casal saúde Sulamerica sp, Terapia de casal saúde Sulamerica sp, Terapia de casal Sulamerica, Terapia de casal Sulamerica saúde sp,  Terapia de casal Sul america sp,  Terapia de casal saúde Sul america sp, Terapia de casal Sul america, Terapia de casal Sul america saúde sp, Terapia de casal convenio Sulamerica sp, Terapia de casal  convenio  saúde Sulamerica sp, Terapia de casal convenio Sulamerica, Terapia de casal  convenio Sulamerica saúde sp, reembolso,    Psicoterapia Golden cross sp, Psicoterapia Golden cross,   Psicologa Golden cross sp,  Psicologo Golden cross sp, psicóloga convenio Golden cross   psicólogo convenio Golden cross Terapia de casal Golden cross sp,  Terapia de casal Golden cross sp, Terapia de casal Golden cross   Terapia de casal Golden cross reembolso,    Psicologa Amil sp,  Psicologo Amil sp, Psicóloga convenio Amil psicólogo convenio Amil, Psicoterapia Amil sp,  Psicoterapia Amil,   primeira consulta grátis, vila mariana, são Paulo,



Referências:

Giddens, Anthony. A transformação da intimidade sexualidade, amor e erotismo nas sociedades modernas. Unesp, 1993.