A tomada de Decisões



Existem determinadas situações da vida que não se sabe pra que lado deve-se ir, que rumo tomar, enfim, como proceder. Algumas situações são tão delicadas, que exigem o máximo de tato, e cuidado na sua resolução. O que fazer quando devemos tomar uma atitude e não temos tempo pra pensar? Como tomar a decisão correta?

A decisão correta sempre é aquela que as pessoas tomam depois de refletir por muito tempo. É muito difícil raciocinar sob pressão,portanto decisões impensadas tem altas chances de fracassar.

Não aceite pressão sob nenhuma hipótese, mas também não se adie indefinidamente uma decisão que deve ser tomada o quanto antes. As decisões mais sábias são tomadas quando existe serenidade, quando não há ninguém pressionando e quando se sentir absolutamente seguro de que não vai se arrepender. 

É muito natural pensarmos: 

“mas se eu tivesse escolhido outra profissão”? ou “E se eu tivesse me casado com outra pessoa”? ou ainda “E se eu morasse noutra cidade”.. seria eu mais feliz ou menos feliz.

É fato: Não dá pra saber! E creio que não devemos sequer pensar nesse tipo de coisa, porque nossa vida é AQUI E AGORA, ou seja, temos que valorizar nossas conquistas presentes, e se nossas escolhas não nos faz felizes, a lamentação em nada ajuda.


O jeito é tocar o barco pra frente e fazer novas escolhas, se for o caso, já que não dá pra voltar no tempo. Se pararmos pra analisar, todas as nossas escolhas são boas, porque aquelas que não trazem felicidade, trazem experiência, ou ensinam algo.
Logicamente existem escolhas erradas, que são atitudes tomadas por impulso. Um exemplo figurativo disso são as pessoas que adoram comprar:vão ao shopping e compram tudo o que vêem pela frente... E quando chega em casa acaba descartando metade daquilo que comprou por que não sabiam o que fazer com tudo aquilo.

Quantas pessoas não escolhem um parceiro no calor do momento, apenas para esquecer sua solidão e suas dores? E dessa forma acabam enganando e se enganando? Quantos casamentos gerados por interesses materiais, ou por paixões passageiras, quando tais pessoas não tem um pingo de afinidade? Esses são alguns exemplos de decisões mal tomadas, baseadas apenas em interesses momentâneos e que fatalmente conduzirão à infelicidade.


Por isso antes de tomar qualquer decisão, PARE E PENSE.
Pese prós e contras, sempre visando o seu bem estar e levando em conta se sua decisão não irá prejudicar outras pessoas. Lembre-se que todo castelo de cartas desmorona, portanto tome suas decisões importantes somente com base em fatos sólidos.