TDAH, Hiperatividade, Dislexia e Desmotivação infantil


Tenho refletido muito sobre a condição da criança que não aprende a ler e/ou escrever. 
Não é um tema fácil de discorrer, porque trata-se de um problema com múltiplas causas e muitos aspectos mantenedores.
psicologa bradesco saude

TDAH

O Transtorno do Défict de Atenção e hiperatividade é caracterizado pela dificuldade de focar a atenção em uma atividade (incluindo as não-escolares). A criança muda de atividade constantemente, sem conseguir se concentrar em uma delas

Infelizmente alguns diagnósticos são feitos de forma equivocadas, pois a maioria das crianças saudáveis não costuma manter a atenção concentrada na escola. A diferença é que a criança com TDAH não se foca em NADA, nem mesmo aquilo que prende a atenção de outras crianças, como cinema, televisão, brincadeiras, etc.

Hiperatividade 

É esperado que toda criança seja ativa.
O que não é esperado é que esta hiperatividade lhe traga prejuízos físicos, emocionais e sociais. Nestes casos estamos diante de um quadro de hiperatividade.
A partir de certa idade, a criança passa a introjetar as normas sociais, compreendendo que em determinados locais e momentos, deve permanecer em silêncio. A criança hiperativa é aquela que compreende estas regras, mas não as segue. E não deixa de segui-las porque "quer": ela simplesmente não consegue ficar parada.







Dislexia:



Dislexia foi dividida em 6 diagnósticos de Desordem de aprendizado distintos e mais específicos:

  • Desordem na leitura de palavras;
  • Desordem na fluência de leitura;
  • Desordem na compreensão da leitura;
  • Desordem na expressão escrita;
  • Desordem no cálculo matemática;
  • Desordem na resolução de problema de matemática
  • (fonte Wikipédia)

A criança que apresenta dislexia geralmente escreve de forma espelhada, tricando letras parecidas, como o b e d, o p e q, etc.


Somente os profissionais especializados (médicos, psicólogos, neuropsicólogos, neurologistas) podem fazer o diagnóstico adequado sobre o TDAH, a Hiperatividade e a dislexia, pois é preciso compreender como o cérebro da criança responde aos estímulos do ambiente, e somente estes profissionais têm os instrumentos corretos.


Criança desmotivada

Mas.. e quando a criança não apresenta nenhum impedimento? o que faz com que deixe de aprender?
Segundos alguns pesquisadores, a falta de motivação poderia estar entre as variáveis que impedem o aprendizado. 


Ok. Mas no que consiste esta "falta de motivação"?

Muitas crianças alegam que a escola é um lugar "chato", que a lição "é difícil" etc. Em alguns casos, esta pode ser a chave do problema, mas ainda não é a resposta definitiva. Se o aluno está apresentando dificuldades em acompanhar a aula, isto pode em alguns casos se relacionar com o ambiente escolar, e vai exigir mais atenção dos pais e dos educadores neste sentido.

Porém, em outros casos, o ambiente escolar é favorável,e ainda assim, a criança não quer ir, e se vai não faz nada, além de "bagunçar o coreto". Nestes casos, convém verificar se:


1) Existem problemas familiares que estejam bloqueando o interesse da criança; Não é regra geral, pois algumas crianças aprendem, mesmo com problemas, enquanto outras não tem problema algum e ainda assim, não aprendem;

2) O ambiente escolar é opressivo. Para algumas crianças a simples troca de escola, ou de horário é suficiente para resolver o problema. Mas é importante conversar com os educadores e a criança conjuntamente.

Outros casos:

Existem casos em que acriança não tem transtorno, não tem problema em casa,tem saúde, está bem alimentada, não é mimada, tem material, e ainda assim, apresenta dificuldades. a dica aqui é que busque avaliação psicopedagógica para que se possa compreender corretamente os motivos,pois pode ser que a criança não entendeu completamente o papel da alfabetização na sua vida.




Maristela Vallim Botari
Psicóloga clínica
CRP - SP 06/121677

99984-9910
clinicapsiconversa@gmail.com